sexta-feira, 21 de novembro de 2014

As Sete Conquistas de Vettel















































Sebastian Vettel.

A trajetória meteórica deste piloto alemão é impressionante.

E o que mais surpreende é que a cada temporada há uma evolução.

Um novo patamar.

Defino como conquistas.

São sete vitórias dentro da Fórmula 1.

Vem comigo.

A primeira se dá na BMW Sauber.

Voltamos ao ano de 2006.

Estreia de Vettel na categoria máxima do automobilismo.

O sonho de qualquer piloto.

Na época, o mais jovem de todos os tempos.

Simbólico.

Inaugurando uma nova era

A segunda conquista acontece na Toro Rosso.

Depois de ganhar a vaga do americano Scott Speed.

Vettel cruzou em primeiro lugar no Templo de Monza.

A vitória na Itália com motor Ferrari, a primeira da carreira, marcaria o
piloto para sempre.

Dissipando qualquer dúvida e o levando direto para a titularidade no time
principal: a Red Bull.

E a terceira, a quarta, a quinta e a sexta conquistas viriam justamente ali.

Claro.

Falo dos quatro títulos mundiais.

Vettel assumiu o papel de protagonista e não deu em nenhum momento
espaço para que Mark Webber ou qualquer outro membro da escuderia
do energético tivesse qualquer dúvida sobre isso.

Reinou absoluto durante quatro temporadas.

E a sétima?

O que seria depois de um ano em que (olhando a pontuação do campeonato)
seu companheiro o derrotou de forma tão clara?

A sétima conquista se chama Ferrari.

Vettel controla toda a sua carreira.

Não possui empresário.

Sabe bem o que quer.

Principalmente onde quer chegar.

O sonho de defender a Scuderia Italiana estava claro.

A realização deste casamento é a conquista.

Só defende o time vermelho aquele que prova ser grande.

Digo sobre aqueles que assumem a posição de primeiro piloto.

Da estrela.

É uma linhagem diferente.

Do exterminador Michael Schumacher.

Do determinado e talentoso Fernando Alonso.

Para chegar lá, com esse tratamento, é preciso ser provado.

É necessário ter mostrado certo valores.

Qualidades.

E Sebastian Vettel entra pela porta da frente de Maranello.

Um feito.

Por ser o sonho de dez entre dez pilotos.

Ou você acha que Felipe |Massa e Rubens Barrichello suportariam tantas
humilhações para continuar lá se fosse outra equipe qualquer?

A Fórmula 1 não existe sem a Ferrari.

E nos próximos anos é Vettel quem vai mandar na Scuderia.

Grande conquista.

A sétima.

E, por ser o resultado da soma de todas as outras, quem sabe a maior de
todas.

31 comentários:

FMS Farmaco disse...

Tiro no pé.

Anônimo disse...

Não embarca nessa, Vettel fez a pior escolha possível para sua carreira. Ele não terá um carro competitivo na Ferrari. E só entrou na Ferrari porque o Alonso saiu, foi como um tampão, mas o pior foi ter saído pela porta dos fundos na RedBull.
Ricardo Mo.

Jefferson disse...

Lembremo-nos caros amigos que em 1996 os vermelhos também eram péssimos!
Mas esqueçam as comparações.
Como o Corradi bem disse, Vettel cuida de si só, não tem Briatore/Brawn/Tod a tira colo. Agora, se tiver Newey complica!

Jeferson Araujo Pereira disse...

Sobre o tetracampeonato, é sempre bom lembrar: Mark Webber não era/é piloto.Mark Webber era/é apenas um motorista.Se os companheiros de Vettel fossem, por exemplo, Alonso ou Hamilton, o tetracampeonato não aconteceria.

Tudo leva a crer que a Mercedes continuará com o melhor carro em 2015 e 2016.A Ferrari precisa fazer um milagre para voltar a vencer corridas nos próximos 2 anos.

Anônimo disse...

Mostrou ser moleque com a postura que teve com a Red Bull, a empresa que lhe deu tudo. Sai pela porta do fundo da cozinha. Ser ambicioso é diferente de ser emocionalmente cego e é isso que mostrou. Na Ferrari provavelmente nao consiguirá muita coisa. A empresa é ruim. É mal gerida. É mal organizada.

