terça-feira, 24 de outubro de 2017

Estados Unidos - 2017
























Hamilton dominou todo o final de semana em Austin.

Treinos livres, qualifying e a corrida.

Somente na largada houve uma desvantagem.

Sebastian Vettel assumiu a ponta apesar dos esforços de Lewis.

O inglês diminuiu bastante o ritmo na volta de apresentação para impedir
que Gina saísse com os pneus na temperatura ideal.

Não funcionou.

A Ferrari vem trabalhando duro para melhorar suas largadas.

Sem o problema em Suzuka, Vettel também teria assumida a liderança.

Em terras americanas os dramas foram outros.

A troca do chassi e o clima impediram que Vettel fosse para a prova de domingo
com o setup ideal.

Castigando a borracha da Pirelli, Seb foi alvo fácil para Hamilton.

A Mercedes possuía mais dados para os ajustes e a pista com baixa temperatura
e lavada pela chuva proporcionou o cenário sonhado para que Lewis conduzisse
sua Flecha de Prata para a vitória.

Helmut Marko lamentou a sorte (temperatura / chuva) do time de Toto Wolff.

"Igual Singapura."

Com Gina mastigando os pneus, Vettel foi obrigado a rever sua estratégia.

Max Verstappen veio como um foguete lá de trás.

Tivesse largado em melhor posição, seria o segundo colocado.

Kimi Raikkonen tinha o carro mais equilibrado da Scuderia Italiana.

Porém diminuiu muito o ritmo no final por conta de ter que economizar combustível.

A última unidade de força apresentada pela Ferrari (quarta versão) sofre com
o consumo de gasolina.

Diferente da Mercedes que apresentou sua derradeira versão do motor na Bélgica,
os italianos sofrem com as limitações das novas regras no que diz respeito ao uso
do óleo.

(os alemães correm sob o antigo regulamento)

A solução antiga permitia que a quantidade de óleo ajudasse na combustão,
diminuindo assim as temperaturas e o consumo de combustível.

A controvérsia Verstappen x Raikkonen?

Muitos passaram dos limites no Texas.

Testemunhamos, entre outros,  Hamilton no qualifying (volta da pole) e Vettel
na primeira volta da corrida.

Pode ser um agravante para Max o fato de ter ganho a posição.

E que, sem o artifício, ele nunca passaria Kimi.

Eu vejo de forma simbólica também.

Ainda mais na terra onde o show vale mais que as regras no esporte.

(exemplos na Indy não faltam)

Verstappen precisa entender que a Fórmula 1 não é vale-tudo.

Hoje os líderes têm medo de enfrentá-lo numa disputa igualitária por conta
das suas reações imprevisíveis.

Sua fala desrespeitosa e seu entorno, que ao invés de aconselhar coloca mais
lenha na fogueira, estão criando um personagem que pode prejudicar sua carreira.

O holandês é um fenômeno.

Assombrava com seu talento os olhos mais técnicos desde o Kart.

Entretanto numa Fórmula 1 tão detalhista, não cabe a falta de controle.

O Win or Wall está morto.

O resto?

Modero as críticas.

Pois acho que Valtteri Bottas está sendo sacrificado.

Hamilton gosta.

Está melhor do que nunca sem a sombra de Nico Rosberg e com a equipe trabalhando
apenas para ele.

Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg tiveram o mesmo problema (pressão de óleo)
com o motor Renault.

Esteban Ocon não precisa provar mais nada.

Carlos Sainz Jr. teve um final de semana ideal com seu novo carro amarelo.

O jovem espanhol em uma etapa fez 75% dos pontos de Jolyon Palmer em dezesseis!

A estratégia (parada mais cedo) não permitiu que Sergio Perez fosse mais longe.

Felipe Massa fez o que podia e foi um dos mais rápidos na segunda parte da prova.

Um desditoso (na temporada) Daniil Kvyat fechou a turma que pontuou.

Marcus Ericsson, Antonio Giovinazzi, Pierre Gasly e Brendon Hartley são os únicos
pilotos que ainda não pontuaram na temporada.

Williams, Toro Rosso, Renault e Haas seguem na batalha do meio.

Por fim.

Hamilton vai selando seu título.

E promete, em suas palavras, levar miséria para as vidas de Vettel e da Ferrari nos
próximos anos.

Claro que recordaremos essa sua fala em outras oportunidades.

26 comentários:

Fidel Miño disse...

Ahh, se o Rosberguinho não se aposentava... assim e tudo esta foi uma grande temporada, como não vimos há muito tempo.

