terça-feira, 7 de agosto de 2012

Linear


























As maluquices de Pastor Maldonado colaboram para a permanência de
Bruno Senna na Williams.

Explico.

A regularidade do brasileiro tem sido importante para o desempenho da
equipe.

Apostar numa incógnita, como Valteri Bottas, ao lado do venezuelano não
parece ser um bom caminho.

Ninguém gosta de correr riscos.

Só mais uma coisa a se pensar.

Se uma das partes chegar com uma proposta muito maior que a outra.

A equipe de Frank olha muito a parte financeira.

Aí não tem jeito.

Mas nisso acho que Bruno está seguro.

Não sei se os interesses de Eike Batista convergem com os da Rede Globo.

Porém haveria gratidão por parte da TV na manutenção de Senna.

Ainda mais com Felipe Massa seguindo sem destino.

Uma troca de favores.

Afinal qualquer empresário acha doce uma palavra favorável no Jornal Nacional...

20 comentários:

Anônimo disse...

Regularidade da onde?
Só corações ufanistas pra ver algo que não existe!

O cara esta lá unicamente pq esta pagando não por qualquer outro motivo e ninguém na F1 acha que ele esta tendo bom desempenho bem pelo contrário... Ele é muito criticado dentro da F1 e não to falando de jornalistas.

Sejamos realistas o Senna nunca ganhou nada e em categorias anteriores teve um desempenho muito ruim tirando o ultimo ano de Gp2 só chegou por ter grana e o nome Senna.

O Bottas ao menos tem 3 títulos nas costas.

Ricardo Reno disse...

Esse é o problema, ou X da questão. Com Eike Batista nós nunca sabemos quais são seus verdadeiros interesses.

Marco Memoria disse...

Não com tanta virulência, mas eu concordo com o anônimo aí de cima, Senna é um piloto de medio pra baixo, tá aonde tá as custas de $$ pois se for só o fato de guiar Barrichello estaria lá até hj, e como mesmo foi dito no post, só fica se o grana dele for maior que a do Bottas, e eu inclusive acho ele mais veloz que o Bruno, talento por talento o finlandes fica com a vaga, isso se não aparecer alguem com mais dinheiro, já q o titio Frank gosta muito !!

ALEX disse...

concordo c o anonimo e o colega acima.. mas putz, q chato essas férias da F1!

Humberto Corradi disse...

A regularidade pode ser vista na pontuação.

Poucos pontos separam os dois companheiros.

Senna tem seus pontos conquistados ao longo de toda a temporada.

Já Maldonado teve sua vitória, mas antes e depois disso foi muito abaixo do que se espera dele.

Valeu

Humberto Corradi disse...

Outra coisa.

Pode parar com esse negócio de "ufanista" toda vez que se fala algo bom sobre um piloto brasileiro.

Esse pensamento pequeno não tem lugar por aqui.

Outro dia exaltei a ousadia de Maldonado em detrimento ao conservadorismo de Senna.

Mas como disse naquele texto, esse tipo de piloto (Senna) tende a acumular pontos.

E as equipes adoram isso.

ALEX COURI disse...

o Bruno ja disse em entrevista q acha seu estilo parecido c o do Button, ou seja, de fato regular, discreto, cte.. eu prefiro os win or wall.. questão de gosto, d repente p uma equipe é bom ter os dois perfis.. mas o tal do Bottas tem costas quentíssimas.. quem viver verá..

João disse...

Pra mim a vitória do Maldonado foi uma zebra, assim como foi do Nico. Depois disso nada mais. E ser rápido numa volta tambem não traz resultado (maldonado nos Q3). Assim como pontuar infinitamente em 7 ou 8º tambem não é muito mérito, mas marca pontos, a equipe aparece e traz uma grana....

Pra mim o Bruno é mais útil que Pastor. Não estou considerando a grana e sim pilotagem. Minha opinião

abs

Ron Groo disse...

E ainda tem gente dizendo que a vitória do Pastor é fator preponderante pra renovação do venezuelano.

