terça-feira, 7 de junho de 2016

Williams Negocia























Sobrou um!

A briga (sim, isso mesmo) por uma vaga na Williams está acirrada.

Os que estão lá não querem sair.

Não parece haver mercado para Valtteri Bottas e Felipe Massa.

Renault?

A história da ida do brasileiro para a escuderia francesa parece mais um
boato (plantado) do que qualquer outra coisa.

Apenas para valorizar o passe do piloto.

O que sei é que Massa negocia com a Williams.

E só.

Bottas perdeu o bonde da história.

Tinha ao seu dispor um projeto com tratamento de primeiro piloto.

Mas se iludiu com a possibilidade (que nunca existiu) de ir para a Ferrari.

Felipe Nasr busca uma saída após a Sauber.

Porém sua situação se mostra muito complicada quando rumores indicam que
o Banco do Brasil poderia desistir da categoria máxima do automobilismo.

O time de Frank seria uma porta.

Real.

Desde que Nasr apresente o dinheiro.

Claire Williams precisa de um pagante.

E já existem duas opções para a Williams (diferentes dos brasileiros) até aqui.

Sergio Perez (esquece essa coisa de Ferrari) e sua valiosa bolsa mexicana.

E Daniil Kvyat que (com ajuda da Federação Russa) deverá apresentar
novos apoiadores de seu país para a sua carreira.

Tá fácil?

12 comentários:

Pedro Teixeira disse...

Ou seja. ..possibilidade razoável de não termos um representante brazuca na F1 em 2017

Gabriel Pereira disse...

Só se o Bernie se meter ali viu.
Coisa tá feia pro Brasil

Marcos José disse...

Acho que o Kvyat tem mais chance de aparecer na Renault do que na Williams mas...em relação à Sergio Perez...olha...não ficarei surpreso se ele for mesmo o novo companheiro de equipe de Vettel (e não Grosjean) no lugar do Raikkonen em 2017 na Ferrari. Surgiu um boato de que Rio Haryanto só tem dinheiro para correr na Manor até o GP da Hungria (é o prazo que a Manor deu ao piloto indonésio, para ele conseguir o dinheiro faltante, para permanecer com a vaga de piloto titular na equipe inglesa) e em seu lugar poderá surgir Pastor Maldonado (e não Alexander Rossi, o reserva imediato na equipe inglesa). Button já sabe que não conseguirá tirar mais dinheiro da McLaren se ficar (Vandoorne já mostrou o que pode fazer, como vimos no Bahrain) e talvez a sua última chance de permanecer na F1; seja mesmo ser a Williams (mas lá terá que levar muito dinheiro). Se os tais rumores sobre o Banco do Brasil forem mesmo confirmados, a situação de Felipe Nasr se complica de fez na F1...e pra terminar, mais duas questões..."dizem" que a Renault está precisando de muito dinheiro para fecharem o orçamento de 2017 e...que a Sauber poderá vender os seus "serviços' (como o uso do seu túnel de vento e de sua engenharia por terceiros) para tentar amenizar as suas "dividas" que só aumentam com o tempo...

Eduardo Sacramento disse...

De quem é a outra vaga, Jenson Button?

Anônimo disse...

Pelo nível técnico da atual dupla brasileira, na verdade tanto faz se ficarem ou não na categoria. . .simples assim!
Zé Maria

Marques disse...

Se essa briga toda é por uma vaga, quem já está com a outra??

Jeferson Araujo Pereira disse...

Além de tudo que você escreveu, pode ser também que o Button entre na jogada, pois há a possibilidade da McLaren efetivar Stoffel Vandoorne.

Então, a Williams ficaria parecendo a Casa de Leilões Sotheby's.A vaga seria "leiloada" entre seis pilotos: Massa,Bottas,Nasr,Perez,Kvyat e Button.

Dos seis nomes, o melhor acertador de carro é o Massa.Mas, no momento, quem tem mais dinheiro para levar para a equipe é o Perez.

Button precisa fazer um favor para nós e para ele mesmo:aposentar e virar comentarista de TV.

Anônimo disse...

Acredito que o Massa ainda tem vida para a F-1, digamos por pressão de Bernie, como disse o Gabriel Pereira, agora o Nasr se perder o apoio...

Fábio Colombo

Jeferson Araujo Pereira disse...

Sobre a Manor:

O leitor Marcos José escreveu:

"e em seu lugar poderá surgir Pastor Maldonado (e não Alexander Rossi, o reserva imediato na equipe inglesa)".

Eu pergunto:com que dinheiro? Da PDVSA? Se for da PDVSA, não acredito.Atualmente, a Venezuela é o pior país do mundo para se viver.Um hamburguer (veja bem: uma unidade, não uma caixa com 12, quando é encontrado nos supermercados, custa o equivalente a R$520,00!!).Entrar novamente na F1 deve ser a última coisa que a PDVSA quer fazer.

Marcos José disse...

Dizem, Jeferson Araújo Pereira, que ainda "sobrou" um pouco do dinheiro da PDVSA e que Pastor Maldonado usaria está "sobra" para conseguir a vaga de titular na Manor (isto aconteceria, claro, se o piloto indonésio não conseguir o valor que precisa para continuar na Manor até o final do ano). O prazo que a Manor deu para Haryanto conseguir o dinheiro restante (para terminar a temporada) é até o GP da Hungria...ou seja...Alexander Rossi poderá aparecer na Manor (como uma espécie de "plano B" da equipe), no caso das negociações (tanto de Haryanto como também de Maldonado) não acontecerem!

Jeferson Araujo Pereira disse...

Grato ao leitor MARCOS JOSÉ pelas informações, mas acredito que até o GP da Hungria a Venezuela já deve ter um novo presidente, ou então, mais certo, uma guerra civil.

Como eu também não acredito que Haryanto vai conseguir mais grana, acho que Alexander Rossi deve ficar com a vaga.

Rafael Vieira disse...

Já disse uma vez aqui e volto a repitir, acompanho Felipe Nasr desde a corrida que ele chegou em P2 em Interlagos na F-BMW pilotando um carro de apresentação. O que ele pilotou na F-BMW europeia em 2006 e 2007, F3 Inglesa em 2008 e 2009, seguido dos anos de GP2 onde deixou a chance de ser campeão pela DAMS e foi mto bem pela Carlin (prova disso foi ver J.Palmer ser espancado na Carlin e campeão na DAMS) um time medio da GP2. Sinceramente nem os filhos de Piquet tiveram preparação nesse nível, ou seja, o país e investidores deveriam colocar energia nele, pois pra mim é bem melhor que o Massa.