domingo, 18 de março de 2012

Apontando



























No estilo das setas.

Jose Carlos Pace, Derek Daly e Kevin Cogan.

Poucas alegrias.

13 comentários:

TW disse...

Pace foi cedo demais. Teria nos dado mais alegria, com certeza.

abs

Speeder_76 disse...

E ainda falta o Pedro Paulo Diniz.

Rafael Dias disse...

Verdade, Paulo. O casco do Diniz é bonito.

Juanh disse...

Derek Daly hizo maravillas con el vetusto Ensign N177.
Bellos cascos.
Abrazos!

Anônimo disse...

As setas de Pace e Daly indicam 'movimento à frente', já as do Cogan levam a um 'impasse'... minha leitura... (hehehehe)

abraço,
Renato Breder

Marco Memoria disse...

Pace era superticioso e após uma consulta a uma ceta senhora, foi aconselhado a tirar a seta pra baixo do seu capacete, pois indicava negativismo, conscidencia ou não após a mudança Moco ganhou seu primeiro GP aki no Brasil

Danilo Candido disse...

Marco,

Pelo que sei essa estória do Pace e seu capacete é a seguinte: certa vez ele sonhou com seu pai (já falecido), dizendo-lhe que a seta estava errada, pois apontava para baixo, "pesando". Então, logo após acordar, o piloto alterou a seta com uma gilete de barbear, mudando sua direção. Logo depois alterou a pintura em definitvo. Coincidência ou não, pouco tempo depois, venceu seu primeiro e único GP.
VEja o comparativo dos "cascos":

http://www.google.com.br/imgres?q=jose+carlos+pace+helmet&um=1&hl=pt-BR&biw=1360&bih=639&tbm=isch&tbnid=-VtYCAulPU6WuM:&imgrefurl=http://www.jalopnik.com.br/conteudo/os-capacetes-mais-legais-das-pistas-de-corrida&docid=LEHNH7Msr6T81M&imgurl=http://www.jalopnik.com.br/wp-content/uploads/2011/11/Carlos-Pace-Helmet.jpg&w=1259&h=378&ei=HCZnT6vCO8Luggf43sX1Dg&zoom=1&iact=hc&vpx=47&vpy=186&dur=1160&hovh=123&hovw=410&tx=195&ty=71&sig=114732486733842292450&page=1&tbnh=55&tbnw=183&start=0&ndsp=18&ved=1t:429,r:0,s:0

Um abraço,
Danilo Candido.

Danilo Candido disse...

P.S.: Prezado Marco, o link certo dos capacetes é este:

http://www.jalopnik.com.br/wp-content/uploads/2011/11/Carlos-Pace-Helmet.jpg

Um abraço,
Danilo Candido.

politicamente_incorreto disse...

As histórias conferem, existem as duas versões. teria sido a mãe menininha do gantois ou o sonho com o seu pai, só alguém próximo para tirar a dúvida.
A primeira corrida em que o Pace correu sem a seta para baixo foi em Watkins Glen em 1974 e ele chegou em segundo, seu melhor resultado até aquele momento, e na segunda corrida da temporada seguinte ganhou na segunda prova. Poderia ter ganho pelo menos mais umas três corridas no ano, mas a sorte nunca foi o seu forte, o acidente que o vitimou é a prova disso.....

O legal dessa época é que na década 70 com o advento dos capacetes fechados os pilotos passaram a usar os mesmos como uma carteira de identidade, o do Pace é um dos mais marcantes. Hoje em dia usam uma masa disforme de cores aplicadas por maquinas e sem nenhuma personalidade, salvo excessões cada vez menores. Capacete era para toda a vida, as mudanças eram raras e chamavam a atenção de todos. Hoje o próprio campeão usa um casco com pintura diferente a cada corrida, afinal é um digno representante de uma geração sem identidade própria. Nos dias atuais tudo é massificado, impessoal e indigente....nada mais justo.


Rubem Rodriguez Gonzalez

fernando disse...

acho provável o desenho do capacete do Pedro Diniz ter o do Pace como referência-homenagem. se não me engano o pai do Diniz foi instrumental na ida de Pace à Europa e na entrada deste na F1.

o Fabio Greco, que corre na GT brasileira (filho do Greco, o 'Trovão', brilhante chefe da equipe willys) com certeza homenageia o Pace, o desenho é praticamente o mesmo.

Yuri disse...

Belas fotos e belos cascos.

Antigamente as pinturas eram simples e maravilhosas,hoje só gosto do capacete do Shummi por ser o mais simples,todo vermelho.

Do Bruno e o Hamilton bem se comenta mesmo sendo bonitos,copias do Senna.

Tohmé disse...

Cadê o do PP Diniz?

Fabiani C Gargioni #27 disse...

Cocordo novamente com o Rubem Rodriguez gonzalez no que diz respeito as pinturas de hj em dia e a nossa juventude!!!