domingo, 17 de março de 2013

Franco-Atirador

























Estranha essa primeira etapa da Fórmula 1 na Austrália.

Desde os treinos.

A McLaren, que nos testes na Espanha parecia estar bem, parece ter feito
escolhas erradas.

Não duvido da recuperação do time durante a temporada.

Mas a coisa não está fácil.

A Mercedes, apesar de ter ido bem nos treinos, ainda coloca muita desconfiança
em nossa cabeça.

Nas temporadas anteriores foi assim também.

Ferrari e Red Bull mostraram que estão fortes.

Prometem brigar intensamente até o final do campeonato.

Na turma de trás Jules Bianchi está bem acima da média.

Provou que não é preciso ter um bom carro para mostrar serviço.

Em 2013 seu passe deve valorizar muito.

O que dizer da Force India?

Complicada de entender fora das pistas, dentro delas se mostra interessante
desde o final do passado.

Merece um estudo mais profundo para revelar os segredos de sua boa performance.

E a Lotus?

A grande vencedora.

Fantástica?

Não fiquei deslumbrado.

Largou atrás da Mercedes, Ferrari e Red Bull.

Numa primeira etapa em que ninguém conseguiu testar os pneus como gostaria
acho normal aparecer muitos espaços para imprevistos.

Apostas poderiam acabar sendo recompensadas.

E foram.

Vou desmerecer a vitória?

Não.

Kimi Raikkonen teve seus méritos.

Claro.

A Lotus colocou seu principal piloto como franco-atirador.

E Raikkonen executou com precisão o plano.

Enquanto seu companheiro realizou uma parada a mais.

Largando da sétima posição, Kimi não tinha nada a perder.

Deu certo.

Excelente.

Mas ninguém vai vencer o campeonato fazendo roleta russa em todas as provas.

11 comentários:

TW disse...

É cedo ainda para afirmar o potencial de cada equipe. Arriscar hoje deu certo, mas pode mostrar que o E21 trata bem os pneus novos e isso pode ser fundamental para bons resultados.

Carlos Gil disse...

A Lotus e Kimi Raikkonen têm a vantagem de quase ninguém os levar a sério enquanto candidatos ás vitórias e aos títulos.
A pressão dos resultados está mais do lado da Ferrari, da McLaren, da Mercedes, e também (ainda que em menor grau) da Red Bull.
Se a Lotus conseguir lutar pelo pódio dos construtores, vencer duas ou três corridas, e manter Raikkonen na equipa, vai certamente conseguir agarrar bons patrocínios para os anos seguintes.
A imagem despreocupada e não alinhada que transmite é muito apreciada por algumas das grandes empresas que têm cirandado o circo.
Numa época em que quase todas as equipas estão a lutar pela sobrevivência financeira, a Lotus pode estar muito perto de assegurar a sua para os próximos anos.
E ninguém se iluda, Kimi será essencial para o futuro do projecto, mas o actual departamento técnico também tem muito valor, pois sem nenhum dos actuais gurus no quadro, e com um orçamento certamente inferior ao das grandes equipas tem conseguido projectar, construir e desenvolver carros competitivos.
A maior incerteza da equipa estará do lado de Grosjean e da sua capacidade de dar (ou não) um maior contributo para os resultados.
Um feliz St. Patrick Day para a Lotus e especialmente para o Kimi que como sabemos não é muito dado a estes eventos que metem muito alcoól... ;D
CG

Voaridase disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fernando disse...

interessante o ponto de vista do CG; pelo que tenho lido a equipe, agora, está na corda bamba financeira, dizendo a grosso modo, mas se o carro for bom - como afirmou Raikkonnen logo após a bandeirada, então as chances de se consolidarem são grandes, como sugere CG.

não gosto de corridas como esse GP da Austrália, vencida por estratégia.
admiro o finlandês, na verdade é o ünico pra quem tenho o sentimento de torcer pra que vença o mundial, e isso porque a mim o cara parece uma montanha de talento, o que admiro mais do que os tais 'pilotos completos'.
com a grande qualidade das imagens hoje em dia é ótimo acompanhar a pilotagem de gente talentosa, e nessa corrida foi assim com Kimi, mas frustante ver que outras boas pilotagens, como as de Massa e Hamilton ficaram prejudicadas por estratégias.
talvez em verdade seja frustante essa condição de pneus que se deterioram rapidamente,
projetados a priori para alterar o curso das corridas e deixá-las 'movimentadas'.
mesmo sendo condição igual a todos (em tese…) a artificialidade da coisa está gritante e incomoda.
fica um receio disso vir a se tornar o padrão normal de decisão das corridas nesta temporada.

Anônimo disse...

Kimi pilota muito, só não ganhou uns três campeonatos na Ferrari porque eles são burros ou "espertos" demais por lá, a estratégia deu certo porque ele soube fazê-la funcionar, e ainda fez a volta mais rápida, quebrando Alonso psicologicamente.

Anônimo disse...

Erro de estratégia do Felipe Massa hahaha que achou dessa desculpa nova da Ferrari hein Corradi? Um abraço
Felipe Corrêa

Alex disse...

LEgal... ganhou a corrida e não passou ninguém...

Hoje não tem que ser piloto mas sim motorista... F1 ta chata para caramba. Ver piloto arriscando e chegando no limite não existe mais, só essa palhaçada de poupar pneu.

Uma dúvida, O Senna teria vez nos dias de hoje?

Sobre o Massa... deu azar. No melhor do seu pneu ficou preso atras do Vettel, que estava preso atras do Sutil... Não conseguia passar porque Fettel abria a Asa ao mesmo tempo.

Se tivesse pista livre o Felipe iria voar... igual o Alonso fez quando teve.

juniorcaixote disse...

A ferrada é uma D-E-S-G-R-A-Ç-A!!! Sem mais comentários...

Anônimo disse...

A Lotus parece a favorita para as 4 primeiras etapas do campeonato, tem um carro que preserva os pneus e essa será a vantagem neste início. A partir de Barcelona Ferrari e Red Bull vão aplicar diversas atualizações nos seus carros e isso vai polarizar a disputa pelas vitórias entre Alonso e Vettel. McLaren já deve estar pensando em 2014, 2015. Mercedes deve aparecer bem com o Hamilton em algumas provas e pode até conseguir alguma vitória. Devemos ficar de olho na Force India, vai brigar pelo top 3 em algumas provas.

Anônimo disse...

Já podemos tirar algumas conclusões do que vai acontecer no futuro:
1 - Pérez não é tudo isso, mas fica na McLaren em 2014 apesar dos boatos de Sutil no seu lugar.
2 - Sutil vai estar numa equipe de ponta em 2014 (Ferrari ou Lotus ou Red Bull).
3 - Massa, embora não brigue pelo título, terá uma boa temporada, última pela Ferrari e pode achar um lugar ao sol na Lotus ou Red Bull.
4 - Webber não renova com a Red Bull.
5 - Bianchi na Force India em 2014, junto com os motores Ferrari.
6 - Di Resta retorna ao DTM.
7 - Bottas termina o ano na frente do Maldonado mas perderá o seu lugar para um piloto pagante.
8 - Gutiérrez só segura o seu lugar por causa do patrocínio. Fará uma temporada apagada.
9 - Quem perder a disputa interna na Toro Rosso dará lugar para Félix da Costa.
10 - Grosjean será companheiro de Bruno Senna no WEC em 2014.

Rubens disse...

A raivinha do dono do Blog toda vez que o Kimi na raça se dá bem é de dar uma satisfação imensa!