Foi muito importante sim, eu como torcedor da Williams posso afirmar, mas Bruno está fazendo o papel que Maldonado não faz: dá informações para que o carro seja desenvolvido.
Mais do que a regularidade, é a confiabilidade em sua tocada que o manterá no time.

Rodrigo Keke disse...

Lembrando que regularidade em si não diz tudo. Afinal, pode ser uma regularidade em alto, médio ou baixo nível. No caso do Bruno, fico no médio. Mediano. O que para o contexto onde o time de Grove está inserido, acaba sendo bom. Os pontos, mesmo que não sejam tantos, são fundamentais para a saúde financeira da equipe. Sendo assim, é o brasileiro o piloto mais útil do time até o momento.

Anônimo disse...

O Maldonado arrisca mais e anda mais que o Bruno e em função disso completa menos corridas talento ele mostrou que tem, é só ficar menos afobado... Nada que um bom manager não resolva.

Ele anda em um carro "fraco" e não pode se dar ao luxo de não arriscar pois assim não chega na frente.

Ninguém esta lá para passear... Falar que ele esta bem pois é regular é como falar que um atacante é bom pois nunca errou um gol porém nunca fez nenhum...

O Senna tio apareceu pq arriscou tudo em 1984 (Mônaco), deu uma escapada e quebrou parte da suspeção que não duraria nem mais uma volta segundo a Toleman. Por sorte a corrida foi interrompida e ele chegou em segundo... Mas mesmo que a suspenção nao fosse até o fim da corrida ele já tinha feito seu nome. Todos já sabiam o que ele podia fazer pois arriscou.

Tem carro fraco arrisca. Senna, Alesi e outros pilotos foram para equipes grandes pois arriscaram com carros fracos.

O Maldonado pode ser mais inconstante, mas mesmo assim tem mais pontos e respeito que o Bruno que não é um guri ruim me parece até gente boa, mas não esta no nível de um bom piloto de F1 que em tese é a elite. Esta lá pq esta pagando, comprou o banco.

Ninguém esta lá para jogar gamão se esta em uma equipe fraca ou arrisca ou ninguém nem lembra que ele esta correndo.

Eu só lembro do Bruno quando alguém volta do pit atras dele tendo ele permanecido na pista sem parar ainda ou quando ele esta tomando volta.

E podem vir com mirabolantes teorias, mas lá o que manda é o $$$ então a exposição que o Maldonado deu aos patrocinadores da sua equipe com sua única vitória vale muito mais que 20 décimos lugares que o Bruno pode oferecer sendo regular ( e não acho ele regular). O que conta para a publicidade da equipe e patrocinadores é chegar na frente, expor na TV o maior tempo possível dar esperança que a equipe pode voltar a vencer. A TV não fica mostrando o 15° lugar então quem vai ver o patrocinador? Patrocinio é investimento. O Maldonado seja vencendo ou se embolando com outros pilotos esta dando mídia para seus patrocinadores.

O Barriquelo (williams) mesmo não andando entre os ponteiros ele realmente tinha seu conhecimento e experiência para desenvolver o carro mesmo não andando na ponta.

Mas no caso do Bruno isso não se aplica então tirando o dinheiro do Eike ele não esta oferecendo nada de bom para equipe com essa "constância".

Não tenho dedo para "criticar" um piloto por ele ser Brasileiro pois não os vejo por nacionalidade e sim por talento.

Não vejo um motivo para ter expectativa se não o ufanismo pois ele não tem mostrado nem nunca mostrou um desempenho que se espera de um piloto da F1. Ao contrario de muito piloto bom que não chegou por falta de dinheiro o Bruno se não é o nome do tio e o dinheiro nunca tinha chegado nem na Europa. Ele em resultados é o pior Brasileiro que já chegou na F1.

Ao contrário de um Barriquelo que teve seus altos e baixos na F1. Nunca foi um gênio mas nas categorias anteriores ganhou tudo que podia então a expectativa se explica.

