segunda-feira, 16 de junho de 2014

Rascunho de Continuidade





























Michael Schumacher numa prova de fogo.

Interessante.

Na semana passada ouvi um médico dizer que não é fácil morrer.

Parece ser verdade.

A Red Bull detectou os movimentos da Mercedes.

Ainda durante o verão europeu o time do energético pretende definir o futuro
de sua dupla de pilotos.

As bases salariais estão concluídas.

Sei que Daniel Ricciardo deverá receber cerca de 5 milhões de euros anuais.

Fora bônus por vitórias e títulos.

A meta é continuar com o duo Vettel - Ricciardo por mais quatro temporadas.

Danica Patrick jogou um balde de água fria nas intenções de Gene Haas.

Hass que, segundo rumores, está bem perdido nos planos que envolvem a
construção de sua escuderia.

Por fim.

A Lotus já move suas forças e recursos para o carro de 2015.

3 comentários:

Wesley disse...

Essa Haas será a nova USF1,pode anotar aí.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Sobre a frase que escreveste acerca do Schumacher, lembrei-me de uma história (verdadeira ou não) de que quando em novembro de 1975, o Francisco Franco estava nos seus últimos dias e ia ser operado mais uma vez para estancar uma hemorragia digestiva, terá murmurado para um médico: "Doutor, agora já sei quanto custa morrer".

A noticia de hoje é um belo disfarce, não é?

Humberto Corradi disse...

Paulo

Existe a informação. Mas informação não é conhecimento.

Quem pode saber o que está havendo e qual o estado do piloto?