terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Pequenas Passagens



























Interessante.

Ron Dennis sempre quis contar com Michael Schumacher em suas fileiras.

O vácuo da saída de Ayrton Senna precisava ser preenchido.

Porém a Ferrari sempre foi mais atraente e sedutora aos olhos do alemão.

Mesmo quando o piloto fez seu retorno, a McLaren ainda  tentou formar um
dueto curioso anos depois.

Schumacher com o noviço Lewis Hamilton

Nada.

Frustração.

Apesar dos recursos abundantes oferecidos!

OK.

Aceitemos.

Existem coisas que não devem acontecer.

4 comentários:

Renato Santos disse...

Alguns predicados precedem Dennis. Talvez por isso.

Eu vi em algum material que ele referia-se à cabeca-dura e algumas reações de Senna como "sul-american, bound guy", como que preso à herança genética que os povos de países-economias em formação supostamente compartilham. Dennis sabe como estragar um bom ambiente.

David Félix Krapp disse...

Corradi, na época de ouro da McLaren/Mercedes eu sonhava com uma dupla Schumacher e Hakkinen, imagina só...

Também pensei que a Mercedes iria chamar ele em 96/97 quando ela finalmente assumiu suas origens, já que antes quando equipava a Sauber utilizava e denominação Ilmor sendo que a fabricação era descaradamente Mercedes...

Pena que nunca aconteceu...

Pedro Rebelo disse...

felizmente nunca aconteceu! a minha equipa favorita com o piloto que mais detesto? nunca

Jefferson disse...

Exatamente Pedro Rebelo.
Corroboro suas palavras.