sábado, 4 de março de 2017

Slow Motion



Esplêndida!

6 comentários:

Luiz Almeida disse...

Temporada um pouco atípica. Quantas quebras de motor de Hamilton e nenhuma do Rosberg. Tudo indica que a Mercedez deu sim uma mãozinha para o título de Rosberg. Lembro a lotus em 78 no Gp da Itália mudando o acerto do carro de Peterson para que este largasse bem longe de Andreti, Obs: Em consequência de estar largando atrás peterson envolveu em um acidente que lhe tirou a vida. Na mesma Monza no ano seguinte Enzo Ferrari se humilhava pedindo a seu amado piloto Villeneuve que tivesse a clemência de não ultrapassar Scheckter. Senna sendo desclassificado no Japão para Prost vencer o título. Hamilton é uma águia predadora. Menino ainda desviou de forma ousada a trajetória vitoriosa de Alonso, já programada para vencer vários títulos, jogando-o de volta para o colo de Breatori. Ali Dom Fernando tido o gênio que desbancou Shumacher encerrou sua saga de títulos e sairá da fórmula 1 com números frustrantes para um piloto tido como extraordinário. Hamilton usou e abusou do talentossímo e igualmente campeão e pacífico Button. Na Mercedez encontrou seu amigo Rosberg, quem além de muito talento sempre foi o queridinho do time. Hamilton sempre o venceu e o humilhou em 2015. Em 2016 veio os intermináveis problemas nas classificações no início da temporada que sempre jogavam Hamilton para o fim da fila. Quanto parou de largar longe do amigo, Hamilton tirou em poucas corridas a enorme vantagem de Rosberg terminando a primeira fase com alguma Vantagem. Veio a segunda fase Hamilton trocou o motor do carro e voltaram todos os velhos problemas do início até culminar com a quebra na corrida malasiana onde rosberg adquiriu vantagem para não precisar vencer, Daí em diante acabou todos os problemas de Hamilton.. Rosberg pediu pra sair por que sabe que em igualdade de condições será trucidado sempre por Hamilton. Hamilton tem a saga de Clark, Peterson , villeneuve e Senna. aquele tipo de piloto que tem o sangue nos olhos, onde a vontade de acelerar não tem limite a não ser um muro ou guardhail. Pilotos que talvez não seja os mais completos, mas que são feraz quase indomáveis ,cujo o destino quase sempre é o mesmo. Penso que se não fossem a auto tecnologia e a segurança dos carros atuais Hamilton já teria cumprido seu destino. Já Rosberg é muito gente boa e muito comportadinho pra agurentar duelar com Hamilton. Preferiu agradecer a Mercedez e viver em paz com a família

Jeferson Araujo Pereira disse...

As imagens são lindas e a música, também.

No Brasil existe esse clichê de que o ano só começa depois do carnaval, mas acredito que para muitos leitores do blog, o ano só começa mesmo com a largada da primeira corrida de F1: 26 de março.O chato é que ainda faltam 22 dias.

Richard Oliveira disse...

Onde assino?

Jefferson disse...

Assino em baixo dos dois primeiros comentários!

Guerrando Jr. disse...

Caro Luis Almeida,
Concordo com você que o Lewis Hamilton é um piloto mais arrojado que o Nico Rosberg, é fato, mas afirmar: "Tudo indica que a Mercedes deu sim uma mãozinha para o título de Rosberg" é um pouco demais. Corridas de automóvel tem o fator do imponderável, exemplo as 24 horas de Le Mans de 2016. Será que o Hamilton não force sue carro além da conta, o que talvez ocasione as falhas e quebras. Isso a Mercedes jamais irá divulgar.
Não acredito que houve beneficiamento para nenhum dos pilotos.
Como dizia o pentacampeão Juan Manuel Fangio: "Carreras son Carreras"

juniorcaixote disse...

Onde assino? (2)