sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Road Course





































E aí?

Alguém saberia dizer quem é o piloto brasileiro contornando o corkscrew
de Laguna Seca?

24 comentários:

TW disse...

Raul Boesel?

Marcos Staskoviak disse...

Raul Boesel

Rafael disse...

Raul Boesel ou André Ribeiro??
Lindo o carro da Brahma!!

Anônimo disse...

Creio que seja o Raul Boesel, pelo patocínio da Brahma.

Edison Guerra

juniorcaixote disse...

Raul Boesel?

Anônimo disse...

Fácil, Raul Boesel.

Ulisses

Anônimo disse...

Raul Boesel, 1997.

Elvys disse...

Acho que é o Raul Boesel

Ituano Voador disse...

Raul Boesel, non è vero?

Anônimo disse...

Raul Boesel no Saca Rolha, em 1996.

Ano em que os brasileiros invadiram a F Indy.

Abraço!

Mauro Santana
Curitiba-PR

Marcos Alvarenga disse...

Mauricio Gugelmin, Brahma Sports Team. 1996 ou 1997, acho.

Eduardo Casola Filho disse...

Era o Raul Boesel, a época da Brahma Sports Team. Se não me engano é 1996.

Paulo Heidenreich Jr disse...

Raul Boesel, mas tenho uma dúvida, esse carro é de 1996 ou 1997 ?

marcello disse...

Raul boesel

Anônimo disse...

O piloto é Raul Boesel, pilotando seu belo 'Reynard 961 Ford Cosworth Goodyear', na última etapa do Campeonato de 1996 da 'CART Indycar'...


Esse carro merece uma historinha... hehehe... carro #1, patrocinado pela BRAHMA #1...

Na época eu morava no Rio de Janeiro (estudava por lá). Era, março de 1996. E numa promoção da Brahma e da equipe de Raul Boesel, a 'Patrick Racing', que foi renomeada "Brahma Sports Team", o carro seria apresentado ao público em plena Vieira Souto, na praia de Ipanema. Foi na semana anterior à 'Rio 400', no finado autódromo de Jacarepaguá. Não me recordo aqui agora se foi no sábado ou no domingo da semana anterior à corrida.

Como eu morava lá perto, tratei de acordar um pouco mais cedo e caminhei até o local da apresentação (apenas uns 20 minutos de caminhada).

Chegando lá, vi que dois quarteirões da Vieira Souto - os dois últimos, logo antes do Arpoador - estavam isolados, com as duas pistas (interna e externa) reservadas para o 'Reynard Ford' de Boesel. Todo o perímetro desse "circuito" estava delimitado com aquelas "cerquinhas de metal" (parecendo cavaletes). E havia seguranças de tantos em tantos metros "vigiando" a galera ali presente. O canteiro central da Vieira Souto dividia a pista, e na extremidade do "circuito" improvisado, mais próximo ao Arpoador, a equipe Patrick armou sua "garagem", em cima do canteiro.

Assim que cheguei, fui me "instalando" do lado de cá da cerca, logo em frente ao "box" da equipe.... e dei sorte: não havia ninguém à minha frente... fiquei debruçado na tal cerquinha...

Não muito tempo depois, Raul Boesel chegou. Foi ovacionado pelo público presente. Dirigiu-se aos "boxes" - logo à minha frente - e foi cumprimentar os mecânicos, vestir a balaclava e colocar o capacete. Depois "vestiu" o cockpit do carro, foi afivelado ao banco e a equipe tratou de ligar a máquina... que "sinfonia"!!... De tão perto, dava para ouví-la até com o estômago!

Boesel saiu para algumas voltas no micro-circuito... quase só dava para pisar no acelerador e logo já tinha que pisar no freio... Deu algumas boas voltas, entremeadas com um ou dois pitstops - tudo ali na minha frente - e parou o carro na extremidade do circuito próxima ao Arpoador, à uns 50 metros de distância, talvez menos, de onde eu estava. Bom, como eu estava de costas para o mar, ele parou à minha direita. E começou a fazer os 'zerinhos'... zoeira maluca, borracha queimada, fumaçada subindo e a galera indo ao delírio...

Depois dos zerinhos, Boesel veio na contra-mão e foi para a outra extremidade e - acho eu - deu mais alguns zerinhos, para logo depois se dirigir novamente ao box e finalizar a demonstração.

Boesel saiu do carro e se dirigiu ao público. E fez questão de ir cumprimentando - com os célebres tapinha nas mãos - o maior número possível de pessoas ali presentes. Simpático da parte dele.

espera aí que tem a segunda parte....

um abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

A segunda parte...

Entra agora um sujeito no meu relato, que eu não sei quem é... quem sabe se não é alguém que está sempre por aqui? Identifique-se (hehehhe)...

Não menos de 5 minutos depois de Boesel passar por onde eu estava, cumprimentando o pessoal, chega ao meu lado "O" sujeito com uma câmera fotográfica dizendo: "Eu vou lá - e apontava para o carro do Boesel - tirar uma foto do carro de pertinho..."

Disse mais ou menos isso e abriu a cerquinha à minha frente, passou para o lado de lá, fechou novamente a cerquinha e saiu caminhando normalmente. O segurança, um pouco mais à direita de onde eu estava, nem olhou para o sujeito "invadindo" a pista. E lá foi ele feliz tirar suas fotos...

