quinta-feira, 22 de maio de 2014

Rascunho com Tacos






















David Purley na F1. 1973.

Interessante.

Ao soltar ao vento que algumas equipes estão sondando Romain Grosjean, a
Lotus por tabela valoriza o trabalho da Genii Capital.

A empresa de investimentos mostra que fez uma aposta correta (apesar dos
sinais contrários) ao acreditar no piloto francês.

A comunicação aqui visa acalmar alguns acionistas sobre as decisões do comando.

Principalmente em relação ao dinheiro.

A mensagem é clara: "confiem em nós!"

Gene Haas pretende desembarcar na Fórmula 1 com uma equipe  mais que
modesta.

O número de integrantes deverá ser inferior ao da Caterham e Marussia, por
exemplo.

OK.

Vale notar que Haas escolheu seu caminho.

O americano está olhando para o México.

Para seus pilotos e patrocinadores (Perez? Gutierrez??).

"Mas você disse que ele não viria no ano que vem!"

Sim, porém ele está se ajeitando para vir.

Mea Culpa.

As coisas mudam na categoria máxima do automobilismo.

Mesmos as improváveis.

Haas está sem tempo (para uma proposta competitiva) e pessoal (quantidade e qualidade)
direito.

Vai ser aquilo...

Na verdade é mais para abrir a firma e tentar estrear realmente em 2016 (aí sim)
com um desenvolvimento real.

Talvez deva cumprir de forma obrigatória (contrato) o passo inicial na próxima temporada.

Até o final de agosto ele deverá anunciar seu modelo final (chassi e motor).

Ainda.

Em Barcelona, Hass teve seu nome ligado à Lotus.

Um boato do paddock.

Registrado porque a gente não esconde nada.

Por fim.

Newey e Ferrari?

Como eu disse...

3 comentários:

Tiago Oliveira disse...

USF1 2.

Gambiarra

Muitas declaracoes e pouco trabalho.

Eles tem que aprender MUITO com o método europeu de trabalho. Os japoneses que o digam.

Renato Santos disse...

Tá nojento! Esnobando nas informações. Ao contrário do meu antiogo Autorama, você tem bons contatos, meu guri.
Registra aí que a gente curte por aqui!
Tuta

Anônimo disse...

Corradi, maior clareza, sim? Dizer pela metade deixa seus leitores confusos. Eu pelo menos.