A linha entre "fala desrespeitosa" e ser um Barrichello da vida é muito fina, acho. Max está marcando territorio.

Anônimo disse...

"E promete, em suas palavras, levar miséria para as vidas de Vettel e da Ferrari nos próximos anos.
Claro que recordaremos essa sua fala em outras oportunidades. "

Noto que vc sentiu o baque também caro Corradi!!!

Marcus Vinicius

Társio disse...

O melhor post-GP do ano Corradi, mais ponderado em relação a Vettel/Ferrari!

Mercedes e Hamilton já são campeas. Eu torço para uma DNF do Hamilton no México para que ele erga a taça no Brasil rs.

Já comentei isso outras vezes aqui, e penso que o mais importante de tudo é que Mercedes, Ferrari e Red Bull vão encerrando 2017 em nível bem próximo. E que isso promete para 2018!

Num cenário mais parelho entre as 3 equipes, Ferrari e Mercedes terão problemas na disputa do mundial de construtores. Enquanto Ricciardo e Verstappen são a dupla mais forte do grid, Raikkonen e Bottas estão guiando bem abaixo de seus companheiros...

Achei surpreendente também a rapida renovação do Vestappen com a Red Bull. Você tem algum detalhe a respeito, Corradi?

No mais Sainz foi fantastico. A ultrapassagem sobre o duro Perez foi uma beleza. Até o professor gostou! O espanhol vai dar calor no Hulk. Tomara que o carro do proximo ano seja bom! Joylon Palmer não pilota nem carrinho de supermercado depois de assistir o Sainz pilotando seu carro.

Ocon também fantastico, o melhor "do resto", e Perez já sentiu o golpe.

Eu esperava algum brilho do Brandon Hartley, que é um ótimo piloto, mas achei bem ofuscado. Classificação e corrida ok apenas.

A punição do Verstappen foi justa e incontestável. Ele estava com as 4 rodas fora da linha branca, porém os comissarios foram muito inconstantes. Os pilotos absuram das saidas de pista na qualificação e corrida sem punições, enquanto o Verstappen foi o unico punido. Dizem que o comissario Mika Salo (finlandes) deu uma mão para proteger o podio do Kimi...

E a ultrapassagem da corrida foi do Vettel, entre Bottas e Vandoorne. Limite extremo!!

Interessante o engenheiro mandando um "shut up" para o Grosjean... kkk

E destaques também para a "inovação" da Liberty Media na apresentação dos pilotos. Bom para o show.

Destaque para a transmissão completa da Sportv também. Sergio Mauricio e Reginaldo Leme, transmissão de 3 horas na integra sem intervalos é o melhor que temos por aqui (nem adianta comparar com a Sky).

Abc
Tarsio

Carlos Colangelo disse...

Onde o Hamilton falou isso?

Ednardo Villela disse...

Corradi mordeu a chumbada pelo Vettel hahaha

Romero Junior disse...

Passei aqui pra lembrar que a Mercedes ainda tem o melhor carro, Corradi tá virando um seca pimenteira em relação a sua previsões a escuderia italiana, desde 2014 dizendo que tem o melhor carro, que vai ameaçar as Mercedes, mas nada mudou e as flechas de prata dominam.

Victor Gérard disse...

Se o Hamilton acha bom ter um campanheiro como o Bottas , imagina o que acha o Vettel e ter um companheiro como o Raikkonen, não importa as posições o finlandês tendo o alemão logp atrás dele tem que ceder a posição , senão fosse o jogo de equipe na Hungria e em Mônaco junto à grande atitude de Hamilton na pista Húngara, o Hamilton ja era o campeão!

Anônimo disse...

Corradi também sentiu o golpe!!!

hahahahaha
Brincadeira.

Mas é inegável que apesar de todo o esforço e progresso da Ferrari de 2016 pra cá, a Mercedes simplesmente tem o melhor carro da 2a metade da temporada e Hamilton está tendo uma pilotagem perfeita.

Merece muito o título.

Para a Ferrari, o ano é 2018.

Arthur Simões

Gabriel Pereira disse...

'Marcus Ericsson, Antonio Giovinazzi, Pierre Gasly e Brendon Hartley são os únicos
pilotos que ainda não pontuaram na temporada.'

Ou seja, o único titular que não marcou pontos até agora..
Marcos Ericsson, que tristeza ver um cara desse perdurar no grid por tantos anos.
É muito fraco,chega dá raiva.
E dá raiva da Sauber também tanta gente boa querendo entrar e um lixo pilotante desse lá...
Espero que com a reaproximação da Ferrari sumam com esse cara.

e pensar que o Nars conseguiu levar tempo dele em algumas situações..

