segunda-feira, 16 de abril de 2018

China 2018


Tivemos uma etapa surpreendente na China.

Por várias razões.

Desde que entramos na Era do Motor Híbrido, foi a primeira vez que
a Mercedes perdeu três corridas de forma consecutiva.

A estratégia ganha cada vez mais importância.

Saber entender o que está acontecendo na pista é fundamental.

A Ferrari foi imbatível no qualifying.

Mas ao hesitar na tomada de decisões viu a vitória escapar por entre
seus dedos.

Após uma largada agressiva de Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen ficou
numa posição delicada e perdeu segunda posição para Valtteri Bottas.

Com Mercedes e Ferrari em estratégias semelhantes, bastava a Scuderia
Italiana marcar sua adversária e conduzir até a linha de chegada.

Nem isso.

Perdeu tempo e Bottas assumiu a liderança.

Para vencer.

Repito.

Em condições semelhantes ninguém passa nesta Fórmula 1.

Sebastian nunca passaria Valtteri.

Nem com o sacrifício de Kimi.

Entretanto veio o acaso.

As duas Toro Rosso ficaram loucas e deram cabeçadas.

Safety Car por conta de detritos.

Reviravolta.

A Red Bull, sem nada a perder, arriscou tudo numa troca dupla.

Dica da estação.

Troca dupla vai virar moda.

Os touros Max Verstappen e Daniel Ricciardo entraram na festa
com dois canhões.

Verstappen é um piloto menor.

Já havia tentado tirar Lewis Hamilton nas vezes em que se encontraram
neste campeonato.

Um tonto.

Vettel não havia ainda tido o desprazer de cruzar com o limitado em
carreira.

A corrida do líder do campeonato, já prejudicada pela falta de visão
dos italianos, se tornou um pesadelo após a falta de inteligência de
Max.

Por outro lado o "Touro Ferdinando" Ricciardo veio cheirando as flores
a cada ultrapassagem.

Venceu com autoridade.

Aproveitando a bela oportunidade.

Uma surpresa após um final de semana tão difícil.

Bottas chegou em segundo mais uma vez.

Repare que por pouco o piloto número dois da Mercedes não consegue
duas vitórias seguidas.

Hamilton esteve mais apagado, porém não cometeu erros.

Com as desventuras de Vettel e Verstappen, Raikkonen subiu ao pódio.

A escolha por uma parada permitiu que Fernando Alonso e Kevin Magnussen
chegassem aos pontos.

Williams e Sauber necessitam de muitas tragédias para aparecerem entre
as dez.

Nico Hulkenberg continua a falar mais alto que Carlos Sainz Jr
dentro do seu time.

A Renault é a quarta força e deve atropelar a McLaren em breve.

Já a Force India espera um novo pacote aerodinâmico na Espanha.

Sem resposta sobre o futuro da qualidade da unidade força da Renault,
Daniel Ricciardo está sem definição sobre o seu futuro.

A provável adoção do motor Honda por parte da Red Bull em 2019 coloca
ainda mais nuvens no horizonte.

Verstappen já está assinado com o time dos energéticos até o final de 2020.

Uma troca entre Ricciardo e Carlos Sainz Jr. seria lógica.

O jovem espanhol ainda pertence a Red Bull e a Renault teria o seu tão
sonhado líder.

Ricciardo sinaliza para a Mercedes ao tecer críticas sobre Bottas.

Valtteri que, caso deixasse as Flechas de Prata, poderia estar sendo
substituído somente por um nome: Fernando Alonso.

Outra troca, com o finlandês terminando na McLaren.

Entretanto os interesses comerciais de Ferdi (Kimoa) e a liberdade
(Endurance) dentro da Casa de Woking o deixam muito feliz.

O jogo está sendo jogado.

Por fim.

A paciência de Sebastian Vettel no trato com as estultícias de Verstappen
na pista revelam a calma de quem tem um conjunto vencedor.

Maquiavel cria que um dos princípios essenciais da sabedoria é o de se abster
das ameaças verbais ou insultos.

