terça-feira, 14 de abril de 2015

Rascunho Linhas e Detalhes


































O talentoso Emerson Fittipaldi em Pau.

Fórmula 2.

Interessante.

Colin Kolles declarou que a Sauber contratou seis pilotos para a temporada 2015.

Felipe Nasr, Marcus Ericsson, Esteban Gutierrez, Giedo van der Garde, Adrian
Sutil e Jules Bianchi.

O último assinou seu acordo durante o final de semana do GP do Japão do ano
passado.

Tá doido!

Pagaram (caro) por tanta maluquice.

Falando em contratos, Kimi Raikkonen tem tudo para continuar na Ferrari em
2016.

Enquanto que Jenson Button iniciou sua cruzada para permanecer na McLaren
por mais uma temporada.

A falta de notícias sobre a situação de Michael Schumacher tem motivo.

Todos que visitam a lenda das pistas assinam um termo de confidencialidade.

Mais um pouco de papel.

O grupo Genii Capital (que controla a Lotus na Fórmula 1) incluiu uma cláusula
em seu contrato com a Mercedes para o caso de uma montadora ter interesse
em adquirir a escuderia.



















Claro.

Deverá haver alguma compensação para os alemães.

A Renault estuda duas opções.

A Force India é a outra.

Um último pedacinho.

A Mercedes está dosando as atualizações da unidade de força de seus clientes.

Óbvio.

Para ficar fácil de entender.

Enquanto que Lewis Hamilton e Nico Rosberg se movem com a Premium
Superior Plus Presidencial

O software que a Williams usa é sempre a versão Luxo.

Sem reclamar (viu Felipe?).

Poderia ser pior.

Pois Lotus e Force India utilizam sempre a Standard Econômica.

Aquela sem direito a chuveiro com água quente e café da manhã.

Ninguém abre a boca.

O contrato protege a estrela de prata de qualquer rebeldia de suas clientes.

O caso Rosberg.

Nico está esperneando.

Não aceita a condição de coadjuvante.

Hamilton usa suas armas na pista (ao conseguir a pole) e fora dela (postegando
a assinatura de seu contrato para pressionar a equipe).

- "Chega de falar de contratos!!!"

Rosberg não quer passar para a história como outro Berger, ou Massa, ou
Barrichello, ou  Patrese.

Solução?

Precisa voltar a vencer, não?

A turma está de olho.

Convites para que entre na Sociedade não faltam.

Que Sociedade?

Clique aqui para entender.







10 comentários:

Daniel Chagas disse...

Se a Williams quer voltar a vencer e conquistar títulos tem que parar com esse negócio de ser equipe cliente.Na minha opinião isso é o calcanhar de aquiles da equipe. Chegou a hora da Williams voltar a ter ambição de equipe de ponta e tentar procurar uma montadora(mesmo que não seja a Mercedes)para um projeto potencialmente vencedor. Mesmo que dê por algum momento um passo ( ou vários como a Mclaren) para trás é preciso ir para esse caminho. A equipe tem hitória e nome o suficiente para atrair alguém, não é possível. O que não dá é ficar pagando para ter motor sem ter direito as últimas atualizações, sem um feedback adequado e principalmente, sem ganhar ajuda financeira. Acho que Frank ficou com trauma dos tempos da BMW, só isso para explicar essa falta de percepção. Se quiser vencer de verdade na F1 só com um Premium
Superior Plus Presidencial rs e mais din din no bolso, mesmo que seja da montadora.

Tiago Oliveira disse...

O esperneio sem sentido é o primeiro sintoma, a revolta. Depois vem a compreensao, a resignacao e a Williams.

Fabio Basílio disse...

Acorda Williams

Társio disse...

Corradi,

Uma sugestãozinha: Em tempo de uma F1 morna, que tal umas notinhas sobre FIAWEC e F-E?

Valeu!
Abç
Tarsio

Rafael Schelb disse...

Motor Mercedes ao estilo Windows: Starter, Home Premium, Ultimate... rsrs

juniorcaixote disse...

kkkkkkkkkkkkk, Corradi, você é foda!!! Já tinha até esquecido desse clube. Quando cliquei no link, ri litros!!!!!!!!!!!! kkkkkkk

Marques disse...

O post sobre a sociedade é sensacional haahahha

Anônimo disse...

Mas então qual seria o arrependimento da Mercedes citado no post anterior?

Cristiano

Humberto Corradi disse...

Cristiano

O post apenas mostrou a situação atual das equipes clientes da Mercedes.

Não há atrito com a informação anterior sobre a Williams receber uma atenção maior no futuro.

Valeu

Anônimo disse...

Está certo Corradi. Já estava achando que a Mercedes ia mandar a Williams para o quarto sem banheiro depois das reclamações do Massa. Faz sentido o aumento de atenção a considerar os vários pódios ano passado só com motores Mercedes e esse ano todo GP teve Ferrari.
Ainda acho (na base do achismo) que ao menos nas 3 vitórias do canguruzinho ano passado a Williams podia ter beliscado o P1 principalmente com o desempenho mostrado pelo Bottas. Mas sempre faltou alguma coisa, desacostumaram a andar na frente...

Cristiano