Em desafios de kart com o mesmo equipamento quem aparece? Lucas Di Grassi, Nelsinho e as vezes até o Rubinho, mas e o Bruno?

Se o Bruno fosse Alemão alguém no Brasil acharia seu desempenho bom pra equipe?

E Corradi não me entenda como um critico seu ou algo pessoal. É só um debate totalmente informal em um retorno de um post em um blog.
Discordo de algumas coisas e concordo com outras, mas mesmo assim leio o blog todos os dias.
Se todo mundo concordar em tudo a vida ficaria muito chata.

Abraço.

politicamente_incorreto disse...

Corradi, para acabar um pouco com essa celeuma e essa síndrome de vira-latas que persegue os torcedores brasileiros invista um pouco com a sua linha de investigação da suspetíssima vitória do Maldonado.
Não estou denegrindo a imagem do venezuelano, mas fui primeiro e não o único a suspeitar daquela vitória com cara de presente de amigo no aniversário do septuagenário e boa praça uncle Frankie.
A Williams do maldonando andou sempre quase dois segundos a mais que a do Bruno, o cara é em média mais veloz do que o brasileiro e treina melhor mas coisa de 0,2" a 0,4" e não essa avalanche. Denotava que a WILLIAMS ESTAVA EM OUTRO PLANETA, MAS SÓ UMA DELAS.
No final depois de liderar de ponta a ponta um carro pelo menos 30 kg mais leve e provavelmente com altura irregular o Maldonado voou na pista e para colocar uma cereja no bolo um providencial incêndio acabou com todas as provas físicas do crime.
Se essa vitória que o Maldonado teve , que não foi zebra e sim mão grande for debitada da sua conta aí fudeu de vez para o venezuelano na comparação com o Bruno, o Maldonado é a reencarnação do Andrea de Cesaris.

Rubem Rodriguez Gonzalez

Ituano Voador disse...

Acho isso difícil. A PDVSA põe 5x mais dólares do que o Eike. Mas enfim...

Humberto Corradi disse...

Ituano Voador

Não estou falando da saída de Maldonado.

Mas que seu comportamento poderá levar a Williams a fazer uma escolha mais conservadora entre Senna e Bottas.

Valeu

Cardozo disse...

Este "acordo" Senna x Eike x Globo faz todo o sentido. Bastante diferente do que se tem dito sobre a relação Ferrari x Fiat x Massa, que tem peso zero na manutenção do piloto na equipe.

Aproveitando, nunca vi uma tendência ufanista do Corradi, muito pelo contrário. A única coisa que não gosto, e já disse aqui, é a forma como a história da saída do Massa da Ferrari é apresentada. Muita apoteose para uma coisa comum e lógica.

No mais, parabéns ao Corradi pelo excelente site, de leitura "horária" obrigatória.

Abraço,

Peter

fernando disse...

concordo bastante com o que o Ron Groo disse acima.

e acho que vale lembrar o Bottas já chapoletou a caranga num guardrail ou muro numa sextafeira dessas em que ele treina.
o B.Senna também já, mas é inegável que com ele a equipe consegue avançar nas direções necessárias pra desenvolver o carro - outra coisa inegável é que um monte de 1, 2 e 3 pontos no fim do ano contarão bastante para a classificação no ranking de equipes e portanto na parte que cabe å equipe do bolo financeiro da ‘catigoria‘ no ano vindouro.
o cara apresenta resultados pífios, que não representam nada, nem mísero ponto, quando não consegue progredir, ou crescer, dentro da corrida; no classificatório realmente tá foda, então sempre ele tem que tratar de mostrar servico nas corridas.

o A.Senna detonava os carros durante as provas, não que ås vezes fizesse cagada, quase nunca fazia e era muito, muito veloz quase o tempo todo com o carro; mas este nunca chegava ao fim da prova inteiro, no mínimo muito desgastado - tinha um quê de Gilles no espírito do tio.
já o Pastor...bem , outro dia noutro blog não discuti nada, só escrevi que acho o Maldonado um Regazzoni de segunda categoria (na verdade disse ‘de quinta‘ mas aí acho que exagerei).

acho legal essa tese do Rubem, nunca tinha atinado pra conveniência do incêndio naquele domingo - e Pastor ainda saiu bem nas fotos! carregando um sobrinho assustado pra fora do fumacê.
e acho que uma possibilidade é mr. E ter
‘solicitado‘ å Pirelli pneus pneus especialmente ‘favoráveis‘ aos FW no weekend, como lembrou o Rubem de presente pelos 70 de sir Frank.

politicamente_incorreto disse...