A Ferrari é hoje o carro a ser batido.

Basta calma.

Pois Loria parece destinada à realeza.














23 comentários:

guto surian disse...

Eu acho que você está sendo precipitado ao julgar Max...ele vem sendo mais rápido que Riccardo sempre e ninguém com 20 anos atinge a maturidade...quantas cagadas Piquet e Senna fizeram antes de realmente competirem pelo título???? Agora o que me chamou a atenção foi o fato de Riccardo e Bottas não se falarem antes e durante o pódio...sabia que eles eram concorrentes a bastante tempo...mas de não se falarem nem cumprimentarem...alguém mais notou isto??? talvez Riccardo não seja tão bonzinho quanto parece...

D.Zanette disse...

O Vettel errou na largada, trancou o kimi e jogou ele lá pra trás, descartando o que poderia ter sido um escudeiro util.
Já o Verstappen jogou fora uma clara chance de vitória com dois momentos de precipitações.

Jeferson Araújo Pereira disse...

Quero que o Hamilton seja penta, e não o Vettel. Portanto, gostei muito da diferença entre os dois ter baixado para apenas 9 pontos.Mas sim, a Ferrari é o carro a ser batido. Esse Mercedes 2018 está muito estranho, mas estamos apenas no início do campeonato.Eu acredito em uma reação da Mercedes.

Daniel Chagas disse...

Sinceramente não acho que já dá para cravar que a Ferrari é o carro a ser batido. Tudo está muito esquisito, ainda. Lembremos de que Hamilton venceria a prova da Austrália caso não tivesse tido o safety car virtual! O carro da Mercedes é rápido, porém, "temperamental" com os pneus, mas creio que a equipe tem competência para resolver esse problema. Acho que precisamos esperar um pouco mais para ver como a Mercedes reage. Mercedes é Mercedes.

Daniel Chagas disse...

E temo por Verstappen se transformar num Mansell. Ele é um piloto de muito talento, porém é afobado e errático, além de ser arrogante. Por isso prefiro meu xará, pode ser menos veloz mas traz mais resultados para a equipe, consistência é tudo.

Eduardo Sacramento disse...

Em ritmo de corrida a Mercedes tem ido bem. Foram 3 corridas que a equipe prateada deveria ter vencido, mas não venceu nenhuma delas. Desconto para a do Bahrein, pois ali mostrou que os carros estão próximos.

Contudo eu concordo: a Ferrari possui o melhor carro neste momento.

Rodrigo disse...

Pouca gente comentou, mas a primeira parada da Red Bull também foi "dupla" e sem carro de segurança.

Fidel Miño disse...

Este ano esta muito esquisito, e bom mesmo. Ferrari favorita? Nem eles acreditam nisso, mais cual é a formula magica pra eles voar nos sabados? (o Corradi ja tinha avisado, nunca falha...). Mais nos domingos, o ritmo da Mercedes é melhor.

Pra mim (espero que não) vai dar penta do Luisinho: as atualizações são o karma da Ferrari, o ritmo de corrida dos prateados é mais forte, e a Ferrari é a Ferrari, uma combinação de Botafogo con Racing na F1.

Fidel Miño disse...

Corradi, antes de dizer que o Max é um piloto menor lembre o que ele fez em Interlagos sob a chuva. Sei que pra os torcedores do Ayrton é uma alegria ver o holandês cair, mais todos os grandes cometeram cagadas. Pregunte pro Nakajima.

Luiz Marcello Cardoso Maciel Filho disse...

Não sei se Verstappen é menor, mas que Ricciardo é subvalorizado eu não tenho a menor duvida, nunca perdeu para um companheiro de equipe, bateu Vettel com autoridade e Verstappen nunca se criou com ele, corridas são ganhas no domingo e não sábado, mas na conta bancaria não chega nem a metade do supervalorizado holandes, lembrando que por muito menos Kivyat foi queimado pela Red Bull....



André Gustavo disse...

Acho que já tá na hora de desse Max pegar uma punição mais severa. Largar em último ou não disputar uma corrida. A F1 passa muito a mão na cabeça desse garoto.
Yuji Ide fez muito menos, e foi banido da F1.

