quinta-feira, 10 de novembro de 2016

12
























Os melhores sempre conquistam seus lugares nas grandes escuderias.

É apenas uma questão de tempo.

Repare.

Não há pay drivers na Red Bull, McLaren, Mercedes ou Ferrari.

E não estou falando de bons pilotos.

Medianos.

Mas dos que são cobrados.

Daqueles que podem sempre apresentar algo a mais.

Que criam expectativas.

Você torce por um piloto e acha uma injustiça ele não ter uma chance numa
equipe melhor?

Saiba que ninguém é burro ou cego na categoria máxima do automobilismo.

Os excelentes sempre terão o seu lugar.

Como disse certa vez Nico Rosberg.

"Se eu não tivesse derrotado Michael Schumacher, hoje eu estaria na Manor."

O resto?

O resto precisa apresentar outros recursos para permanecer.

Quase sempre financeiros.

Claro.

C'est la vie...

12 comentários:

Digo Pacheco disse...

Bom dia Corradi.
E qual lugar tu acha que é melhor pra ele?
Manor ou Sauber?

Abraço

David Félix Krapp disse...

Não entendi pq a foto do Moreno na época eme que ele era piloto de testes da Lotus... ele não era bom o suficiente pra ficar ?

E me desculpa Corradi, mas não é inteiramente verdade isso que voce disse sobre os melhores cockpits serem ocupados pelos melhores pilotos sempre... Button seria facilmente substituído por alguns bons pilotos de equipes menores... e por quanto tempo tivemos que assistir a Mark Webber na Red Bull, ele até é bom piloto, mas nunca foi brilhante, Ricciardo chegou e já no primeiro ano deu mais trabalho a Vettel do que ele em 5... o próprio Massa na Ferrari depois do "Fernando is faster then you" teve várias temporadas que mereciam o olho da rua e sim, tinha gente que podia fazer mais...

F1 a algum tempo é politicagem antes de mais nada, antes até de ser um esporte infelizmente... e pra quem não gosta dessas temporadas dominadas por uma equipe como tem acontecido desde 2010, bem, aconselho a buscar outra categoria de automobilismo pra acompanhar, a tendencia é que isso se repita continuamente na F1...

Cláudio Souza disse...

Bom, vamos lá, acho que posso fazer uma pequena defesa do Corradi. As melhores equipes sempre tem sim os mais capacitados. Mark Webber estava na RB porque estava na equipe desde os tempos que ela era Jaguar. Participou de todo o processo de maturação da RB e regularmente superou seus companheiros até aparecer o Vettel. O Massa tem seu histórico respeitável na Ferrari (dispensa comentários, basta ver que teve o mesmo nr de vitórias do Alonso na equipe 11x11).

As melhores equipes possuem em seus cockpits pilotos capacitados, experientes e não pay drivers.

Concordo.

WilliamC disse...

Infelizmente a permanência do Nasr na f1 está comprometida por problemas com seu patrocinador principal (BB) e tem muitos pilotos com dinheiro também circulando pelo paddock.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Corradi: "Os melhores sempre conquistam seus lugares nas grandes escuderias"

Acho que não dá para generalizar.Exemplos clássicos mais recentes: Button é um piloto mediano e Mark Webber é muito ruim.

Anônimo disse...

Não acho que o Mark Webber seja muito ruim. Não é qualquer piloto que chega na última prova com chances de ser campeão, como foi em 2010. Button fez grandes corridas na fórmula 1, seja dando um vice campeonato a BAR, seja em seus tempos de Brawn e McLaren. O Grande Prêmio do Canadá de 2011 é incontestavelmente uma demonstração do talento do britânico.

Daniel de Souza

Anônimo disse...

Button MEDIANO.
Webber MUITO RUIM.
Esse começou a ver a F1 ontem.

Ashpool

Jeferson Araujo Pereira disse...

Qual foi o maior legado do "grande" Mark Webber? Ele sempre será lembrado pelo que disse no GP da Inglaterra, de 2010:"Nada mal para um segundo piloto". A frase, claro, é irônica, mas mais irônico ainda é ele se assumir como 2º piloto. Vettel,que obviamente não está no mesmo nível de Senna Schumacher, será sempre lembrado como um tetra-campeão.Essa é a grande diferença entre Webber e Vettel: ele é tetra.Webber será lembrado, eternamente,por uma única frase.

Sobre o "grande" Button, vira e mexe vemos enquete entre fãs sobre, entre os campeões de F1 do segundo escalão, qual é o menos talentoso, o mais sem graça? Sempre surgem quatro nomes:Alan Jones, Keke Rosberg, Damon Hill e Jenson Button.

Anônimo disse...

Mark Webber estreou marcando pontos pela Minardi e superou todos os seus companheiros de equipe na Jaguar e Williams. Era um dos melhores. E como disse o Corradi: "os melhores sempre conquistam seus lugares": Red Bull.
Ele foi superado por Vettel na equipe austríaca, mas o fato do alemão ser melhor que ele não significa que ele era um piloto ruim. Significa, apenas, que Vettel é melhor que ele.
Se você chegou a ver a carreira dele na Red Bull, saberia que ele nunca se assumiu como segundo piloto. Brigou por igualdade na equipe até o fim.

Button demorou pra engrenar, mas foi o melhor piloto na segunda metade de 2006, superando Alonso e Schumacher, que brigavam pelo título. Superou Barrichello em duas das três temporadas em que correram juntos, uma sendo campeão mundial.
Foi para a McLaren e foi o único companheiro de equipe a superar Hamilton no campeonato. Até agora.
Já tá na hora de se aposentar, mas, assim como Massa, deve ser avaliado pelo que fez na carreira, não pelo piloto que é no fim dela.

O que os fãs dizem em enquetes é apenas a opinião dos fãs, nada mais.

Ashpool

Jeferson Araujo Pereira disse...

Ashpool:"O que os fãs dizem em enquetes é apenas a opinião dos fãs, nada mais"

Não são apenas os fãs que dizem que Alan Jones, Keke Rosberg, Damon Hill e Jenson Button não estão no mesmo nível de Senna, Schumacher, Piquet e Prost.Jornalistas, engenheiros,outros pilotos,aliás, qualquer pessoa com bom senso sabe que isso é verdade.

Anônimo disse...

E eu concordo com eles.
O Button e o Webber não estão no mesmo nível de Senna, Schumacher, Piquet e Prost.
O que eu não concordo é quando você diz que o Button é mediano e o e o Webber é muito ruim.

Mediano é o Nasr.
Muito ruim é o Gutierrez.

Ashpool

Anônimo disse...

da foto : é Roberto Moreno em Zandvoort , não sei qual ano nem modelo do carro , pelos sidepods meu palpite é 1982 --- creio q foi a única chance dele na Lotus para correr um GP , mas não conseguiu fazer tempo de volta necessário para estar no grid ; li nalguma revista -- também não lembro qual -- Moreno desconhecia o quanto era possivel extrair velocidade do efeito-solo desse carro , perdendo muita velocidade justo na curva rápida antes da reta principal , 'matando' seu tempo de volta a ponto de ficar for a da corrida.
Na imagem ele está saindo da curva Hugenholtz (disso tenho certeza) , um cotovelo bem atrás do pitlane.

Fernando do Amaral