domingo, 22 de novembro de 2015

Comments




























Uma nova seção.

O Blog possui algo em torno de 30.000 ponderações, observações, elogios
e críticas feitas por vocês.

A ideia é, de tempos em tempos, parar e selecionar alguns comentários para
formar um post.

Vamos lá!

Início da temporada 2015.

Post sobre a corrida em Albert Park.

16 de março de 2015 00:18  

Gerardo Furtado disse...

"Oi, Corradi.

Eu estava lá, e queria compartilhar aqui uma coisa que me deixou bastante
frustrado: com treze carros largando, logo que a fila acabava a curva 1, o
silêncio na reta dos boxes era constrangedor.

Na maior parte da volta, a gente só ouvia o helicóptero e uma ou outra pessoa
conversando.

Eu não estou falando isso para reclamar do motor (ao contrário de 95% dos fãs,
eu não me interesso por barulho), e sim do absurdo que é ter pouco mais de dez
carros no grid.

E, entre outras razões, esse absurdo ocorre porque ninguém pode mais testar,
porque a divisão de lucros é injusta com os pequenos, porque eles fazem tudo
para atrapalhar as equipes pequenas e não se tocam que, num grid com só dez
carros, alguém vai ser o último, ou uma McLaren, ou uma Ferrari, ou uma Red
Bull, e ninguém quer ser o último.

Pouco a pouco as empresas vão abandonar a F1, até sobrar apenas a equipe
vencedora...

Aparentemente é isso que eles querem.

PS: tem alguma coisa errada com o motor da Honda, o barulho dele é diferente
de todos os outros (que são iguais)...

Mais grave, como se estivesse fazendo menos RPMs.

A volta da Renault

27 de agosto de 2015 09:21  

Paulo Heidenreich Jr disse...

Eu acho que uma equipe de fábrica seria muito melhor pra Renault.

A construção de um motor e um carro que "falem a mesma língua" seria menos
traumática do que tentar atender as exigências dos carros desenvolvidos pelo
Adrian Newey.

A diferença entre equipes de fábrica e seus clientes são visíveis."

O novo Hermanos Rodriguez

12 de outubro de 2015

Marcio Jose disse...

"Eles mataram a peraltada..... Bastardos....."

Robson Santos disse...

"Hermanos sem peraltada é como Spa sem Eau Rouge ou Monza sem Parabólica!"

Louis Vuitton, Mulheres e F1

2 de outubro de 2015 17:25

Daniel Chagas disse...

"Sou a favor de mulheres no automobilismo com tanto que tenham talento para
isso, tanto que até hoje torço para Danica Patrick vir para a F-1.

Mas um dos grandes problemas da F-1 (Ecclestone) nos últimos 10, 15 anos é
pensar somente no dinheiro ou em coisas superficiais e esquecer do esporte, da
disputa na pista que convenhamos era pra ser o mais importante.

A F1 não é desfile de moda, F1 é corrida de carros!!

Aos poucos a F1 vai perdendo sua identidade, sua essência e por isso cada vez
mais os fãs se afastam.

Uma pena..."

Vettel Zero

26 de setembro de 2015 14:47 

LGD disse...

"Pessoal, é necessário saber interpretar as coisas.

Corradi nos perguntou algo mais importante do que piloto x é melhor que y.

Vejam bem, a Red Bull investiu no cara desde cedo, foram campeões juntos
e este cara, criado como um "filho", pulou pra uma equipe rival e o que o
ex-chefe-pai fala sobre ele: que o cara é bom e que está em um bom lugar.

Que em corridas, com o mesmo equipamento dos melhores pilotos do grid,
pode vencê-los.

É isso, simples.

Alguém discorda que Vettel está entre os melhores pilotos do grid?

Desculpe, mas se alguém discorda não sabe admirar o esporte que acompanha.

Horner poderia ter falado mal, feito comentários igual aos que podemos ler aqui,
mas não, soube reconhecer as qualidades do piloto.

Eu posso não gostar de um piloto/atleta/político, mas não posso deixar de
reconhecer suas qualidades."

Fórmula E

5 de janeiro de 2015 

Ricardo disse...

"Também anseio por um post da Formula E, Corradi.

Sinceramente, vejo a categoria com um nível de carisma e interesse semelhante
ao apresentado pela Formula 1 em décadas passadas - e hoje relegado pela mesma.

Apesar de ainda estar engatinhando, na minha modesta opinião, já possui valores
esportivos mais fortes que a Formula 1, e isso, pelo menos para mim, faz total
diferença no que pesa o interesse pela categoria e pelo esporte.

Acho, inclusive, que é esse o grande pecado da categoria principal. Ao se preocupar
em agradar/arrecadar, se prostitui destruindo sua história, seus participantes e seu
legado.

Não dá para ser fã de uma modalidade em que o maior beneficiário é um velho
arrogante que se contradiz propositalmente buscando domínio e mais poder, onde as
equipes se devoram, onde os dirigentes não sabem o que querem e, por consequência,
onde os valores - estes, tão vitais, que nos aproximam do espetáculo - são mudados
constantemente deixando todo esse cenário não somente estagnado, mas se destruindo
e reconstruindo, ano após ano, ao contrário do nosso interesse, que por sua vez é
constantemente preterido - e destruído."

