terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Avulsas
























Tyrrel, Lotus bem alta com Elio De Angelis e o Larini.

Quem souber mais fique à vontade para ajudar!

16 comentários:

Anônimo disse...

.. a Lotus decolou... Tá faltando peça neste bico aí... E o De Angelis, caramba. Morte tola. Acidente brabo mas morreu por incompetência dos outros. No caso, francesa.


M.C.

fernando disse...

uma Tyrrell (Alboreto?) em Imola; a Lotus/ deAngelis em Zandvoort; Larini (viatura?) em Silverstone.

tudo na base do palpite.

Jaime disse...

Ah... dentre as nanicas, a Osella Squadra Corse era uma das minhas preferidas.

Anônimo disse...

** FOTO 1 **

Essa Tyrrel, de frente, se parece muito com um F3...
A foto é em Imola, na 'Variante Alta', no GP de San Marino de 1987.
Philippe Streiff em sua 'Tyrrell DG016' com o motor 'Ford Cosworth DFZ 3.5 V8' (herdeiro direto do 'DFV 3,0 V8', não levando-se em conta o DFY).
O 'DG' na nomenclatura do carro vinha do patrocinador: 'Data General'.


** FOTO 2 **

Essa foto sempre me intrigou...
O carro é uma 'Lotus 87' (com o célebre motor 'Ford Cosworth DFV 3.0 V8'), guiada por Elio De Angelis.
A foto foi tirada em Hockenheim, no GP da Alemanha de 1981. Me parece que o local é a 'Sachs Kurve'...
Nas fotos da corrida em si, vemos que a Lotus de De Angelis está com a altura normal...
==>> http://25.media.tumblr.com/tumblr_m761ekkj2W1rxobalo1_1280.jpg
==>> http://2.bp.blogspot.com/-_Ct2lCQrHXc/TjyL6nW9UqI/AAAAAAAAI8E/zO3WRed8Ej4/s1600/Ale81%28Largada%29.jpg

Esse ano foi de muita turbulência para a Lotus e Colin Chapman.
Toda aquela história do 'Lotus 88' que era aprovado e depois banido, GP após GP...
A 'guaribada' que Chapman deu no carro, resultando no '88B', para que fosse aprovado no GP da Grã-Bretanha, e acabou não sendo...
E durante todo esse tempo, a equipe competiu, primeiro com o modelo '81B' (até o GP da Bélgica) e depois com o modelo '87' (a partir de Mônaco).
Três modelos (quase quatro) na mesma temporada!!

Essa posição bem elevada do chassis - foto do post - na certa era alguma 'solução' testada por Chapman... que acabou não funcionando... ou apenas uma cutucada no pessoal da FISA...


** FOTO 3 **

Os belos carros da Osella sempre são sempre lembrados pela cor azul clara, adotada a partir de 1983...
Mas, em 1988, eles começaram o ano com uma coloração amarela-preta e branca bem diferente...
Nas fotos o modelo 'FA1I':
==>> http://farm1.staticflickr.com/111/271186403_c9539adfd7_z.jpg?zz=1
==>> http://1.bp.blogspot.com/-7K7LBW10VL8/Ttn7edQ_qGI/AAAAAAAAAqE/cKVwm1ZHJRM/s1600/88%2B21%2BLarini%2BFa1l%2BOse%2BBRA01.jpg

Mas esse padrão de cores durou até a introdução do novo modelo da 'Osella Squadra Corse' para 1988, o 'FA1L'...
Na foto do post, vemos Nicola Larini pilotando o 'Osella FA1L' equipado com um motor 'Osella 890T 1,5 V8T'.
A foto foi tirada no GP da Grã-Bretanha de 1988, em Silverstone. Quanto ao local, seria nas imediações da 'Woodcote'?

O curioso, nas informações acima, é o nome do motor desse carro: Osella. Na realidade, era um motor 'Alfa Romeo 890T', apenas rebatizado de Osella.
A Osella utilizava os motores da Alfa Romeo desde 1983. Devido aos maus resultados, desde então, a Osella foi proibida de utilizar o nome da Alfa Romeo nos seus motores (má publicidade!). Por isso eles foram rebatizados 'Osella'.
A partir de 1989 a Osella voltou-se aos 'Ford Cosworth DFR 3.5 V8', o motor "popular" da F1 daquela época...



