sábado, 30 de dezembro de 2017

2018 e Além...


























Red Bull Junior Team.

2010.

Estou meio de férias do Blog.

Acho que nunca fiz isso.

A culpa maior é o envolvimento com outros interesses.

E na verdade estou vendo pouco ou nada relevante acontecendo.

A Williams decidindo entre um novato com patrocínio e um remendo
de piloto (herói) semi-aposentado?

Deixa pra lá.

Existem coisas mais importantes.

A Aston Martin entrou num processo decisivo para o futuro da marca.

A questão.

Lançar ações no mercado ou vender tudo para quem quiser.

A verdade é que os dois grupos que comandam o tradicional nome da industria
automobilística quer resgatar seus investimentos.

Pensou na Red Bull?

Ferrari e Mercedes também se articulam ao alinhar suas peças no xadrez do
futuro.

A Scuderia Italiana quer, além da Hass e Sauber, trazer a Force India para
a suas fileiras.

(spoiler - entretanto não esqueça que indianos e chineses são vizinhos...)

Após a despedia de Bernie Ecclestone, ficou claro que a Fórmula 1 deixou
de ser amadora de uma vez por todas.

Tudo será cada vez mais profissional.

Pragmático.

Entre outras coisas, autódromos deficitários estão condenados.

Não havia comunicação com o público?

OK.

Mas o que chegava era sincero.

Mais fácil de filtrar.

Haverá mais contato nas redes sociais a partir de agora.

Sim.

Só que tudo mais pasteurizado, patrocinado e calculado.

A imprensa já está concentrada em poucos veículos.

Sobrando ainda alguns (mas valorosos) cavaleiros solitários que acompanham
o circo e trazem a real visão das coisas.

(alguns considero como amigos e, claro, não revelarei seus nomes!)

Meu interesse hoje está em nomes como Leclerc.

O afilhado da Ferrari inicia nesta temporada sua trajetória na F1.

Aquele a quem Jules Bianchi dizia ser a verdadeira estrela.

O promissor Russel.

Ligado à McLaren e com tudo para brilhar na categoria máxima do automobilismo.

A realidade Ocon.

Que só precisa ser adotado de vez pela Mercedes para mostrar sua predestinação.

A última fase da lapidação de Verstappen.

Para ser grande de vez.

Responsabilidade imensa da Red Bull.

Repetir o que fez com Vettel.

Ou imitar o que Toto Wolff realizou com Hamilton.

Pois Lewis deve mais ao time da Estrela de Prata do que vice-versa.

Não estou falando de carros ou motores.

É cultura.

O salto de menino prodígio inconstante na McLaren para a luta de alcançar
os números de Michael Schumacher é impressionante.

Hamilton foi moldado a ferro em Brackley.

Falando nisso.

A Mercedes deverá seguir com o conceito de maior distância entre os eixos.

(Pino diz que o fruto de Maranello vem longo também)

Sem revoluções, somente afiando o projeto como tem feito desde a entrada
deste atual regulamento.

Ferrari, Force India  e Williams já passaram no crash test da FIA.

Rory Byrne já trabalha no projeto do carro vermelho de 2019.

Sem correções.

O de 2018 (já em avançado estágio) foi iniciado há mais de um ano.

Assim como Gina teve seus primeiros desenhos entregues 365 dias antes do
primeiro teste de pista em Barcelona.

Ficamos por aqui.

A todos os amigos desejo um Feliz Ano Novo!

Que Deus traga alegria a cada um de vocês!

Feliz 2018!

E além...




















13 comentários:

S.A.C disse...

Você vê vantagem para alguém essas decisões sobre os carros das equipes prateada e ferrari?

Renato Santos disse...

Feliz ano novo, amigo Corradi!

Ricardo Botto disse...

Feliz ano novo, Corradi!

Jeferson Araújo Pereira disse...

Você não imagina como eu fiquei feliz ao ler isso:

"um remendo de piloto (herói) semi-aposentado?"

99% da imprensa tupiniquim que cobre a F1 está tratando a possível contratação do Kubica pela Williams como a notícia mais sensacional do ano!!! Montoya definiu a coisa toda como uma piada.Villeneuve falou que é ridículo.O que eu penso sobre isso é tão baixo, que eu nem irei digitar.Não quero causar polêmicas inúteis com algum leitor fã de Kubica.

Green Village disse...

Feliz ano novo meu amigo. Que este seja um ano de paz, muito amor e saúde de ferro pra todos nós!

Marcos José disse...

Feliz ano novo, Corradi!! E o projeto "chinês" da Manor, não mais acontecerá?? Toto Wolff se "arrependeu" de ter deixado a Manor morrer e agora quer a "Mercedes-B" pro futuro (talvez pensando no que aconteceu com Wehrlein pra 2018??)!!

Daniel Chagas disse...

Vida longa para o melhor blog de automobilismo do Brasil!!! Saúde e muita paz para vc e sua família em 2018 e além!!! Rs abcs

Emerson Vieira disse...

Boa Corradi... estava ansioso por novidades...
Um ano de luz para você e família...
Que a F1 2018 seja como todos nós gostamos!!!

Bruce Haas disse...

Boas Corradi,se rolar o motor único da idéia do Jean Nescau,qual seria esse motor?

Pedro Teixeira disse...

olá Humberto. Um jornalista inglês deu o Kubisa como carta fora do baralho. Você tem alguma informação? grato

Humberto Corradi disse...

Pedro Teixeira

A vaga é de Sirotkin

Valeu

Pedro Teixeira disse...

Valeu Corradi sempre atencioso com os leitores. obrigado

Luca disse...

Como eu disse: a Williams virou uma equipe pequena.

Segue o barco.