segunda-feira, 26 de março de 2018

Austrália 2018

































Saudações!

O começo da temporada causa um frescor.

Uma ar de novidades e expectativas.

As impressões dos testes em Barcelona foram confirmadas na Austrália.

A Mercedes continua sendo o benchmark da categoria máxima do automobilismo.

Já a Red Bull aponta como o melhor carro em termos de aerodinâmica.

E a Ferrari oscila no meio termo entre as suas maiores concorrentes.

Porém foi a Scuderia Italiana que alcançou a vitória.

No vácuo do virtual e real safety car.

Mas com estratégia também.

O desastroso sábado de Valtteri Bottas deixou Lewis Hamilton exposto
às armadilhas dos vermelhos.

E a própria sorte.

Kimi Raikkonen puxou o atual campeão para o box enquanto que Sebastian
Vettel fazia sua parte ao esperar algo fora do normal.

Veio.

A Haas sofreu uma grande derrota,

O Kevin Magnussen que estava na pista, e que fez grande classificação, é o
mesmo que defendo por aqui há anos.

Subestimado.

O impaciente Max Verstappen sentiu.

Vettel parou e saiu para a vitória.

Hamilton ensaiou um ataque.

Medíocre.

O motor Mercedes esquentou demais no carro do inglês.

Na Williams de Lance Stroll também.

Eu disse num post abaixo que ninguém ultrapassa na F1.

A pole é tudo.

Ou quase.

A aerodinâmica da Mercedes impressionou no qualifying.

Nas 16 curvas de Albert Park Lewis abriu quase um segundo sobre Kimi.

Raikkonen descontou nas retas.

E a conta final ficou em sete décimos de diferença.

A Ferrari precisa fechar essa operação.

Williams e Force India expõem as fragilidades de seus projetos.

Não há unidade de força que faça milagre.

Note a importância do design.

Fernando Alonso executou o que se espera dele.

Entretanto não acho nada nessa McLaren.

Detalhes.

O fato de Bottas (que trocou cambio e mais meio carro após o acidente)
não ter escalado o pelotão de forma avassaladora foi um bom sinal para
os concorrentes.

Hamilton fora das pistas está uma pessoa insuportável.

Mais ou menos.

Mais.

É um dos maiores pilotos de todos os tempos.

Menos.

Pernóstico e intratável para os que o cercam.

A Ferrari lucrou de forma formidável na primeira etapa.

Precisa evoluir.

Pois a Mercedes virá com toda sua fúria.

Por fim.

Um comparativo de voltas mais rápidas.










23 comentários:

Vinicius Sena disse...

bem vindo de volta corradi! sobre a corrida, acho que a mercedes evidentemente tem um carro mto rapido quando está de cara pro vento, mas agoniza demais para ultrapassar. ferrari precisa evoluir um pouco pra permitir o alemão de disputar o titulo. mclaren já mostra um desempenho melhor que com as tristes unidades de potencia da honda, mas ainda precisa melhorar uns decimos, o que é normal, motor novo depois de 3 anos, precisa equilibrar o chassi, tem futuro. haas acabou jogando no lixo uma grande chance de p5 e p6.

Nuno Abreu disse...

Bem vindo! Adiante que está só començando...

Társio disse...

Bem vindo de volta Corradi!

Com o Halo nao dá para identificar os pilotos nos carros! Inacreditavel.

Sem mais!
Abç
Tarsio

* OBS - Corrida chata, e Vettel/Ferrari astutos na estratégia.

Jeferson Araújo Pereira disse...

1- Corradi, que bom que o seu blog não morreu.É muito legal ler comentários e análises originais, ao contrário do que vejo em muitos outros blogs, que são apenas traduções de revistas e sites estrangeiros.

2- Sobre o halo: eu odeio! Eu odeio muito!! Eu vou odiar para sempre!!!

3- Devido ao fato de Bottas e Ricciardo terem sido punidos, afetando suas posições na largada, o que vemos nessa primeira corrida não reflete totalmente a realidade. Mas Ferrari e Red Bull vão incomodar - e muito - a Mercedes.

4- Fora da pista: não sei o que dizer sobre o novo corte de cabelo do Vettel. Parece que alguns pagodeiros ficaram com inveja.

5- Eu queria escrever mais, mas tenho um vôo daqui a pouco, às 19:40, e já fiz o check in. Devo voltar a escrever só no dia 4 de abril.


Eric M. Souza disse...

No caso da Haas, o tempo de volta não significa nada, pois abandonaram cedo em 2018, com carro pesado ainda.

Plinio disse...

Ninguém ultrapassa...nao tem jeito de seguir o carro da frente! Precisam resolver isso. Mas tá difícil!!!

Fabrizio Salina disse...

Concordo plenamente com as observações dos colegas sobre o famigerado "halo"!!! Que porcaria, que heresia! Tratores. Transformaram a F1 numa competição do universo warcraft.

Corrida chata, só valeu mesmo pela novidade de início de temporada.

A sensação é que esses carros não foram feitos passa ultrapassar...