------------------

"off topic"

Enquanto buscava fotos, acabei achando isso:
==>> http://1.bp.blogspot.com/-zFmlxXZ4bgs/ULO9v-AaD_I/AAAAAAAAAyk/lJzjPnDA-jE/s1600/CYRIL-SMITH-MOTART.jpg

Tá doido! Junte a esse post:
http://f1corradi.blogspot.com.br/2012/12/ta-doido.html

------------------


um abraço,
Renato Breder

Diegowolf disse...

A Osella FA1M de 89 é um dos carros mais lindos da F1...


essa Osella de 88 é mais bonito que muito carro dessa temporada!

A disse...

Renato, uma coisa que nunca entendi era a insistência de Enzo Osella com os motores Alfa Romeu , mesmo com a saída da equipe de fabrica continuou utilizando os motores até o fim da era turbo. Vai gostar de sofrer assim lá longe. Abraço

Alexandre s disse...

Comentário anterior foi feito por Alexandre S, esses ipads as vezes mais atrapalham que ajudam. Rs

Humberto Corradi disse...

Breder

Outra foto da "Lotus alta".

http://sphotos-f.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash3/35650_527534940592515_1644069466_n.jpg

Agora Mansell. Alemanha também.

Valeu

Anônimo disse...

Ao pessoal que comentou sobre a "Lotus-alta", seguinte:

Em 1981, na tentativa de abolir o efeito-solo, a FIA introduziu a "regra dos 6 cm" e todos os carros ao voltar ao box eram obrigados a passar por um controle que consistia numa ripa de madeira com a altura referida, que não deveria encostar no fundo do carro. . .

Pois bem, o genial Gordon Murray, da Brabham, inventou uma tal de suspensão hidráulica que consistia numa manopla dentro do cockpit que quando acionada pelo piloto erguia o carro na altura regulamentar, dessa forma passando no check sem problemas. . .tão logo a referida alavanca fosse reposicionada o carro "descia" novamente ao minimo, dee maneira a garantir a aderencia. . .

Descoberto o pulo do gato, todo mundo foi atrás, porisso a lotus tão alta nessa foto, era apenas para dar um "me engana que eu gosto" nos fiscais. . .

Abraço do Zé Maria

fernando disse...

boa Zé Maria; eu já tava pensando que Chapman tinha endoidado, ficado cheio da guerra com a FISA (isso deve mesmo ter sido) e se tornado anarquista!
abs

Anônimo disse...

Exato, Zé Maria... uma boa cutucada na FISA (ela mesmo, né?)...

Se ele não podia usar o 'chassis duplo' da Lotus 88, pelos mesmos motivos apresentados a ele, a 'maracutaia' de Gordon Murray e acompanhantes deveria ser também abolida...

um abraço,
Renato Breder

Humberto Corradi disse...

Zé Maria

Trazendo ensinamentos importantes.

Valeu

Danilo Candido disse...

Breder,

Há de se ressaltar que os carros com efeito-solo naturalmente elevavam-se bastante em baixas velocidades e também durante as largadas e retomadas, além é claro quando estavam parados. Havia também um mecanismo para regular a altura de dentro do cockpit, mas as suspensões possuíam atmbém um curso bastante longo e permisivo com a pressão aerodinâmica aplicada (ou não) sobre o carro.

Um abraço,
Danilo Candido.

Daniel Machado disse...

O que eu sei, é que o carro da Lotus não ficou nada bonito desse jeito ai hehe.

Anônimo disse...

Ao Danilo Cândido:

Com todo o respeito e sem querer polemizar, até porque vc é um dos muitos grandes que passeia por aqui, os carros-asa,,tinham as suspensões extremamente rígidas e praticamente sem curso, de maneira a permitir um perfeito funcionamento dos perfis aerodinâmicos das laterais, extremamente sensíveis às menores variações de incidência e altura, inclusive o Emerson ao guiar pela primeira vez um autentico carro-asa, comentou que nas curvas chegava quase ao back-out devido à aderência do mesmo e que pulava mais que cabrito devido à extrema rigidez das suspensões. . .

É isso. . .abraço do Zé Maria

Anônimo disse...

Corradi, Zé Maria, Danilo, Fernando e demais...

Aqui 2 opções de leitura sobre a Lotus 88, que está intimamente ligada à Lotus 87 (foto do post) e à questão das suspensões:

==>> http://www.grandprix.com/ft/ftpw021.html

-->> http://www.f1technical.net/f1db/cars/473/lotus-88?sid=5360b4ba34735e4412c430d30e8233b8

Boa leitura!!

um abraço,
Renato Breder