terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Pequenas Passagens

























Imagine o meio da temporada de 1975.

Lord Alexander Hesketh procura a Ferrari e pede permissão para usar a casa
da Scuderia Italiana como local de teste.

Tudo foi acertado.

E pago, claro.

Naquela altura, a condução de Hunt já despertava algo mais que curiosidade.

A turma de Fiorano quis ver de perto o que James seria capaz de fazer.

As testemunhas ficaram surpresas.

Havia uma festa!

E além disso apenas a certeza que a fumaça, (ilícita) que subia ao redor do carro
parado, nada tinha a ver com motor, óleo ou borracha.

3 comentários:

Fidel Miño disse...

♫Ele só quer, só quer se relaxar♪

Anônimo disse...

Um dos melhores posts do F1 Corradi até agora!
Deixando de lado a tecnicalidade e mostrando mais o lado excêntrico. . .
A turma do Lorde Hesketh deu uma bela de uma sacudida no stablishment vigente.
Coisa que a Red Bull das vitórias também meio que fazia à seu modo. . .agora na época das vacas magras deu uma minguada.
Em tempo, esse March 731 era lindo de viver!
É nessa imagem em negativo então!
Zé Maria

Ituano Voador disse...

hehehe... queria muito ver a cara do Velho quando se deparou com o fumacê da Maria Joana... rsrsr
Abs