Daniel Chagas disse...

Se fosse Ricciardo não renovaria com a Red Bull de jeito nenhum!! A melhor coisa é esperar ano que vem e ver qual proposta chega, pois opções não vão faltar para 2019. Mercedes, Ferrari e Renault e até mesmo Mclaren são lugares que podem ser perfeitos para o australiano. Principalmente Renault e Mclaren, pois essas equipes estão em desenvolvimento e Daniel se encaixaria perfeitamente nelas para ser o grande líder. Depois de tudo o que já aconteceu está na cara que a Red Bull mais cedo ou mais tarde vai privelegiar Max. O holandês é o grande mimado dos touros vermelhos, a arrogância tem explicação.

Daniel Chagas disse...

E Bottas é sacrificado assim como Raikkonen tbm é. Assim é a vida de segundo piloto. O talento sempre prevalece, em algum momento a equipe percebe o maior talento e também os próprios resultados obrigam a equipe decidir trabalhar para o melhor piloto, simples assim.

WilliamC disse...

Mercedes trabalhando só pro Hamilton, Ferrari trabalhando só pro Vettel... essa é a vida dos escudeiros... Kimi praticamente estacionou pra deixar o Vettel passar, mas acho que foi tudo ok, até porque quem teoricamente ainda disputa o campeonato é o Vettel.

Bottas parece estar meio desanimado. Melhor ele se animar em 2018, porque se não a Mercedes troca ele.

Rafael disse...

Verstappen pode ser comparado ao Neymar ainda no Santos. Quando Renê Simões disse em entrevista polêmica que estavam criando um monstro, ele se referia a esse Neymar de hoje, que em time recém contratado tira a bola do batedor oficial de penaltis do time, bate boca com o técnico e em 2 meses de time, já tem mais inimigos que amigos na própria equipe. Dessa maneira, ele nunca será o melhor do mundo antes de Cristiano Ronaldo e Messi se aposentarem.
Verstappen tem tudo pra ser o melhor piloto do grid em um futuro bem próximo, mas precisa crescer e ser melhor orientado. Braço ele tem, mas lhe falta cabeça.

David Félix Krapp disse...

Fala Corradi

Olha, acho que vc viu outra largada... essa vantagem enoooooormeeee que vc diz do Vettel na largada... claramente o Hamilton largou pelo título... preferiu segurar a onda, mesmo pq 59 pontos é uma vantagem gigante... então pra que se arriscar... como o Vettel fez em Cingapura por exemplo jogando uma vitória fácil fora?

E Verstappinho as vezes é bem abusado mas ele tá certo... o que é melhor, ser um Barrichello da vida ou ser um piloto de verdade com "cojones" e ser lembrado pela ousadia?

E vc criticando o win or wall de certa forma me surpreende... muitas vezes nesse blogue te vi defendendo o Maldonado... Grosjean não faz muito tempo tb era assim...

Uma pena q na próxima temporada vamos ter o halo, pq creio que vai ser bem mais equilibrado o campeonato, mas eu me nego a assistir F1 com aquilo... depois de aguentar o degrau no bico, não vou ver aquilo... vou me contentar com a Indy e a Formula-E

Rafael Novaes de Oliveira disse...

Corradi, repito aqui o que eu imagino que eu já comentei. A Ferrari nunca foi páreo para as flechas de prata. Vettel ganhou um destaque no campeonato por conta da ineficiência do Bottas. Penso que se fosse o Rosberg estaríamos indo para a decisão na última etapa entre os carros prateados. A Ferrari pode se preparar porque Lewis é mais piloto e Mercedes tem mais chassis.

Thiago R disse...

Grosjean era o Punk adorado pelo nosso amigo

Hoje grosjean e um nada , um coxinha reclamao

E o Mad Max que é o cara e infernizado por aqui

Hipocrisia , a gente ve por aqui

Eduardo Sacramento disse...

Mas ano que vem iniciará com duas incógnitas. A Ferrari conseguirá manter a evolução deste carro sem o James Allison? E a Mercedes vai acertar a mão no projeto do novo carro logo de cara com o James Allison?

Isso desconsiderando como o motor Renault irá se desempenhar ano que vem, pois de chassis a Red Bull já mostrou que logo será a melhor e a Renault e a McLaren estão em grande evolução.

