sábado, 29 de setembro de 2012

Up to date






















Bom dia a todos.

Mudou

Pensando nos custos, Bernie Ecclestone quer atrasar a chegada dos motores
turbos à Fórmula 1.

Ficaria para 2016.

Datas

FIA confirmou o calendário de 2013.

Mesmo com asterisco, Nova York (Jersey) segue na lista.

Patrocínios

A Sauber deverá seguir com o apoio de Carlos Slim.

O bilionário mexicano possui participação na equipe.

E ainda quer ver uma etapa da Fórmula 1 no México.

Parece que dessa forma a McLaren seguirá com a Vodafone.

Na foto: Benetton na Austrália.

9 comentários:

TW disse...

Penso que as fabricantes de motores devem ter gostado da ideia! Talvez a única que não tenha sido a Ferrari, que parecia ter um projeto bastante interessante...

Anônimo disse...

O calendário sofreu algumas pequenas mudanças, em relação ao que havia sido divulgado.
O GP da Bélgica foi adiantado em uma semana (será em 25 de agosto) e os GPs do Japão e da Coréía do Sul trocaram de datas: em Yeongam será em 6 de outubro e em Suzuka em 13 de outubro.

Quanto ao México na F1, e o Esteban Gutiérrez? Segue na GP2?


um abraço,
Renato Breder

fernando disse...

Corradi, quanto ao apoio do Slim, se não me engano o Esteban Gutierrez é o terceiro piloto da Sauber -se bem que o cara não andou nem em linha reta com um carro da equipe este ano ainda.
há quem diga (joesaward) que este teria alguma chance de ficar com o lugar vago do Perez.
enfim, a presença do Gutierrez pode também ter parte na permanência do apoio do miliardário mexicano.
abs

fernando disse...

pois é Breder, e a alteração do GP belga motivou mudança de data das 6 Horas de São Paulo, que ficou para o fim de semana seguinte, em 31 de agosto.
Emerson tinha pleiteado antecipar o quanto desse a realização da prova, pelo que ouvi ddizer pra aproveitar que o dia seria mais curto - pois no inverno - daí incrementando o charme do final como corrida noturna.
de todo modo, também escutei que ano que vem a prova será iniciada um pouco mais tarde, justamente por essa questão da parte noturna. a se ver.

Anônimo disse...

Pelo jeito os motores turbo não vão voltar a F1!

Mauro Santana
Curitiba-PR

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Esse "puxar" do Bernie em relação aos motores Turbo quer significar que não quer o seu retorno. O que pode ser considerado como uma maneira de mostrar estar contra as ideias de Jean Todt de modificar algumas coisas na Formula 1. O quew Bernie quer é que isso seja o seu quintal, que gere o que quiser e como quiser, e a FIA só tem de fazer um papel simbolico, como fazia nos tempos do Tio Max.

Anônimo disse...

Não aposte que os turbos não voltam, todas as montadoras estão fabricando seus carros top de linha com motores turbo!

Laysson disse...

Se o salto da Mercedes realmente depender dos motores turbo, Hamilton estará em apuros nos próximos anos. Seria um belo tiro no pé.

Juanh disse...

Bellísimo Benetton.
Abrazos!