sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Rascunho Menor


























De forma bem simples pra gente poder entender.

Vijay Mallya (dono da Force India) pegou alguns empréstimos bancários em sua
terra natal para ajudar na reconstrução de sua empresa aérea (a Kingfisher Airlines).

Só que o cara está sendo acusado de desviar esses recursos para a sua equipe de
Fórmula 1.

Uma operação ilegal.

Minha opinião?

A casa caiu.

De vez.

Interessante.

A Fórmula E vai utilizar mais ou menos a metade do traçado do Circuito de Mônaco
(tradicionalmente usado pela F1).

Na figura abaixo dá pra ter uma noção.

A linha mais escura destaca o circuito da Fórmula E no principado.

A linha mais clara mostra o traçado que foi descartado.



























Por fim.

Três notinhas sobre Bernie Ecclestone.

Ele reafirma seu desejo de 8 equipes com três carros cada.

Também deve tirar do regulamento provas com pontos dobrados em 2015.

E ainda disse que não foi comunicado sobre qualquer troca envolvendo Vettel e Alonso.

7 comentários:

Renato Santos disse...

Bernie gerando buzz, mostrando que rede social vai atrás dele, não o contrário. Faz sentido, afinal, sem conteúdo, a internet não é interessante per se.

Anônimo disse...

Essa F1...
Nem testaram os pontos dobrados e já estão derrubando.
Pra mim a prova cabal de que a F1 está em mãos erradas e de gente que não sabe o que faz, não sabe o que quer, não sabe o que os telespectadores querem. Estão no mundo da lua.

Por fim fiquei triste em saber oque o traçado da F-E do GP de Mônaco não vai ter o túnel. Seria simbólico.


Danilo Cintra

Anônimo disse...

Aliás, complementando, F-E vai ficar de fora das partes mais charmosas do traçado de Mônaco (subida da tabacaria-mirabeau-curva do hotel- entrada e saída do túnel.
Sei que essa parte fosse inclusa, talvez teriam que usar 4 carros na corrida pra cada piloto devido às baterias, mas ficou uma coisa sem sal nem açúcar.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

E parece que quer reavivar o GP Masters. Será que foi por isso que o Emerson voltou a inscrever-se como piloto?

Alfredo Aguiar disse...

Esse mundo glamouroso da F1 é um vício. O cara coloca em risco a empresa, milhares de empregos, um patrimônio sólido. Pra viver o jet set dos padocks, de "dono" de equipe, junto dos caras que nadam nos lucros das grandes montadoras, holofotes e microfones pra todo lado, já dizia Rita Lee: João Ninguém não perde um vintém Nouveau riche quatrocentão Sem talento pra ser feliz Milionário por vocação

Daniel I. disse...

Da a impressão que vai ser o mesmo traçado que o pessoal do WRC usou em uma "Superspecial" cerca de 3 a 4 anos atrás. Mas tenho dúvidas se o hairpin não será fechado demais para os F-E. Vamos ver.

Anônimo disse...

Lembro que o Super Monaco GP do Mega Drive usava um traçado assim. Velhos tempos. Cristiano