Interessante como a Hass tem feito um trabalho inteligente, de se valer o máximo possível do conjunto da fornecedora. A Williams deveria começar a pensar em fazer o mesmo com a Mercedes, pois a escolha dos pilotos apenas reforça a visão pequena do time. Massa deve ter sentido um alívio no sofá de casa!



Rafael disse...

Sim, concordo com vc sobre a McLaren, nada de mais. Porém se voltarmos a 2017, notamos que a McLaren começou o ano muito pior, só começou a melhorar a partir do GP da Espanha. Portanto acho que ainda terá uma melhora significante e se tornará a quarta força do grid, e com braço do Alonso, com uma quebra aqui ou ali, não me surprenderia um pódio em 2018.

Quanto ao Halo, também odiei com força! Matou a câmera onboard, a não ser que instalem ela em algum outro ponto que melhore isso.

Anônimo disse...

Concordo quanto ao Hamilton.
O carro 'modo festa' da pole precisa voltar pra prancheta quando perde.

'Queria tirar o sorriso da sua cara'
'Quem ri por último...'

Um péssimo perdedor e um vencedor pior ainda.

Liman

WilliamC disse...

Em 2017 a Ferrari iniciou com vitória e foi a mesma euforia...
Já esperava que a Mercedes conseguisse reverter os problemas do carro do ano passado, são bem competentes. São os mais fortes do grid, não me parece que haverá aquela alternância que havia em 2017.
"O fato de Bottas não ter escalado o pelotão de forma avassaladora foi um bom sinal para os concorrentes". Sim, de que estava difícil ultrapassar pra todo mundo.

Anônimo disse...

de onde vem as informaçoes sobre como HAM é no paddock? Teria informaçoes sobre os outros pilotos também?

Helio disse...

As informações nem precisam vir do paddock.
Basta ver as declarações dele.

Mais de 10 anos de F1 e ainda não cresceu.

Thiago R disse...

Vem do fato de que o nosso amigo dono do Blog é cego pela Ferrari.

Anônimo disse...

Resumindo:
O que o Hamilton tem de bom ele tem de mala.
Pensei que jamais haveria alguém pior que o Senna, mas estava errado.

Diogenes

Anônimo disse...

Quem ri por último, ri melhor.
Alguma hora o Hamilton vai ter que aprender isso.

Plinio

Emerson Vieira disse...

Bem vindo Corradi!
Mercedes impressionante(desde que esteja na frente) Ferrari sempre correndo atrás... do que precisam? De um novo Ross Braw e um novo Jean Todd? Ainda assim faltaria um Schumacher o que Vetel não é nem de perto... não acredito que possam ganhar títulos... nem Alonso conseguiu.
Mclarem precisando se encontrar, torço para que andem la na frente!

Fidel Miño disse...

Muita coragem do Luisinho, zoar rivais com o melhor motor e o Bottas de companheiro...

Rafael disse...

Verdade.

Atual tetracampeão do mundo, teve que ficar com cara de tacho no podium depois das besteiras que disse no sabado.

Assim como o Neymar, tem muito que crescer.

Anônimo disse...

Kkkkkk
O Ham disse que não atacou o Vettel porque queria poupar motor.
Todo mundo ouviu quando ele disse que ia atacar e todo mundo viu que ele errou. Sozinho.

O senhor é um fanfarrão senhor Hamilton kkkk

Pablo

Anônimo disse...

O pior cego é quem não quer ver.
É bem simples, na verdade.

Ashpool

Pablo disse...

Não gostei da forma como o Hamilton agiu no sabado depois do treino. Acho que ele desrespeitou um penta campreao como ele e ele não precisava disso. Vendo a indignação do pessoal do blog comecei a reparar as declarações dele nessa semana depois da prova.

Ele é mesmo muito prepotente, se acha demais. Não assume seus erros, culpa a equipe por tudo e ontem disse que a motivação dele é maior que a de todos os outros. Compararam ele com o Senna aqui, mas ele naor é tão bom quanto o brasileiro mas é muito mais mala.

Sei que ele faz sucesso com a maioria dos leitores daqui, mas, na boa, ele é mesmo antipático demais! Pernóstico até.

Se não cuidar da língua vai engolir muito sapo esse ano.

Eu ia gostar disso.

Rafael disse...

Fato!

Victor Gérard disse...

Eu sou fã de Fórmula 1, e fã do Hamilton, e não sou fã pelo que ele fala mas pelo piloto que ele é e pelos espetáculos que tem propocionado pra categoria desde que chegou na categoria, não me interessa muito o que ele fala, ele pode falar o que quiser, se preocupar isso é besteiras, afinal é até bom pra fórmula1 ter caras falastroes como ele, como ja foi James Hunt, Villeneuve e tantos outros... vi muitos reclamarem que os pilotos pareciam robôs e bla bla bla... e agoram reclamam do Hamilton porquê ele fez piadas com o Vettel e ta provocando o rival, isso fa parte do jogo psicológico que é muito normal na F1, vamos falar das corridas o que acontece nas pistas, oq ele fala é problema dele, e nada do que ele falar nas entrevistas vai interferir nos resultados das corridas.