E até hoje nao entendo o porque de ser tao cobicada. Acredito que só pelo fato de ser a mais antiga do gride e presente desde o comeco da F1.

Anônimo disse...

Só foi para a Ferrari, depois da longa abnegação, indecisão de Alonso. Pois Ferrari pretendia continuar com ele.

Na atual fase da Ferrari, me parece um tiro no pé.

Humberto Corradi disse...

Amigos

Alonso foi desligado da Ferrari. Ou se quiser, demitido. A Scuderia Italiana escolheu Vettel para o futuro. Isso desde junho. O espanhol procurou vagas nas outras grandes e achou somente na McLaren.

Ricardo disse...

Ok, Vettel é fodão tal e coisa, coisa e tal. Mas é de se perguntar: tem corpo técnico e diretivo para tamanha empreitada? A minha impressão é que tem muito business e pouco cuore.

Robison Filippi disse...

Acho melhor esperar, vettel e ótimo piloto, mas a maior provação esta por vir.

эф disse...

"A pior decisão possível!"

Foi o que disseram do Schumacher em 1995.

Silvestre Zanon disse...

Os títulos, sejam eles contra quem for, têm seu valor.
Salvo raríssimas ocasiões, todos os grandes títulos foram conquistados tendo como companheiros de equipe pilotos de capacidade inferior.

Isso, a meu ver não é demérito pra ninguém.

Ron Groo disse...

Sensacional!
E na BMW ele conseguiu seus primeiros pontos também? não me lembro.

Marco disse...

O Alonso? Se não fosse a Mclaren ninguém o queria...

Anônimo disse...

Vale lembrar que o Vettel estreou nos EUA em 2006, mesmo com o antebraço quebrado e marcando seu primeiro ponto na sua estréia (quando ainda somente os seis primeiros marcavam pontos).
É um fora de série!

Leandro Santos

Társio disse...

Bom,

O Sebastião terá um longo caminho pela frente. Agora é aguardar alguns anos para podermos comprovar que Michael Schumacher é único. Que os demais nunca serão!

Alex disse...

"Vale lembrar que o Vettel estreou nos EUA em 2006, mesmo com o antebraço quebrado e marcando seu primeiro ponto na sua estréia (quando ainda somente os seis primeiros marcavam pontos).
É um fora de série!"

Errado, em 2006 os 8 primeiros marcavam pontos.

Eric Musashi disse...

Mark Webber não era piloto. Cada coisa que eu leio por aqui. O cara bateu Alonso na F3000, foi melhor que Alonso na Minardi, quase fez pole de JAGUAR. Ele é outro Nico Rosberg. Um cara que se não for dizimado, dá trabalho.

Daniel Chagas disse...

Que a Ferrari é um mito, tem história na Formula 1, tem mais fama etc tudo bem, mas acho que a oitava conquista de Vettel pode não vir pois a Ferrari se tornou uma draga de equipe. Arrisco a dizer que se Vettel conseguir um título pilotando os carros vermelhos já vai estar no lucro, se conseguir.

Alfredo Aguiar disse...

Interessante:

Como é difícil para os fanáticos pelo espanhol, aceitar que foi o contrário. A ferrari deu um pé na bunda do espanhol quando recebeu um Ok do Vettel.

O Vettel deixou o Ricciardo passear para usar a cláusula de performance e poder sair sem problemas, agora que não precisa mais, tá andando na frente do Australiano.

F1 é business, a Red Bull não exitaria em manda-lo embora se aparecesse outro melhor.

Vettel correria onde quisesse. As portas da Mercedes estavam abertas para ele e a McLaren preferia ele ao espano.

O Fernando não cansa de dizer que corre onde quiser. Esqueceu de combinar com os russos.

A McLaren vai gastar mais dinheiro, terá que contratar um time de bombeiros. O fogo vai pegar por lá. O primeiro que dança é o Boulier. O espanhol frita ele em meia temporada.

Magnussem deve ficar, mas com um novo contrato, ou aceita ou sai. §1: O cara do lado na garagem: "is faster than you" mesmo que esteja mais lento.
§2: O cara do lado na garagem se classifica melhor que você, se isso não acontecer naturalmente você vai "pedir" pra trocarem o lacre do seu câmbio.
§3: O cara do lado na garagem pode falar mal de você e da equipe, você tem que dizer que ele é o máximo. (Quando sair da equipe você pode descer a lenha nele)

Fábio Mota disse...