Passados uns dois minutos, nos quais eu estive pensando em fazer a mesma coisa, eu abro a cerquinha e resolvo adentrar o circuito e me aproximar do belo carro. Fiz na maior calma e sem pressa, já esperando uma possível reprimenda pelo segurança, que me viu dessa vez. Nada. Ele ficou quietinho, incólume... e eu fui lá para observar o carro, dessa vez a menos de 2 centímetros de distância...

Os mecânicos da equipe, no box improvisado, viram aquele estranho curioso se aproximando (eu!) e nem se importaram, apenas devolveram meu tímido e receoso cumprimento - mais ou menos um "olá!"...

E fiquei lá por um bom tempo, sozinho eu e o carro... os mecânicos a uns 5 metros de distância, Raul Boesel e seu aparato pessoal na outra extremidade do circuito, quase um quarteirão e meio de distância. O pessoal do SBT (sim, o Téo José estava lá, de microfone na mão, headphone e tudo mais...) estava ao lado do Boesel... ou seja, eu estava curtindo sozinho o carro...

Eu olhava para o lado de lá da cerca e pensava: "por que o pessoal não vem olhar o carro de perto?" Acho que não teria sido um problema se isso acontecesse... Eu só evitei de ficar encostando no carro... talvez não deixariam que eu ficasse tocando no carro...

Dali a pouco ouço uma voz meio afoita... "cara, vem aqui tirar uma foto minha com o Boesel..." Era o meu "companheiro de invasão" que me vendo, de longe, agachado olhando os mínimos detalhes do carro pediu o auxílio... Como já tinha visto bastante, fui fazer meu papel de fotógrafo...

O sujeito pede ao Boesel para tirar uma foto... todo mundo ainda estava cumprimentando o Boesel e ele distribuindo autógrafos... num momento entre autógrafos ele consegue que o Boesel fique de costas para a multidão para que a foto fosse tirada...

Aperto o botão para o "disparo" e nada.... tento de novo e nada... O Raul Boesel voltou aos autógrafos e o sujeito se aproximou e eu informei a ele que não aconteceu a foto... o filme tinha acabado na foto anterior que ele tirou, e ele nem percebeu...

Ele acabou sem o registro do abraço no Raul Boesel... e eu voltei para casa ainda com os ouvidos perturbados, mas contente...

No domingo da corrida, Raul Boesel terminou em sétimo e André Ribeiro, com sua 'Lola T96/00 Honda' da Tasman, venceu a 'CART Indycar Rio 400'...
==>> http://1.bp.blogspot.com/-jjhhP88ycbw/TxHrcY5XI3I/AAAAAAAACG0/EOtHOE0zd-k/s1600/Indy.JPG

Aqui outra fotos do belo carro...

1996 Milwaukee - http://images55.fotki.com/v585/photos/1/1011428/5752886/96MilwaukeeBoeselDNF-vi.jpg
1996 Marlboro 500 - http://images16.fotki.com/v368/photos/1/1011428/5752886/96MarlboroBoesel7-vi.jpg
1996 Mid-Ohio - http://images55.fotki.com/v608/photos/1/1011428/5752886/96MidOhioBoeselDNF-vi.jpg
1996 Road America - http://images15.fotki.com/v587/photos/1/1011428/5752886/96RoadAmericaBoeselDNF-vi.jpg
1996 Homestead - http://images60.fotki.com/v224/photos/1/1011428/5752886/96HomesteadBoesel-vi.jpg
1996 Laguna Seca - http://mb2501.proboards.com/index.cgi?board=champcar19962007&action=display&thread=4436


um abraço,
Renato Breder

Alexandre Esse disse...

Raul boesel.

ziggyjp disse...

Raul Boesel.

Anônimo disse...

who the hell is boesel?
pierrex

Marcel disse...

Raul Boesel

Mansur. disse...

Mesma corrida, creio.

http://www.youtube.com/watch?v=uKEW7cCxxjk&playnext=1&list=PLEDBEF9B4AB902E74&feature=results_video

A ultrapassagem mais linda que eu já vi.

Um abraço,
Mansur.

Prof. Rafael disse...

Raul Boesel, no fracassado "Brahma Sports Team". A mesma estrutura que deu o título ao Jacques Villeneuve em 1995 não conseguiu sequer um pódio em 1996.
Detalhe: como a equipe era a mesma que havia sido campeã em 1995, ela tinha o direito de usar o Nº1 para 1996. Daí, pra chegar na Brahma, que à época tinha esse slogan, foi um pulo

Anônimo disse...

Muito boa a história do Breder!
Mais um pouco do Boesel. . .que se na F1 quase nada fez, limitado pelos March e Ligier, sagrou-se Campeão Mundial de Esporte-Protótipos em 87 pela Jaguar. . .título muito pouco valorizado por aqui, infelizmente. . .afinal de contas, só a F1importa, não é mesmo?(sarcástico)
Na Indy fez milagres andando por equipes pequenas tipo Dick Simon e quase faturou a Indy 500, a falta de sorte falou mais alto. . .
A grande chance veio com a Brahma e daí todo mundo pensou:"Batata, vai começar a ganhar corridas!"
Nananina!! A única vitória do time foi do companheiro Scott Pruett e o Raul ficou a ver navios, infelizmente!
Zé Maria

Anônimo disse...

Ao Prof. Rafael:
Conforme já comentei, salvo o Tico & Teco estejam me traindo, encerai uma, mas com Pruett fazendo o "1" com o indicador e não o Boesel. . .
Zé Maria