quarta-feira, 6 de julho de 2016

Desmentiu

























Operação abafa em andamento.

Agora Lauda diz que Hamilton não quebrou e não mentiu...

As coisas devem estar quentes mesmo na Mercedes!

12 comentários:

LGD disse...

Imagino que não exista clima para mais uma temporada de Hamilton e Rosberg sob o mesmo "teto".

Marques disse...

Não é só pilotos que o Toto vai ter de controlar. Ex-piloto também pelo jeito hahaha.

Társio disse...

Rá! As ordens de equipe começaram no Lauda!

:P

Abç
Tarsio

Renato Santos disse...

Naivikki Lauda.

Devia ter feito uma piada.

Assim, formalmente, fica a maior declaração oficial

de que o que está escrito ali é mentira.

Carlos disse...

Será que a Mercedes mandou o Niki Lauda para uma consulta de psiquiatria e passar uma temporada em um spa psiquiátrico.

Ron Groo disse...

Lauda.... como a gente se diverte com ele.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Acreditar nesse desmentido do Lauda é o mesmo que acreditar na existência de Saci-Pererê, mula sem cabeça, fadas, gnomos e Papai Noel.

Que coisa feia! Lauda tem 67 anos e, nessa idade, ser obrigado pela direção da Mercedes a fazer um desmentido, é muito constrangedor.

Ele não precisa passar por isso.É milionário e faz parte da história da F1.Que mico!

Fabrizio Salina disse...

Às vezes me pergunto se essas assessorias de comunicação conhecem uma coisa que se chama "verdade". Seria tão mais simples, honesto, constatar o que todos devem saber nos bastidores, do que ficar inventando versões para boi dormir. Tratando os torcedores (os que ainda restaram) como idiotas. Essas equipes, se fossem governos, seriam piores que a CIA no poder!

O maior dano para a imagem de uma equipe, a meu ver, é forjar resultados via ordem de equipe e manipulação interna. Ross Brawn, Briattore, são figuras renegadas pelos amantes do automobilismo, pois foram artífices de resultados manipulados em série.

À título de comparação, qual retrospectiva, documentário, livro ou filme sobre a F1, pode deixar de lado as disputas ferrenhas entre Prost e Senna? A McLaren vermelha e branca se tornou um ícone de tanto ser revista, repetida, reproduzida. Tais símbolos possuem a força de sintetizar um esporte, como o time dos Bulls com Jordan e cia, a Holanda de Cruyff em 74, o Milan de Van Basten e Gullit etc., o Porsche Gulf, o belo drible de Pelé na final de 58, com um chapéu no zagueiro da Suécia, a luta de Ali x Foreman.

E diante de tanta grandeza, somos obrigados a assistir uma "mordaça" em Lauda, e a tentativa desses dirigentes de tornarem o esporte cada vez mais parecido com um sala de corretores de ações, com seus gráficos coloridos, seus monitores de LED, chiliques por nada, decisões imediatistas e roupas bem cortadas. Santa chatice!

Daniel Chagas disse...

Se continuar assim a Mercedes terá que rever a dupla de pilotos para 2017. E eu não descarto a hipótese de ser Hamilton e não Nico o preterido.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Ainda falando sobre a vaia.

Os torcedores ingleses são bem fanáticos e, supondo que Rosberg vença no próximo domingo, ele corre risco de ser vaiado.Ou melhor: se subir ao pódio em 2º ou 3º lugar, acho que o risco da vaia ainda existe.O que,convenhamos, é ridículo.

ian larsen disse...

Os eventos que desencadearam isto podem ser retratados com detalhes: "Nikki, lamento muito, se quiser continuar na casa tem que desmentir tudo publicamente, Lewis acaba de ter seu segundo chilique e ameaça não renovar caso não cumpramos a exigência"

Acabo de perder o respeito que tinha pelo Hamilton como esportista, é uma menina mal criada.

Vinícius Pontin da Silva disse...

Verdade Ian!

E tem gente que ainda vem aqui no blog detratar o Corradi em prol dessa estrelinha Hollywoodiana!

Lamentável.