quarta-feira, 22 de julho de 2015

Rascunho Triste
























Foi uma tragédia a morte de Jules Bianchi.

Piloto da academia Ferrari, poderia ter se tornado companheiro de Sebastian
Vettel.

O piloto francês se tornou o produto ideal projetado pela escola da Scuderia
Italiana.

Um novo Barrichello.

Um companheiro para estrela da tropa.

Era a ambição dos italianos após se verem em apuros quando a mola atingiu
a cabeça de Felipe Massa.

Triste ver um jovem piloto perder a vida assim.

Vida que segue.

Na Itália dão como certa a ida de Valtteri Bottas para Ferrari.

E existe muita especulação sobre quem será o companheiro de Felipe Massa
na Williams.

Uns lembram de Nico Hulkenberg (hoje? Difícil).

Outros falam na ideia de uma parceria com a McLaren emprestando uma
de suas jovens promessas.

O nome de Button surge também.

Porém quem corre (forte) por fora é Felipe Nasr.

Novo (do jeito que a turma de Grove gosta) e ainda por cima com um bom
patrocinador.

Pode haver guerra.

Pois a Sauber já começou a cavar suas trincheiras.

Por fim.

Monza fora do calendário parece uma coisa sem pé nem cabeça, não?

Mas aí eu descubro que existe um projeto de Hermann Tilke para recuperar
o circuito de Ímola.

Ligou os pontos?

6 comentários:

Rafael Vieira disse...

Ou Seja, Tilke vai querer fechar o circuito por algum tempo para destruí-lo e a F1 ficaria fora para as reformas. Quanto ao finado Jules, é chato demais. Eu jurava que Ratznberger e Senna haviam sido os messias da F1, mas a F1 ainda mata. Que o rapaz no qual um dia eu vi ser campeão do Kart das Estrelas em Floripa e teve seu titulo retirado por "irregularidades", descanse em Paz e jamais seja esquecido, pois após todos os erros absurdos como trator, luminozidade e sinalização, esses sim foram responsáveis pela tragédia, não o rapaz.

Renato Santos disse...

Gosto de suas escolhas de palavras: Recuperar o circuito de ímola. Ela tem um belo relevo, subidas e mergulhos, pergunta pro Prost...

Al Unser Jr. disse...

Acho que o HT já terminou em Imola a parte de pista. Pode ser coisa de boxes etc.

Agora, o que há de novo é que a F-e poderá correr lá, usando uma parte da pista.

De qualquer forma, era melhor ter Monza e Imola e não uma ou outra.

Marcos José disse...

E porque não Pascal Wehrlein na Williams? Felipe Nasr só iria se a Sauber achar um piloto com "bolsos cheios de dinheiro" para o substituir (talvez um Lance Stroll da vida); Button (que pode se substituido pelo Vandoorne na McLaren em 2016 e talvez o seu destino seja mesmo a Haas) e Hulkenberg (por ser alemão igual ao fornecedor de motor) correm por fora. A FIA abriu novas inscrições para entradas de novas equipes (e também para um novo fornecedor de motor...será que teremos novidades!! veremos...) visando a temporada 2016-2017 o prazo final se encerra em 30 de Julho. A ideia (sobre Monza e Imola) inicial seria um rodizio entre as pistas para "baratear" o custo de se manter a etapa italiana no campeonato.

Diogo Moura disse...

Bianchi tinha potencial para ser bem mais que um escudeiro, acho que você superestima o Vettel demais, pergunte ao Ricciardo.

Ron Groo disse...

Tilke mexer em Imola?
Pois é... Nada é tão ruim que não possa piorar.
Depois que mataram a Tamburello, já tinha ficado sem graça.