segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Propaganda























Mario Andretti, Emerson Fittipaldi, James Hunt...

IROC.

Das coisas que nós perdemos.

Mais clicando aqui .

9 comentários:

fernando disse...


"Das coisas que nós perdemos."

incluindo os ‘hairdos‘ - as cabeleiras!

já li contarem Emerson dizer ter sido o pior carro de corrida que pilotou na carreira.
mas tamb´m já li que o Capri RS que dividiu com Stewart no N¨rburgring em 73 tinha sido o pior - então é melhor alguém um dia perguntar a ele qual dos dois foi mesmo o pior.
(e sem esquecer que talvez o Fittipaldi F8 possa ser incluído também.)

Anônimo disse...

Corradi,

já apareceu também aqui:
==>> http://f1corradi.blogspot.com.br/2012/02/camaro.html

E aqui tem mais fotos, inclusive Emerson Fittipaldi rodando...
==>> http://carrosantigos.wordpress.com/2011/09/02/emerson-de-camaro-na-iroc-1976/

A fonte dizia ser o Chevrolet Camaro 1974 da Penske, pilotado por Mark Donohue... igualzinho ao da foto do post (que é de 1976, certo?)
==>> http://www.ritchieracing.com/IROC_PIC_S_001.jpg


E, sim. Esse foi, segundo o próprio Emerson, o pior carro que ele pilotou. Perguntado sobre qual teria sido o pior carro que ele pilotara, respondeu: “O Camaro da IROC. Eu não me entendia com o carro e nem ele comigo. Foi o pior e mais perigoso carro de corridas que já pilotei”.
==>> http://www.gptotal.com.br/panda/cartas2q_07_04.htm


um abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

OPS!

Agora eu li tudo... a fonte dizia (sobre o Camaro laranjado):

The originally silver #9 IROC Camaro was driven four times by A. J. Foyt on his way to two

overall IROC Championships and driven to a First Place finish at Riverside by Bobby Allison.

A later owner preferred the orange #12 paint scheme and painted as it appears now.

This is possibly the least modified of the original 15 or 16 stock-based IROC Camaros.


outro abraço,
Renato Breder

Humberto Corradi disse...

Breder

A foto da rodada saiu aqui primeiro

http://f1corradi.blogspot.com.br/2011/06/spinning-out.html

Valeu

fernando disse...

grande Corradi

não vi aquele post e não conhecia a imagem.

CQD do que Emerson afirmou sobre o carro, muito bom.

Anônimo disse...

Corradi,

não me lembrava desse post... já são, então, pelo menos 4 posts sobre Emerson Fittipaldi/Chevrolet Camaro/IROC...

1) 11 de junho de 2011:
http://f1corradi.blogspot.com.br/2011/06/bons.html
2) 30 de junho de 2011:
http://f1corradi.blogspot.com.br/2011/06/spinning-out.html
3) 17 de fevereiro de 2012:
http://f1corradi.blogspot.com.br/2012/02/camaro.html
4) 17 de setembro de 2012:
este post...

Tem mais algum?

outro abraço,
Renato breder

Antonio Eduardo Gomes disse...

Caro Corradi, confesso que este Camaro é meu sonho de consumo mas este em especial consegue elementos que o eleva a condição de fodástico. Tem o numero 12 (entre várias criaturas destaco Senna, que utilizou esse numero na F1) é meu numero favorito em qualquer circustancia. 5 titulos mundiais rodeiam este humilde carro. fora a turma da indy e os vencedores das 500 milhas, aí já estrapola meu conhecimento.

Enfim, isso é o que faz com que eu ame este esporte e ame carros. Quantos já não tiveram um camaro na vida. Até o Silvio Santos já teve um Camaro!!!!! Eu já tive um Camaro. Quantos já atravessaram os boxes de interlagos, ou de outro autodromo, de capacete em punho e trajado a rigor, e puderam por um momento imaginar que outros tantos que você só ve na TV fizeram o mesmo que você. Não importa se é esporte de rico ou de pobre e sim que está aí a disposição de qualquer um. Hoje, qualquer um com tempo e disponibilidade aluga um carro e corre.ou então vai com a familia e amigos e curte uma bateria de kart. qualquer um com disponibilidade, viaja para Nurburgring, aluga um carro e dá umas voltas na pista. Ou vai a Spa e conhece o traçado antigo (ou faz um piquenique diante da Eau Rouge), ou a Monza para se divertir. Está tudo aí. Se preocupamos com os Sennas, Piquets, Massas e Barrichellos e esquecemos todos nós podemos ser aquilo que nós quisermos. Basta querer e correr atrás. Abraços, Eduardo/São Paulo

fernando disse...

boa Eduardo

quem sabe com o mundo agora se tornando anti-automóvel (ao invés de apenas anti-gasolina), a disponibilidade para tais carangos de antanho se torne menos dificultosa...

meu sonho na verdade é uma Alfa GTV6 - há cerca de 15 anos vi uma V4 veremlha, belíssima, å venda aqui em SP, na Pompéia, mas justo não tive a disponibilidade naquele momento.
estava por 7 mil reais, lembro que era tempo de real 1:1 com o dólar. baratésimo hoje em dia, inda mais na boa condição do carro (entrei, liguei, mas não andei com ele).

tenho uma amiga norteamericana que aprendeu a dirigir num Z28.
e foi com essa mesma amiga que realizei um piquenique na beira do riacho Eau Rouge (longe da curva, mas o mesmo curso dágua, dentro do parque do circuito), num intervalo de treinos da F1.
boa lembrança
valeu
abraço

Humberto Corradi disse...

Breder

Olha aí mais dois:

7 de junho 2012

http://f1corradi.blogspot.com.br/2012/06/race-of-champions.html

26 de abril de 2011

http://f1corradi.blogspot.com.br/2011/04/iroc.html

Valeu