sexta-feira, 23 de maio de 2014

Puro


























"A coisa mais irritante que já aconteceu comigo, na F1, foi guiar o Grande Prêmio 
de Mônaco de 1972 com chuva.

Normalmente, a gente não gosta de guiar com chuva; deixa de ser esporte e passa
a ser loteria.

É como guiar um carro de passeio em dia de temporal, sem limpador de pára-brisa
e com o vidro embaçado.

E naquele dia, em Mônaco, caía tanta água que eu não via nada.

Eu me lembro que tinha de fazer uma bendita curva…

Não sei bem o que havia, mas meu carro estava com problemas.

Por três vezes seguidas, quando eu ia virar o carro não obedecia, seguia reto; eu
tinha que parar, dar marcha à ré, e voltar à pista.

Então eu pensei: puxa, que situação besta.

Todo mundo deve estar pensando:

 “Lá vem aquele louco que não gosta de fazer a curva”.

Trecho de uma entrevista concedida por José Carlos Pace à Veja em 1975.

No site do amigo Verde você poderá ver ela completa dividida em duas partes.

Clique aqui.

Um bom exemplo do que era o automobilismo nos anos 70.

Um comentário: