terça-feira, 28 de agosto de 2012

Perfeição



















Não basta repetir.

Às vezes ainda é preciso melhorar.

6 comentários:

Carlos Del Valle disse...

S da Piscina, um dos grandes momentos do ano, dá para sentir a velocidade como em poucos lugares

Rodrigo Keke disse...

Esse é o lugar onde todo piloto de F1 e seu bólido podem se considerar sambistas, olha o molejo!

Cardozo disse...

Corradi,

estas GIF´s animadas me dão enjôo! :o)

Velocidade? Vocês precisam ver os carros vindo a milhão no final da reta de Interlagos e freando para o "S" do Senna.

Interessante que nos treinos de sábado (ano passado, se não me engano) choveu e ficou bem fácil notar a diferença de velocidade dos carros na pista seca e molhada. Somente ao vivo consegui perceber que a diferença é bastante grande.

Por fim, a insanidade: Mais uma vez, no final da reta dos boxes, após a largada, um carro vem "comendo" o outro sem dó nem piedade. Rapidíssimos, tanto em velocidade quanto na mudança de direção, achando as brechas para as ultrapassagens e a melhor posição para a tomada da primeira perna do "S" do Senna.

Fora o barulho. E o cheiro...

Somente ao vivo para se perceber certas coisas que são fantásticas na F1.

Para quem gosta, é preciso ver ao vivo pelo menos uma vez na vida.

Abraço!

Peter

Rodrigo Keke disse...

Peter, imagino como deva ser!!

Mas concordo com o Carlos Del Valle. O S da piscina entrega uma sensação de velocidade absurda, por ser um S apertado, com muretas e guard-rails bem próximos, e os carros dançarem o samba do crioulo doido pra cruzar o trecho a 230 km/h.

Daniel Médici disse...

Imagina antes, quando as zebras eram mais altas e os guard rails estavam colados nelas...

Luís Almeida, Portugal disse...

O Daniel Médici tem toda a razão. Por incrivel que pareca, o Monaco já foi mais do que é agora. Em vários locais os rails estavam mais perto, a pista era mais apertada, a necessidade de precisão ainda maior, o desafio mais complicado, as probabilidades de tudo dar certo muito mais reduzidas.