quarta-feira, 4 de julho de 2012

Maria de Villota
























Maria de Villota, ainda criança, ensaiando dentro do cockpit ao lado do pai Emilio.

9 comentários:

Danilo Candido disse...

É muito, muito triste o que aconteceu. Pior ainda por se tratar de um acidente tão estúpido.

Verde disse...

Imagem de cortar o coração.

Anônimo disse...

Uma barbaridade.F1 em circuitos já tem uma ose de risco alta. Fora então... O carro dessa bela foto é um Fittipaldi F5A

Claudio Paes Leme

Marcio Gil disse...

Por que um pai deixa sua filha competir num esporte tão perigoso?
Para satisfazer a vontade da filha ou para suprir sua frustração?

Thiago Medeiros disse...

Marcos,

e por que deixaria um filho no lugar da filha?

Porque pilotos são seus sonhos. Porque passam a vida pra dirigir um carro como esse. O automobilismo é perigoso, sim. Mas, os riscos são conhecidos por todos que o praticam. O sonho move todos eles. De certa forma, faz parte de sua essência.

Anônimo disse...

Tô meio devagar hoje...

Só agora fui me informar do acidente de Maria de Villota... ninguém merece uma coisa dessas, nem mesmo um Flávio Briatore (para citar apenas um... sub-humano?).

Tomara que apenas o olho seja a sequela e tudo o mais fique bem novamente...


abraço,
Renato Breder

Marco Memoria disse...

Lamentavel o acidente assim como as circustancias que ele ocorreu, sempre torci e torço para ter uma piloto competitiva na F1, não seria com certeza a Maria, mas uma Bia Figueiredo talvez se saisse bem, toda força a familia Villota e que pelo menos a espanhola possa seguir sua vida !!

Cardozo disse...

Acidente estúpido. Melhoras à Maria.

WAC. disse...

Una pena lo que le ha acontecido a María de Villota.