domingo, 1 de novembro de 2015

Rascunho Viva!












































Valeu!

Somente o governo mexicano colocou mais de 200 milhões de dólares para que
a Fórmula 1 retornasse ao México.

Aposta correta.

Foi lindo de ver.

Foram 112 mil pessoas no sábado.

No domingo, quase 135 mil!

Eu sei.

Um piloto local faz toda a diferença.

Penso que, nas mesmas condições, a Argentina também seria um espetáculo.

Lembrei que já vi festa maior no Brasil.

Muito maior.

Ah, se Sergio Perez vencesse...

No entanto quem ganhou foi Nico Rosberg.

Com pole e volta mais rápida.

Antes de tudo, Toto Wolff abriu o bico.

Liberado.

"Já vencemos tudo. Podem brigar até a morte. Podem se tocar!"

Não chegou a tanto.

A verdadeira diferença foi o setup de Hamilton e Nico.

Cada Mercedes tinha o seu bem diferente.

E Hamilton que disse querer ficar na categoria máxima do automobilismo até
2022!?!

Abaixo temos uma imagem poderosa.


























Donald Mackenzie ao lado de Bernie Ecclestone.

Se alguém não conhece, Donald é fundador da CVC Capital Partners e o
verdadeiro dono da Fórmula 1.

Aproveitando a terra nova, Williams, Manor e Lotus deitaram e rolaram com
patrocinadores locais em seus bólidos.

Lotus que (sem saber do futuro) desenhou dois carros para a próxima temporada.

Um com a unidade da Renault e outro com a da Mercedes.

O problema da equipe negra é dinheiro.

Entenda.

Os alemães não vão devolver nada do que já receberam.

O medo é que a Renault coloque na mesa um valor menor que o esperado.

E é necessário cobrir o que foi investido pelos membros da Genii Capital até aqui.

Os franceses parecem dar o negócio como certo.

A saída de Bob Bell da Manor é uma das pistas.

Ele está indo para Enstone a mando da marca do diamante.

Assim como o acordo da Mercedes com a ex-Marussia.

(substituindo a Lotus no portfólio de clientes)

Falando nisso, a Red Bull pode usar o motor Renault.

Mas os caras do energético, além da unidade de força, vão ter que pagar
pela língua grande.

Pedido de desculpas em dinheiro.

Alguém disse dinheiro?

Confirma aí que Esteban Gutierrez colocou a bagatela 20 milhões de euros
na Haas.

Ferrari.

Vettel foi brilhante até aqui.

Hoje errou e se desculpou com os outros membros da Scuderia Italiana.

Raikkonen se meteu com um Bottas que parece ter comprado a briga.

Não falo de culpa.

Mas o recado do piloto da Williams foi dado.

Não posso omitir que Valtteri e Kvyat foram excelentes no autódromo Hermanos
Rodriguez.

Por fim.

Você sabia que a empresa de Valentino Rossi cuida do marketing de
Marc Marquez?

O mundo é cinza.
















8 comentários:

josé ribeiro disse...

red bull vai de renault ano que vem e audi em 2017

Marques disse...

Set up de Hamilton era baseado em ser mais leve com os pneus, conservando-os mais. Nico foçava mais os pneus. Portanto, a liberação do Toto Wolff é uma grande balela, sendo que se isso fosse verdade teria deixado Hamilton na pista, atendendo ao pedido do piloto. Nessa caso Nico com pneus mais novos se aproximaria, mas dificilmente passaria.
Entendo a decisão da equipe, mas não tem essa de liberação.

Anônimo disse...

Adorei o poster de 1986, mas não reconheço todos.
Prost, Rosberg, Mansell, Piquet, Patrese, Senna, Boutsen, De Cesaris, Alboreto, Verstapen. Nem metade...

Marcos José disse...

Os capacetes pela ordem: Prost, Keke Rosberg, Brundle, Streiff, Mansell, Piquet, Patrese, Warwick, Dumfries, Senna, Jonathan Palmer, Jones, Tambay, Danner, Boutsen, Fabi, Berger, Ghinzani, Berg, De Cesaris, Nannini, Arnoux, Alliot, Alboreto, Johansson e Rothengather. A "crise" da Manor é que a cúpula esportiva (John Booth, Graham Lowden e Bob Bell) "querem" a Mercedes (que compraria 60% das ações da equipe inglesa) como sua fornecedora de motores mas o dono da equipe (Stephen Fitzpatrick) disse "NÃO" (a ideia dele é manter a Ferrari pra 2016, daí a "ameaça" de pedido de demissão pelos 3)!! A associação Diageo-DaimlerAG (Johnnie Walker & Aston Martin) na compra da Force India será a salvação da "lavoura" para Vijay Mallia (era tudo que ele queria...)!! Não estranhe se a Cepsa e a Nova Chemical não aparecerem mais nos carros da Toro Rosso pra 2016 (a Aabar que é a dona destas marcas, parece que desistiu da idéia de querer "comprar" a equipe italiana)...

Renato Santos disse...

Ah, rascunho quase todo dia, DILIÇA!
Abraço!

Renato Santos disse...

Os comentários enriquecem o post! Este blog é o melhor! Obrigado, crianças!

Társio disse...

Na Mercedes nada está Liberado.

A nova missão após vencer o mundial de construtores e o de pilotos parece ser reestabelecer a confiança de Rosberg. Querem até calar o Lauda para isso! Hamilton poderia ter vencido a prova se não tivesse feito o ultimo pitstop (Bahrein, 2014). Mas optou por cumprir a recomendação (para não dizer ordem...) da equipe.

Não o fez para não comprar mais uma briga, sendo que os mundiais de pilotos e construtores já estão no bolso. Fico pensando o que fariam Senna, Schumacher ou Vettel?

Abç
Tarsio

Marcos José disse...

Ainda sobre os capacetes...uma correção: não é "Rothengather" e sim "Rothengatter" (me perdoem pelo erro)!! Bob Bell já está trabalhando em Enstone (sede da ex-Lotus e que futuramente será da Renault), depois de sua demissão da Manor...