quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Instantes Finais




















A qualquer momento...

10 comentários:

André disse...

Total e PDVSA. O time estará financeiramente bem, mas mal tecnicamente.

Bruno Alves disse...

Se isso acontecer fica a prova da substituição do talento pelo dinheiro na F1... ai amigo, e mudar para a Indy e para a DTM...

Dr. Fábio Leite disse...

http://4.bp.blogspot.com/-59jOuqL1z80/UnEGYUAAxDI/AAAAAAAAMkg/9on68jbnhX8/s1600/gromal.jpg

A ver...

Társio disse...

Sei que já está tudo quase certo para a ida do Maldonado para a Lotus. E também com Massa na Williams. Agora... com o leilão do pré-sal na semana passada, a Total (atual patrocinadora da Lotus) é uma das 3 empresas que faturaram a concessão no Brasil. Reparei ontem no jogo do São Paulo aqui em SP largas propagandas da Total durante o jogo (1 semana após o leilão!). Supondo que exista interesse na divulgação da imagem da Total no Brasil não seria interessante através de um piloto (Massa) numa equipe de F1. Ou é tarde demais?

Rafael Vieira disse...

Vamos ser francos, o Pastor e Grosjean aprenderam a lição, já fizeram as merdas que deveriam ter feito, agora podem trazer bons resultados, inclusive Pastor venceu GP, então teremos uma dupla interessante.

Anônimo disse...

Fábio, boa...kkkkk.

Clube do Fusca de Áurea disse...

Também acho que Maldonado e Grosjean sejam uma dupla interessante na Lotus.

Alessandro Seara disse...

Salve, moçada!

Efetivamente o mercado de pilotos anda interessante...

Társio, as placas estavam presentes no jogo pois é a Total quem detém os naming rights da Copa Sulamericana.

Eles já possuem uma presença significativa na Argentina, patrocinando entre outros o Boca Juniors (manga da camiseta).

Anônimo disse...

Maldonado conseguiu pole e vitória em 2012, Felipe Massa não sabe o que é isso a anos na Ferrari. Desde 2012 Grosjean conseguiu 8 pódios na Lotus, Massa desde 2010 após mais de 70 corridas tem os mesmos oito pódios. Chega ser patético criticar ou tirar sarro de Maldonado e Grosjean, eles ainda são jovens na categoria. Bruno Senna vivia fazendo merda na Williams, meteram tanto o pau em Maldonado, mas Bruno-chicane-ambulante se enroscou várias vezes em 2012: AUS(2x),MAL(1),CHN(1),ESP(2x),EUR(1),ALE(1),ITA(2X),CIN(1),JPN(1),ABU(2),BRA(1) muita coisa! Fora as pixotadas em treinos-livres e classificações. Em Cingapura foi um show de besteirol, Bruno chegou a bater no mesmo lugar por três vezes, na corrida tocou no muro, dessa vez de pneu. Evidente que pegaram Maldonado como bode expiatório, mas Bruno também devia ser monitorado durante o ano, por pouco não fica marcado com "cagada-histórica". Quase tirou o tricampeonato de Vettel em Interlagos. Em 2012 sobrinho se envolveu em vários acidentes com pilotos melhores que ele: Massa, Schumacher, Kobayashi, Grosjean, Rosberg e Vettel. Bruno não tinha capacidade de andar no top 10 com certa regularidade, sempre levava um junto em uma bela pixotada.

Brasil não esta "apitando" nada na F-1 a muito tempo, criticar os pagante de fora chega ser hilário. Quando um país passa a ter pilotos pagantes como Bruno Senna e Luiz Raiza, pode ter a certeza, esta tudo acabado. Um não deu conta do recado na Williams, tomou uma baita surra de Maldonado, o outro passou cheque sem fundo. Bom lembrar, Fangio foi bancado pelo governo da Argentina da mesma forma que Maldonado hoje é bancado pelo governo da Venezuela. Só que Fangio sempre pegou equipe de ponta na F-1, Maldonado não deu essa sorte. Deixem o venezuelano e o francês terem a sua chance em paz. Grosjean até superou Massa na tabela, temos que ficar quietos...

Társio disse...

Valeu Alessandro, não sabia. ;)