terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Lançamentos























Outras apresentações da Lotus.

18 comentários:

Anônimo disse...

Bacana a apresentação do Lotus 88!

Abraço!

Mauro Santana
Curitiba-PR

Ron Groo disse...

As apresentações eram diferentes, mas o carro da primeira foto até que era bem feinho também.

TW disse...

Saudosos Colin Chapman e Ronnie Peterson

Rui Amaral Jr disse...

Colin, Mario e Gunnar na Lotus, triste fim teve o sueco, era um bota!

Abs

Anônimo disse...

** FOTO 1 **

A Lotus 76, para a temporada de 1974...
Foi a primeira temporada completa com números fixos para os carros, e coube a Ronnie Pterson ser o primeiro #1...


** FOTO 2 **

A Lotus 78, para a temporada de 1977...
Sentado no sidepod direito o sueco Gunnar Nilsson, no sidepod esquerdo o estadunidense Mario Andretti, e 'cochilando' no cockpit o mentor da máquina, Colin Anthony Bruce Chapman..


** FOTO 3 **

Em primeiro plano, a Lotus 88, para a temporada de 1981...
Carro que foi, de forma vil, marginalizado, impedido de correr e aposentado pela politicagem da F1 naquele ano confuso.
O outro carro, ao fundo, não reconheci... na certa, por suas linhas, um carro da Formula Indy (ou o nome que recebia à época)...
Essa apresentação parece ser mais um evento do patrocinador - ESSEX - que propriamente da Lotus...


um abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

A 76 era a famosa "4 pedais", sendo dois de freio. . .fracasso total, tanto que forçou o retorno da velha e fiel 72. . .que acabou permanecendo na ativa até o final da temporada de 1975.
A 78 foi a primeira a explorar o efeito-solo, embora não em toda a sua plenitude. . .faltavam ainda as saias laterais depois aplicadas na magistral 79 . . .
Pecado ser o modelo em que o sueco se acidentou em Monza/78.
Zé Maria

Anônimo disse...

É verdade, Zé Maria...

Embora a Lotus 79 fosse o carro da temporada de 1978, Ronnie Peterson destruiu a sua '79' no warm-up, no domingo pela manhã, do GP da Itália. Teve que usar o carro reserva, que era um modelo '78', do ano anterior. E, o resto é uma triste história...

outro abraço,
Renato Breder

Ituano Voador disse...

Pelo visto, Chapman copiou a frente do McLaren M23 em sua Lotus 76...

Anônimo disse...

realmente, a apresentação do modelo 88 parece com as que paasaram a ser feitas nos anos 2000 (antes da crise financeira), espetaculares .

Zé Maria, não seriam pedais para duas embreagens, uma só pra largada ou algo assim? na verdade não me lembro ao certo.
esse carro tinha também de inovador a asa traseira com duas lâminas horizontais, a segunda quase na altura do eixo traseiro.

e contava James Hunt que percebeu o motor da 78, carro reserva, falhar na largada em Monza, o q contribuiu com o acidente.

Andretti participou do desenvolvimento dos modelos que culminaram no carro-asa, os 77,78 e 79, obteve vitórias com os três, se não me engano, e talvez por isso tenha se tornado o piloto principal da equipe, escolhido para ser campeão.
Fernando

politicamente_incorreto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
politicamente_incorreto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Gil disse...

Fernando, o Lotus 76 tem três pedais, mas o pedal central (do travão) é bifurcado com a forma de um "Y", com os seus braços abrindo para cada um dos lados da coluna de direcção para um melhor acesso com qualquer um dos pés.
Esta opcção é importante pois entre outras novidades (asa trazeira biplana, travões dianteiros inboard destapados), o Lotus 76 tem uma grande inovação para a época: uma embraiagem com acionamento electrónico.
No punho da alavanca do selector de marchas existe um botão que aciona a embraiagem através de um circuito electro-magnético. O pedal da embraigem existe apenas para o arranque.
O Lotus 76 nasceu mal, e mal continuou. Peterson e Ickx imploraram para regressar ao 72, Colin Chapman fez-lhe mais uma rápida actualização (E) para o GP do Mónaco que o sueco venceu, a que se seguiram as vitórias em Dijon e Monza.
Na minha opinião, este foi o melhor ano de Peterson em termos de desempenho, as suas três vitórias com um carro que estava no seu 5º ano de competição e o seu 4º lugar no Nurburgring com o 76B, foram exemplares fantásticos das suas capacidades. Ickx era um grande piloto, mas foi cilindrado nesse ano (ele devolveu a "gentileza" com juros na Resistência) na comparação.
Um destes Lotus esteve em 2007 no circuito da Boavista, e eu pude vê-lo em pormenor, e uma coisa garanto as fotos não lhe fazem justiça, ao vivo este é um carro bem bonito, mas gostos não se discutem.
CG

Carlos Gil disse...

Rubem,
«o Chapman só aceitou o Peterson de volta por causa da grana da...» você disse tudo.
Peterson é o meu "herói" e eu não alteraria uma só palvra do seu texto.
CG

Rubens disse...

A "Lotus" mandando bem agora com essas novas ações de marketing, viram que tem nicho pro Kimi.

E o dono do blog se mordendo de raiva! pq gosta do insonso do Vettel.


=p

Mas esse post foi elegante! apesar das entrelinhas maldosas! há!

Anônimo disse...

Rubens (politicamente_incorreto),

dê uma olhada aqui...
==>> http://f1nostalgia.blogspot.com.br/2010/11/onde-esta-voce-colin.html

Minha 'teoria'... hehehehe

um abraço,
Renato Breder

Juanh disse...

Uno mira el Lotus 76 de la primera foto, y lo compara con el E21 que presentaron hace unos días, y le agarra una tristeza... eran tan lindos antes, y ahora son tan feos...
Abrazos!
http://juanhracingteam.blogspot.com.ar/

Tohmé disse...

Caranguejo, que carro é aquele que está ao lado do Lotus 88? Só vc pode nos salvar dessa. O carro é lindo.

fernando disse...

CG, grato pela explicação (desculpe a demora!)) sobre a pedaleira 'exótica' - eu sabia que havia algo incomum no sistema de embreagem também. valeu!
eu tambem achava esse carro muito bonito; o modelo seguinte, o 77, por exemplo, na sua apresentação tinha os travões dianteiros também inboard, mas expostos, ficou muito feio nas fotos, pareciam grandes demais junto ao bico muito estreito. posteriormente foram deslocados para as rodas.

e, não menos importante, a expressão verbal "cilindrado", que nunca tinha visto/ouvido antes, excelente.