sábado, 24 de agosto de 2019

Freezer



























Esquentou.

Ou melhor, vai esfriar.

A proposta declarada pela Renault é congelar o desenvolvimento das
unidades de força da Fórmula 1 em 2021.

Por que?

Redução de custos e melhoria no desempenho.

Equilíbrio.

A Honda concorda pelas palavras vindas da Red Bull.

Do lado italiano, a Ferrari não se pronunciou.

Ainda.

Mercedes?

Toto Wolff demonstra preocupação com a proximidade dos rivais
quando o assunto é potência.

E por isso a prioridade é manter a supremacia das Flechas de Prata.

Em Brackley, sede da equipe, o protótipo da unidade de força que
empurrará os carros de Bottas e Hamilton na próxima temporada
já foi ligado.

Uma ousadia.

Pois é a maior atualização da unidade de força da Mercedes dos
últimos seis anos.

Estão se preparando.

Pois o inverno está chegando.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Marbles



Tipo Fórmula 1 com Rally.

Hamilton largou bem.

Perdeu a liderança para Verstappen e Vettel no meio da prova.

Mas no final, Lewis se recuperou e fez duas ultrapassagens espetaculares
para vencer.

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Bons Tempos






























O pódio de Mônaco 2012.

Talvez uma das melhores temporadas de todos os tempos.

Com marcas que nunca foram repetidas.

Red Bull, Ferrari, McLaren, Mercedes, Lotus e Williams venceram corridas.

Isso mesmo.

Seis equipes diferentes.

Utilizando três motores distintos.

Oito pilotos conquistaram vitórias.

Essa seria a Fórmula 1 dos sonhos?

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Familie
























Personagem da semana.

Jean-Éric Vergne.

Entre Gasly, Albon e Kvyat, um primo distante precisa ser lembrado.

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Olhando



























A Red Bull Honda está surpreendendo.

Com uma máquina rápida e confiável, Max Verstappen está lutando
mais vezes por vitórias.

Não.

Não acredito que o título de Lewis Hamilton esteja ameaçado.

A Mercedes é um carro de exceções.

Em certos momentos, em certas circunstâncias, o bólido prateado não
é um foguete comparado aos outros.

E isso não poderá atrapalhar sua trajetória vitoriosa em 2019.

A Ferrari?

A lentidão gritante na Hungria não deixa dúvidas que Lina está doente.

O SF90 possui problemas aerodinâmicos, de temperatura e consumo
de combustível.

As próximas duas etapas, Spa-Francorchmaps e  Monza, devem favorecer
a Scuderia Italiana.

Se acontecer.

Mesmo assim é muito pouco.

A categoria máxima do automobilismo pode ser definida numa palavra.

Continuidade.

E neste ponto está chave do sucesso.

Perceba que, quando há oportunidade, Toto Wolff contrata um engenheiro
ou projetista da Ferrari.

Por que?

Porque a mão-de-obra especializada é escassa na Fórmula 1.

De vez em quando o Burti não comenta na TV que aquele engenheiro
que apareceu na tela trabalhou com ele mil anos atrás?

É isso.

Se continuidade é a palavra, A Red Bull e a Mercedes estão em vantagem
sobre a Ferrari para 2020.

Basta evoluir,

Aperfeiçoar.

Os italianos precisam inventar.

Acho (um pensamento, sem adivinhações, claro!) que Verstappen poderá
brigar pelo título na próxima temporada de forma real.

Adrian Newey não costuma perder oportunidades.

E a Honda deve estar enxergando a chance de voltar a triunfar e por isso
não vai poupar recursos.

Talvez testemunhemos experimentos escandalosos com a Toro Rosso nas
últimas etapas...

Sim.

O ano de 2020 promete.

Menos para Romain Grosjean e Robert Kubica.

Parece que já deu pro francês.

E o polonês (apesar do dinheiro) tem um concorrente talentoso
(e com mais dinheiro ainda) olhando pro seu lugar: Nicholas Latifi.

No aguardo.

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Pixel Art




Eu gosto dessas coisas.

(repare na volta 23 com Stroll, Sainz e Kvyat juntos...)

 Via: F1 Visualized

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Mercedes?


























A classificação atualizada do campeonato de 2019:

1. Max Verstappen - 195 points
2. Sebastian Vettel - 181
3. Charles Leclerc - 171
4. Pierre Gasly - 89
5. Carlos Sainz - 64
6. Kimi Räikkönen - 52
7. Lando Norris - 43
8. Daniel Ricciardo - 42
9. Nico Hülkenberg - 32
10. Daniil Kvyat - 31

A informação vem do perfil do twitter F1 Without Mercedes.

Que simula uma Fórmula 1 sem a dinastia das Flechas de Prata.

Mais.

Nos últimos anos a coisa teria sido assim:

Mundial de Pilotos

2014: Ricciardo

2015: Vettel

2016: Ricciardo

2017: Vettel

2018: Vettel

Mundial de Construtores

2014: Red Bull

2015: Ferrari

2016: Red Bull

2017: Ferrari

2018: Ferrari

Interessante?

terça-feira, 23 de julho de 2019

Interesses


























Ando pouco interessado na Fórmula 1.

Tentei.

Confesso.

Mas poucas coisas me despertam para escrever neste espaço.

Culpa da previsibilidade.

Mercedes absoluta e Hamilton caminhando para outro título mundial fácil.

Nada de novo.

(Aldo Costa novamente na Ferrari?)

Mas eis que uma nota do Joe me chamou a atenção.

Novas equipes.

E o nome de Graeme London.

A tal fantasma que falamos 2 anos atrás!

Lembram?

Clique aqui

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Todos

































O espetáculo não é feito apenas por quem está acelerando na pista.