terça-feira, 14 de junho de 2016

Rascunho Notre Dame




































Na bandeja.

O troféu de Valtteri.

Sua colocação e a má corrida de Felipe Massa equilibraram as pontuações
na Williams.

Aliás vale dizer que além de Bottas, apenas as duas Red Bulls e as duas Ferraris
conseguiram chegar na mesma volta de Hamilton.

Duas categorias dentro da Fórmula 1.

Rosberg sofreu.

Após o encontro com seu companheiro no início da prova do Canadá e tendo que
economizar combustível (ao mesmo tempo que precisava ultrapassar Verstappen).

Lewis entrou no modo guerra.

Nico precisa ligar seu interruptor também.

Bernie Ecclestone adora jogos.

Gamão (que joga sempre com Vettel) é um deles.

Mas o chefe da categoria máxima do automobilismo curte mesmo um Cassino.

Gosta de apostar.

Principalmente nas mesas exclusivas e fechadas para os comuns.

Certa vez, num final de semana de Grande Prêmio, Ron Dennis chegou a porta
de uma dessas salas privadas esperando ser convidado para entrar.

A direção (que não reconheceu o comandante da McLaren) consultou Bernie
sobre o que fazer.

O conselho do pequeno homem foi para que se barrasse o sujeito.

"Ele não tem dinheiro suficiente."

Antecipando os movimentos, Ecclestone tenta achar uma solução para o GP Brasil.

(falta dinheiro)

Bernie já havia oferecido a data para a Argentina.

Entretanto nosso vizinho não possui a prata.

Lembra de Vegas?

Então.

Por fim.

Os números.












10 comentários:

Leandro Fontes disse...

É, tá pintando 2017 sem brasileiros e sem GP do Brasil de F1...

Anônimo disse...

Notar a falta de velocidade de nasr comparado com os outros, acho que não teve a oportunidade de ativar o drs, e sobre o gp Brasil, aproveitem que será o último ...

Jefferson disse...

Kkkkk
Modo guerra do Nico?! Aquilo na Espanha foi o que entao?! Eu acho que foi algo tipo "entao todos podemos".
E acho que todos voltaram ao modo normal.
O que Corradi, nem uma linha sobre Vettel?
Ignorar Lewis nos ja acostumamos mas isso.
Fez otima corrida, e a ferrari nao errou na estrategia. Apenas ele nao conseguiu fazer as 30 voltas de classificação como seu compatriota em tempos de 3 paradas.
Mas claro que havia o peso do combustível...
Os calculos apontavam vantagem minima caso ele conseguisse cumprir o plano.
Acharam que os prateados eram muito mais rapidos e nao eram.
Mas o "zero" errou.
Otimo rascunho como sempre!
Abraco!

Jeferson Araujo Pereira disse...

A largada do Vettel: provavelmente, a melhor largada do ano (digo, até o fim do ano)

Gostaria de chamar a atenção para a pontuação, mas não para quem está na frente.

SETE CORRIDAS, SEIS PILOTOS E ZERO PONTOS: Palmer, Ericsson, Nasr, Gutiérrez, Wehrlein e Haryanto

APENAS UMA ÚNICA CORRIDA E UM PONTO: Vandoorne.

Se eu fosse um dos seis pilotos acima, ficaria com vergonha e andaria cabisbaixo.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Fazendo uma conexão com o grupo canadense Rush e a F1 no Canadá.Todo ano,pelo menos nos últimos 20 anos, um dos caras que entrega o troféu é um idoso chamado Roger Peart, que tem o mesmo sobrenome do baterista do Rush: Neil Peart.

Roger Peart is a civil engineer by training and designed the Gilles Villeneuve
circuit, home of the Canadian Grand Prix since 1978. In the years 1949-1953
he gained his first experience of motor sport, working as a racing mechanic
while still at school in the UK. By 1960 he had become a competitor. Until 1963
he drove in the Canadian National Rally Championship, before switching to
racing from 1964 to 1976. In 1967 Peart became involved in the organisation
of Canadian motor sport and was instrumental in getting the Circuit Gilles
Villeneuve onto the F1 calendar. Since 1991 Peart has been President of ASN
Canada FIA and, since 1999, President of the FIA Circuits Commission..

Marcos José disse...

A organização do GP do Brasil, já soltou uma nota na imprensa hoje (14/06) dizendo que tem um contrato com a FOM até 2020 (fora que ainda assinou recentemente um novo contrato de exclusividade de fornecimento de cerveja para o GP brasileiro com a Heineken, a pedido do próprio Bernie...) e não veem motivos do porque de agora, Bernie dizer que não haverá o GP brasileiro até ao final de seu contrato. Ou Ecclestone quer "arrancar" mais dinheiro da organização do GP do Brasil pra 2017 (e adiante) ou ele (Bernie) tem que "tirar" alguém do calendário (a primeira tentativa foi com a Itália e agora parece que os "candidatos da vez" são Brasil e Canadá) para poder "criar" espaços para os novos GPs que "viram" pagando muito mais "para ficarem em seus lugares". Não dúvido de mais nada atualmente mas...se o GP de New Jersey (que nunca saiu do papel e depois virmos no que deu) que foi sendo "adiado" por vários anos e que bem provavelmente nunca será mais realizado (e olha que tinha dinheiro "privado" já garantido nesta história); imagina este de Las Vegas (e ainda contando com dinheiro "chinês"!?)...e pra terminar...mais duas questões...parece que Daniel Ricciardo não mudará de equipe tão cedo (permanece na Red Bull em 2017-2018 e "dizem" que receberá dos "taurinos" pelo seu novo contrato: 10 milhões de Euros por ano) e...que depois do seu "interesse" pelo Massa, agora a Renault "quer" também Carlos Sainz Jr (ou seja tudo indica que tanto Jolyon Palmer e Kevin Magnussen; não permanecem na Renault em 2017)!!

juniorcaixote disse...

Péssima corrida do Massa?
Eu acho que seria uma PÉSSIMA corrida se ele tivesse terminado sem pontuar, mas como foi falha mecânica, discordo completamente.

David Félix Krapp disse...

Por isso que eu odeio esse velho gagá... tio Bernie é uma hiena carniceira... GP Brasil garantido até 2020 e se o velho gagá quiser aprontar vai ter luta...

Eduardo Casola Filho disse...

Jeferson Araújo Pereira

Sobre os pilotos que não pontuaram, não dá para cobrar das duplas da Sauber e da Manor, pois nenhum deles têm carro para pontuar. São carros que estão bem abaixo dos demais. Apenas Palmer e Gutierrez tem razões de sobra para se envergonhar.

E quanto ao Vandoorne, vale lembrar que ele tinha um carro que permite pontuar, ainda que a McLaren não seja essa maravilha, tanto que ele pontuou na temporada antes de Alonso e Button!

Emerson Pippi disse...

Belo tempo de Nasr, sem DRS e com o tanque cheio