Imagem

29 de março de 2015 06:36

Jeferson Araujo Pereira disse...

"Todos os leitores deste excelente blog sabem que Humberto Corradi é o
presidente do fã-clube brasileiro do Vettel. Então, é bom nos prepararmos,
pois nos próximos dias o Sebastião será elogiado em vários posts.

(he,he)

Mas falando sério: é bom saber que a Mercedes não vai ganhar todas.

Mas o óbvio ululante precisa ser dito: a Mercedes é o melhor carro do grid
e Hamilton é mais piloto do que Vettel.

Portanto, não adianta torcer muito pela Ferrari: Hamilton será tri-campeão."

Rascunho Linhas e Detalhes

15 de abril de 2015 02:25 

Daniel Chagas disse...

"Se a Williams quer voltar a vencer e conquistar títulos tem que parar com esse
negócio de ser equipe cliente.

Na minha opinião isso é o calcanhar de aquiles da equipe.

Chegou a hora da Williams voltar a ter ambição de equipe de ponta e tentar procurar
uma montadora (mesmo que não seja a Mercedes) para um projeto potencialmente
vencedor.

Mesmo que dê por algum momento um passo (ou vários como a McLaren) para trás,
é preciso ir para esse caminho.

A equipe tem história e nome o suficiente para atrair alguém.

O que não dá é ficar pagando para ter motor sem ter direito as últimas atualizações,
sem um feedback adequado e principalmente, sem ganhar ajuda financeira.

Acho que Frank ficou com trauma dos tempos da BMW, só isso para explicar essa
falta de percepção.

Se quiser vencer de verdade na Fórmula 1 só com um motor Premium Superior Plus
Presidencial (rs) e mais din-din no bolso, mesmo que seja da montadora."

Legal?

Outro dia a gente faz de novo!


11 comentários:

Jeferson Araujo Pereira disse...

Olha isso!ÀS 6:36 do dia 29 de março de 2015 eu já previ que Hamilton seria tri-campeão, ou seja: em março eu já ignorava completamente a possibilidade do Nico Rosberg ser o campeão de 2015.E o Rosberg é tão DQP (devagar quase parando) que já cabe aqui um momento Mãe Dinah para 2016: Hamilton será tetra-campeão.

Gustavo disse...

Hamilton mais piloto que Vettel???

Acho que não, hein?!

Coloque os dois na Mercedes. Na 7ª corrida do campeonato, Hamilton teria vencido duas, Vettel as outras cinco. O inglês já estaria todo afobado, errando o tempo todo, saindo da pista, perdendo a cabeça, se afogando em festas... e o alemão em direção ao penta.

LGD disse...

Muito boa a ideia Corradi, não só por constar um comentário meu aí rsrs Tentei entender como as selecionou, mas não tive sucesso rsrs Achei legal pois não tinha visto o comentário do Daniel Chagas, o último da lista. Chegando ao fim da temporada, não tenho como discordar dele, a Williams tem de ser cliente exclusiva de algum fabricante/fornecedor de motor ou então a F-1 tem que acabar com estas diferenças entre motor de fábrica e motor cliente.

Jefferson disse...

A ideia e realmente muito boa Corradi.
Espero apenas que nao conte somente com comentários que apoiem suas ideias ou com os quais voce concorde.
Nao se esqueça do seu posto de juiz.
Claro que respeito suas preferências, mas nesse caso certa imparcialidade se faz necessária.
Mas o legal e realmente discordarmos em algum ponto, caso contrario seria chato.
Abraço!

Anônimo disse...

Tirando o chapéu para o Gustavo.
Disse tudo sobre o figura.
Se tivesse ou o Vettel ou o Alonso fungando no cangote, de igual para igual, a história seria beeeeeem outra.
E não venham me dizer que em 2007 ele detonou o espanhol, ali o jogo foi bem outro.
Zé Maria

Renato Santos disse...

Legal! Vou caprichar nos comentários pra ver se sou selecionado nos próximos!

juniorcaixote disse...

Que é que tá acontecendo, Corradi?
Tá bloqueando meus comentários?

juniorcaixote disse...

Espera sentado...

bbbbbbbbb disse...

Parabéns Corradi, O Blog continua ótimo e sempre se reinventando, parada obrigatória todos os dias,e até mais de uma vez por dia.

Clube do Fusca de Áurea disse...

Corradi,
achei essa postagem sensacional!
aproveitando o assunto Williams... existe alguma (mesmo que remota) possibilidade de a Cosworth produzir/desenvolver um motor potencialmente vencedor? (me refiro à estrutura da fábrica...)
Na ultima participaçaõ de um motor Cosworth na F1, os resultados eram péssimos...

Humberto Corradi disse...

Clube do Fusca de Áurea

Bem, acho que os caras cansaram de tomar prejuízo com a Fórmula 1.

Valeu