Fernando, ainda devemos lebmbra que no meio de mais de 7 bilhões de almas espalhadas pelo planeta o "uncle" Bernie só nutre amizade e respeito e carinho por um ser humano: Frankie Williams.
Boa tese essa sua de pneus diferenciados da Pirelli par aapenas uma Williams, inclusive faz mais sentido essa sua tese do que a minha, pois pela minha tese deveriam ter muitas pessoas envolvidas para o desfecho da fraude. Mas pela sua tese o carro passaria batido em todas as inspeções, de pesos , medidas e dimensões.
Sendo assim o que poderia incriminar o carro seria alguma equipe abrir a boca e dizer que os pneus eram irregulares, o que poderia ser verificado a posteriori.
Mas esse posteriori nunca haverá porque um providencial e inusitado incêndio lambeu tudo lá dentro e é claro que os pneus foram os primeiros..... uma lástima....
Por isso Fernando que as equipes de investigação contam com dois ou mais elementos, fazendo analogia com aquela velha piada : Eu inventei o limpador de para brisa e você o colocou do lado de fora.... estamos no caminho certo.

Rubem Rodriguez Gonzalez

Anônimo disse...

Olha aí o Primeiro-Sobrinho provocando a turma de novo!

Minha opinião pessoal: acho ele bem fraquinho, só tá lá por causa do dindin do "Riquinho"!

[PS: ajudado pelo "papis" (Eliezer), que literalmente entregou o mapa da mina, ou das minas, aproveitando de sua passagem pelo Ministério, até eu seria considerado gênio!]

Se o Barrichello tivesse continuado, aí sim os resultados seriam maiúsculos, o carro desse ano é infinitamente melhor!

Ao Corradi: ninguém aqui diz que você é o ufanista de plantão , ok!!

Concordo em geral com o que todos disseram até agora. . .

E acho que o Bruno "tem que pedir pra sair" (plagiando o Capitão Nascimento) ao final do ano, tem gente muito melhor que ele precisando de uma chance!

Zé Maria

Anônimo disse...

PS: faltou dizer que o famigerado JN é o veículo de (des)informação mais tendencioso de nosso país!!

E ai de quem ousar discordar dos pontos de vista daquela turma!

Zé Maria

fernando disse...

(ainda em tempo, espero)
Rubem, pensei nos pneus quando li as entrevistas dos pilotos após a corrida e vi que pastor tinha conseguido mantê-los em melhor condição que quaisquer outros pilotos naquele dia; não que pense ele ser incapaz de realizar isso, afinal é fato ele fez isso lá, mas ficou notória a diferença do FW em relação aos outros carros, aquele papo da ‘loteria‘ dos pneus se adaptando melhor a certos carros num dado weekend etc.
não vi o início daquela corrida, então me guiei pela sua observação que o FW do Pastor tava estupidamente rápido nas curvas desde o começo.

a questão de como ‘ludibriar a fiscalização‘ é sempre complicada, qualquer que seja a hipótese de falcatrua, então eu acabo deixando de lado as especulações por pura preguiça, e pra não estragar a graça das nossas hipóteses! hehe.

como mr.E sabidamente foi quem ‘induziu‘ a Pirelli a fazer o que está fazendo com os pneus na F1, achei bastante possível a indução a ‘dar uma forcinha‘ a sir Frank - que bem agora está indo encarar um calor equatorial em nação bolivariana, como nos informa o Corradi...uia!! que Deus cuide da saúde dele nesse momento.