terça-feira, 19 de março de 2013

Independentes


























1984.

Acima estão exemplos das pinturas usadas pela Tyrrell naquela temporada.

Inclusive chegou a correr com dois carros usando cores totalmente diferentes
numa mesma prova.

Certo.

Os melhores dias da equipe haviam ficado no passado.

A estratégia de corrida era baseada em pequenos golpes.

Ao invés de desenvolver o carro o time procurava brechas nas regras.

Tempos bicudos.

E qualquer dinheiro era bem vindo.

Mas essa coisa de correr com carros carregando patrocinadores diferentes
pode ser uma boa.

Ideia já adotada pela Indy.

Facilita a identificação do piloto e valoriza a marca.

Outra vantagem.

Poder variar as propostas.

Exemplo.

Com dificuldade em arrumar um apoio de 20 milhões de Euros, uma escuderia
poderia oferecer duas cotas separadas de 13 ou 15 milhões em cada carro.

Interessante?

Daria certo?

Falta abrir o regulamento para essas alternativas.

18 comentários:

mattaum disse...

A BAR tentou isso em 99 e a FIA não deixou. Uma pena, seria interessante de se ver.

Blog do Can Am disse...

A BAR teve sua proposta de dois carros diferentes em 1999 miseravelmente negada por Bernie Ecclestone. Acabou apelando, colocando as duas pinturas ao mesmo tempo em seus carros, uma de cada lado.

Um abraço,
Danilo Candido.

Ron Groo disse...

Eu não gostaria de ver equipes com carros diferentes, por outro lado, resolveria o problema do jogo de equipe.
Queria ver a equipe mandar um piloto dar lugar ao outro e descontentar os patrocinadores deste...

Rico Costa disse...

isso também inibiria o jogo de equipe, já que cada patrocinador vai querer ver o carro de sua marca na frente.

Verde disse...

Daria certo, sim. Não foi à toa que a Andretti Green chegou a ter um império de quatro carros competitivos pilotados pela impecável turma Kanaan-Franchitti-Wheldon-Herta.

Mauricio Beniacar disse...

Lembro de ser moleque e adorar essa pintura da BAR. De um lado o azul e amarelo da 555, e do outro branco e vermelho da Lucky Strike. Não entendo nada de cigarros, mas pra mim eram 2 marcas diferentes da mesma empresa. O que eu mais gostava mesmo, era que a maneira que a equipe usou para juntar as pinturas foi um ziper!

Anônimo disse...

Eu, particularmente, acho ruim a idéia de carros da mesma equipe com pintura diferente... fica igual à Indy, muito carnavalesca para o meu gosto... e como eu odeio carnaval...

Poderia até ocorrer a situação de carros com pinturas iguais e equipes diferentes... isso sim seria um "carnaval"...

A identificação de cada piloto sempre foi feita ou pelo número do carro ou pelo seu capacete. Os números estão cada vez menores e os capacates cada vez mais são trocados a cada corrida (outra coisa de que eu não gosto).

O melhor seria deixar um espaço maior reservado para o número. Simples. É que hoje em dia não há a necessidade do número ser visível, porque o carro é identificado por um sensor eletrônico e não por alguém com um cronômetro na mão...

Bom, mas isso é apenas minha opinião... não sei como "pensam" as equipes, se como eu ou como a BAR de 1999...


um abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

Acho que sou mais tradicional nesse ponto, gosto mais da ideia de ter dois carros da mesma equipe com a mesma pintura e os mesmos patrocinadores.

by TW

Rodrigo Felix disse...

Seria interessantíssimo mas a frescura da fia n deixa...

juniorcaixote disse...

O Verde lembrou bem. Me lembro de ter visto também carros da Newmann-Hass com cores diferentes... Vermelho e preto, com Michael Andretti andando no preto... O do carro vermelho não me lembro.

André A. S. disse...

Lembro de um GP do Brasil, se não me engano em 2008, que a Red Bull correu com carros totalmente diferentes, não? Coulthard, que não passou do S do Senna, usou um carro branco do Wings for Life, enquando o Webber foi de normal!

Marques disse...

Vendo a foto por cima, se o cara batesse a uma velocidade muito alta, tchau. Proteção zero.

Anônimo disse...

E já que o Corradi citou os tais "pequenos golpes", faltou dizer do esquema de bolinhas de chumbo no tanque de combustível com o intuito de burlar o regulamento, o que causou a punição da equipe naquele ano. . .
Zé Maria

Carlos Gil disse...

A maior parte das equipas de F1 está muito perto da falência técnica, sendo que algumas talvez já o estejam, pelo que tudo o que possa contribuír para o orçamento será bem vindo.
Não me desagrada a ideia de ter decorações diferentes na mesma equipa, seja com os mesmos patrocínios ou com patrocínios diferentes, apesar de que nesse caso seria interessante de imaginar a gestão do "jogo de equipa".
Desde que deixem o número do carro bem visível e que permita a sua fácil identificação para o público, eu aceito qualquer tipo de decoração.
Mas o ideal seria conseguirem a sua sobrevivência financeira reduzindo "realmente" os custos da F1, os quais estão perfeitamente estratosféricos, e apenas ao alcançe de duas ou três equipas.
A seguir deveria ser alterado em favor das equipas o sistema absurdo da repartição dos proveitos, que apesar de todas as alterações feitas nos últimos anos, continuam a ir na sua maior parte para a entidade gestora: Bernie E. & sus Muchachos.
O Bernie sabe que o sistema tal como está vai afundar, e que ele não é eterno, pelo que vai continuar o saque por tanto tampo quanto puder, até que um outro fique com o "privilégio" de apagar as luzes e fechar a porta do circo.
Bernie ficará como o mago que fez o "Negócio F1", o próximo ficará como a besta que o afundou.
Mas já estou a fujir do tema, pelo que fico por aqui.
CG

Anônimo disse...

Ao juniorcaixote: quem pilotava o vermelho era o Cristian Fittipaldi.
Abs.
Zé Maria

Anônimo disse...

Apenas uma pequena contribuição:

O acidente de Martin Brundle, no GP de Mônaco 1984 (o mesmo da Foto 2 do post):
==>> http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=TzJM93JZ8y8
==>> http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=mMbK47aQPQ0
==>> http://img70.imageshack.us/img70/1488/1984martinbrundletyrrelwb5.jpg
==>> http://i141.photobucket.com/albums/r41/tysoe4/other%20pictures/1984_01_Brundle_Monaco_03.jpg

E as pinturas diferentes da 'Tyrrell 012' em 1984:
==>> http://www.smcars.net/forums/attachments/blueprints-donation/144446d1359933564-formula-one-grid-1984-012s.jpg


outro abraço,
Renato Breder

Juanh disse...

Bellísimo el de Brundle en Mónaco; recordaba sólo el negro de Bellof.
Abrazos!
http://juanhracingteam.blogspot.com.ar/

juniorcaixote disse...

Obrigado, Zé Maria! Desta eu realmente não lembrava, pois eu sempre torci pro Gil de Ferran.

Valeu!