Dois comentários. Vettel era terceiro piloto da BMW em 2006 mas apenas correu sua primeira corrida em 2007.
E diferente do que Leandro Santos disse na época 8 pilotos marcavam pontos.

Anônimo disse...

Vettel é monstro, o pessoal pega no pé, como podem duvidar de um tetra? (se for questionar titulos, eu tirava um do Prost, dava um pro Senna, campeões sem vitórias durante a temporada em que se consagra na historia e campeonatos perdidos por problemas mecanicos... a vida deriva de acordo com a relatividade dos fatos, e assim se consumam os mesmos). Torço por ele.
A Ferrari...é animal, quem não queria ter uma??? quem não queria guiar uma de de corrida??? ele vai ter o prestigio do lugar de maior glamour da F1, mesmo que não seja o melhor em termos de desempenho.
Vou voltar a torcer por um carro da Ferrari (não gosto do Alonso, assim como torcia contra o Schumacher, apesar de reconhecer que é um gênio no voltante). Não gosto de jogo de equipe, e ela faz sem disfarçar, mas é sempre um dos carros mais bonitos no grid e terá o tetra guiando, o recordista, e acho que a eficiência é sinônimo de sucesso. Em numeros, ele é melhor sucedido que qualquer brasileiro que já pilotou (meus idolos).


abraços, Rafael

Paulo Heidenreich Jr disse...

A partir de agora torcerei muito contra Vettel e sua carroça vermelha..

Anônimo disse...

Tem que atualizar o post. Tiro no pé esse post e sua resposta. Mattiacci contratou Alonso depois que este chutou a Ferrari. Chupa essa Corradi!
Ricardo

TW disse...

Só uma pequena correção: em 2010, Vettel teve seus momentos de protagonista sim dentro da equipe, mas apesar do time sempre o ver desta forma, nem sempre ele de fato o foi.

Tanto que na última corrida do ano, era Webber quem mais tinha chance de tirar o título de Alonso. Quis o destino, porém, que fosse o alemão. a partir dali, então, ele deu uma surra no companheiro.

Anônimo disse...

"Webber era motorista". Santo Cristo, cada coisa que tenho que ler!

João Paulo

Anônimo disse...

Alfredo,
Desde quando Vettel andou na frente do Ricciardo? Classificou atrás, largou na frente e terminou atrás.
A Ferrari não demitiu o Alonso, e ao que parece Vettel que foi contratado para ser tampão do espanhol. Ricciardo, ao menos, mostrou que a RedBull continua um belo carro, não foi grande negócio pro Vettel trocar de equipe.
Interessante. Você acha mesmo que Vettel usou cláusula de mal desempenho em favor próprio? Seria muita canalhice depois de tudo que a RedBull fez por ele, não há maneira de sair mais pela porta dos fundos que assim, ninguém leva pau por querer, pergunte ao Kimi.

Clube do Fusca de Áurea disse...

será que o casco do capacete do Vettel, na Ferrari, ainda preservará o desenho das latas de Red Bull?

Jefferson disse...

Gostei do ponto de vista do Alfredo Aguiar. Mas acho que a cláusula de desempenho poderia ser contestada, afinal a Red Bull tem 3º dentre os pilotos e 2º em construtores.

Quanto a Mclaren, e se esta mudar de idéia? Button não se estranharia com Alonso?
A propósito, no meu entender a decisão só não saiu ainda porque Ron Denis está tentando convencer a Honda a fazerem 3 carros!

No mais aguardamos ansiosamente o post do 2º raio atualizado!

Abraço!

S.A.C disse...

CADÊ VOCêêêêê? QUE NUNCA MAIS APARECEU AQUIIII

LEWISSSSS HAMILTONNNNN BI CAMPEÃO DO MUNDO

"bERnie aposta em Nico como campeão"

Lewis é instável emocionalmente e se distrair

"Estamos juntos bernie"

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Carlos knöpfelmacher disse...

Excelente post Humberto!
Yo creo que es asi como decís, FA fue dimitido y SV fue contratado y lo grande!

Clube do Fusca de Áurea disse...

Vettel fez eu agradecimento a equipe em seu capacete; a equipe fez o mesmo no chão do box.
Não li nada a respeito de Ferrari-Alonso.