Tudo isso faz parecer que 2018 será excelente, mas pode ser que tenhamos surpresa ruim para o campeonato.

Humberto Corradi disse...

Thiago R

Grosjean era odiado por todos.

Max é amado por todos.

Humberto Corradi disse...

Carlos Colangelo

Hamilton falou para mim.

Uma revelação.

Ele é o Tordo...

Anônimo disse...

Patéticas são as declarações do Massa, hoje o bixo me fala que o kubica não consegue pilotar só com uma mão...aposto que ele com a suposta"uma mão" pilota melhor que o Massa,que antes se aposentou e agora é um mendigo pedindo esmola...e ainda denegriu o Di Resta. Como se diz, se não é para falar bem, fique calado.

Por mim se correr ou não brasileiro é a mesma, gosto do esporte.

Marcio

jhonnydias disse...

Enfim eis que o TORDO é revelado...

Lenior Dal Cortivo disse...

Olá Corradi, belo post!
Discordo porém das suas palavras sobre Max. Ele tem cabeça sim, é um grande piloto e faz ouvir sua voz na pista, onde os melhores pilotos devem falar. A maioria dos pilotos atualmente falam demais e andam de menos. Veja pilotos como Magnussen, Pascal Wherlein (prodígio) e Kvyat, falam falam e pouco fazem.
Quanto a punição ao Max, no meu ponto de vista foi completamente político. Vários pilotos durante todo o final de semana andaram fora das linhas brancas e não receberam punições. O fato de ele ter ultrapassado Kimi não interfere em nada, pois a punição é pelo ganho indevido de vantagem. Ora, se os demais saíram fora dos limites da pista também ganharam vantagem, mas se passaram ou não outros pilotos é algo que não está descrito na regra, apenas ganho de vantagem.

Gosto da Ferrari, mas quando estas decisões políticas voltam à tona, acaba deixando a F1 menos prestigiosa.

Abraço

Marques disse...

Não sei onde o Hamilton falou isso...
Mas que o Corradi sentiu o golpe, sentiu. Se pensarmos que o carro da Mercedes não é tudo isso (já explicado por diversos jornalistas e inclusive aqui no blog) o nível de pilotagem do inglês está simplesmente em outro nível..
Bottas é o sacrificado, mas quem deu passagem ao companheiro de equipe?

A Red Bull faz com Max a mesma coisa que fez com Vettel, dá razão a tudo o que o piloto faz..
Mas ainda bem que Ricciardo não é Webber e deve sair de lá. Imagino que vá para a Mercedes (apesar desta ter um Ocon na linha de sucessão), mas que interessante seria ver ele na Ferrari incomodando mais uma vez o alemão.

Vinicius Fluminense disse...

Concordo com o Romero Junior: a Mercedes sempre teve o melhor carro, e digo mais, sempre terá, até as mudanças de 2021. FATO!

Victor Gérard, também disse sábias palavras: "Se o Hamilton acha bom ter um campanheiro como o Bottas , imagina o que acha o Vettel e ter um companheiro como o Raikkonen, não importa as posições o finlandês tendo o alemão logp atrás dele tem que ceder a posição , senão fosse o jogo de equipe na Hungria e em Mônaco junto à grande atitude de Hamilton na pista Húngara, o Hamilton ja era o campeão!"

Na largarda ficou claro que o Hamilton não quis fazer a besteira que o Vettel fez em Cingapura. Atitude de campeão, cara que pensa no campeonato, e não na corrida.

Mas uma vez um post para explicar o porquê da derrota do Vettel e não a vitória do Hamilton.

Peron disse...

Corradi, não consigo entender.

As pessoas não lêem notícias, mas sabem tudo o que vai acontecer, sabem tudo o que se passa nas cabeças dos pilotos, não sabem diferenciar opinião de notícia e voltam pra cá pra desmerecer o site que as informa e as informações que você dá.

"Os idiotas não descansam e a mãe dos cretinos está sempre grávida!"

Como você aguenta, pra mim, é um mistério.

Luiz Carlos Maciel Jr. disse...

Meu caro Corradi,

"Hamilton falou para mim.
Uma revelação.
Ele é o Tordo..."

Em primeiro lugar meus parabéns por ter no seu círculo de conhecidos o Hamilton. Eu, que conheço o Vettel, sei como esses caras são geniais. Te dão uma aula de pilotagem até em video-game. Sabem muuuuito.

Em segundo lugar a revelação é bombástica! Confesso que no passado cheguei a cravar que era o Alonso.

Abraços e parabéns.
Luiz