sábado, 14 de dezembro de 2013

Nascar























Parece ser tudo que a Fórmula 1 quer ser.

Daytona. Final dos anos 50.

7 comentários:

Carlos Gil disse...

Pior que querer vender frigoríficos (geladeiras aí no Brasil) americanos aos esquimós, é querer vender imitações de frigoríficos americanos aos americanos.
Querem corrigir erros com outros erros.
Já viram o novo sistema de penalizações por exceder o número de elementos (6) do grupo motriz permitidos no ano?

Divirtam-se, pois felizmente há vida para além da F1.
CG

Sandro Auzani disse...

A F1 está muito longe do que é a NASCAR. Só para começar, quando a F1 começar a aproximar os pilotos do público, promovendo seções de autógrafos, promoções envolvendo os pilotos com os fãs, ai sim as F1 vai começar a se aproximar a NASCAR.
Este pacotão de regras e punições aprovados pela F1 nem de longe passa pelas regras da NASCAR.

Anônimo disse...

Melhor esperar deitado (sentado não serve!). . .
Essa F1 de hoje não tem a menor chance. . .
E as perspectivas são as piores possíveis, infelizmente!
Zé Maria

TW disse...

Vai ser difícil.
Mas não foi aqui que eu li que a F1 ea família France estavam negociando para esmagar a Indy de vez?

Milton disse...

Para começar a conversa: Com tão poucos carros na F1, como eles querem ser populares? Com custos tão altos e uma mentalidade tão européia(e por que não dizer, elitista e blazè, vai ser dificil.

A NASCAR dá certo, em muito, por ainda trazer aquela coisa de popularidade, tanto de carros quanto de pilotos. Um certo teatrinho as vezes? Sim. Mas fica cada vez mais dificil de querer fazer dar certo da mesma forma, apenas copiando o modelo de negócios.

Anônimo disse...

Daqui uns anos é capaz da F1 começar andar em pistas ovais!

Abraço!

Mauro Santana
Curitiba-PR

Luiz Aguiar disse...

Pistas ovais não são o problema e sim a margem de segurança delas. Se houvesse grandes áreas de escape na parte externa(com brita inclusive) algumas delas poderiam ser até mais seguras que alguns mistos,.. é a concepção das pistas, mas numa cultura européia em que carros diferentes podem chegar no mesmo objetivo(um sendo melhor de curvas e outro de retas) seria interessante um oval com curvas diferentes, tal como era Jacarepaguá..