Também mencionar a calma com que Vettel lidou com o ocorrido. Na hora que vi o incidente, pensei: Vettel vai cuspir marimbondos pra cima do Holandês. No final, apenas encarou com naturalidade.

Daniel Ramos disse...

Concordo. Menos a parte da arrogância. O brutanico nao era arrogante. Era uma pessoa diferente. Sabe quantos mundiais poderia ter ganho? Max nem perto vai andar mas acredito bem que ganhe um ou outro ou se ganhar cabeça quem sabe onde podera chegar com aquela idade... se houver um largo domínio de max ni topo eu nao me admirava. Mas é certo continuar maid uns 15 anos no topo e sem as mas opções que alonso fez quem sabe onde o max chega. Mas sinceramente nai gosto dele. Nao vejo respeito nenhum que ele tenho pelos outros. Sao muitas situações desde o inicio da f1. Nao gosto e prefiro que passe ao lado de uma boa carreira mas sei que ira ser diferente

Gabriel Pereira disse...

Não gosto do Verstappen mas entendo que ele vai aprender.
Dizer que ele não tem talento é se fazer de cego.
O problema é até quando uma equipe grande pode suportar isso..sinto que em algum momento ele vai aprender
(....)
Levantei essa questão aqui no último post.
Será que os conceitos de carro estão invertidos?
A Ferrari empurra muito nas retas e a Mercedes tem um refino aerodinâmico maior??
Vamos ver em Baku.
Um Asfalto pouco abrasivo, pista rápida.
Talvez a borracha dessa pista case melhor no carro prateado.
Ainda tenho muitas dúvidas.
Há mais equilíbrio entre as equipes esse ano, isso está claro.
Bom pra quem gosta de competitividade.

Continue elogiando Loria, Corradi!
Gosto da sua torcida.Provoca discussões!
Não adote linhas moderadas.Adote linhas ousadas.
Você pode, gostamos!!

Vettel parece tranquilo realmente.
Só me é estranho ele tecer aqueles comentários sobre a ultrapassagem do Alonso e passar a mão na cabeça do Verstappen(Que já se enroscou com ele em outros campeonatos quando já Ferrarista).

Bottas bem novamente.A Mercedes teria um final de semana apagadíssimo se não fosse por ele.
Mas eu aviso desde já.
O Hamilton vai voltar..
Ele é assim, sempre demonstrou alguns extremos durante a carreira.
Mas quando está em modo 'Hammer Time' é ruim de ser batido.

Vettel acabou levando prejuízo.
Carreras son Carreras.
acontece.

Fico pensando o que acontece numa equipe do tamanho da Mercedes com esse jejum 'estranho' .

Agora imaginem comigo se eu estiver certo sobre a Ferrari ser o melhor carro de reta nessa F1
A festa em Monza vai começar com duas semanas de antecedência.
Só um detalhe, muita coisa vai rolar e pode mudar.

Concordo inteiramente com o Post..
a ver as próximas..

André luiz puchol de oliveira disse...

Riccardo já perdeu para companheiro de equipe, ele perdeu para Vergne na Toro Rosso e para o Kyviat na Rede Bull

Plinio disse...

E teve gente aqui cravando que em condições normais o Hamilton ganharia facil na China.

Acho que sumiu do blog.

Anônimo disse...

...que a Mercedes 'poderia' ter vencido, o que é bem diferente.

Marcus

MESTRE disse...

O limite desta temporada é de 3 unidades motrizes. Acredito que a Mercedes esteja priorizando a longevidade de seus motores. Economizando equipamento. Com isto a segunda metade do campeonato será totalmente dominada pela Mercedes (excetuando Monza, talvez).

Anônimo disse...

Totalmente dominada!
Economizando equipamento!
Mercedes se da melhor com pneus mais duros!

Cada um acredita no que quiser, Amado Mestre.

Eduardo Casola Filho disse...

"As duas Toro Rosso ficaram loucas e deram cabeçadas."

Nada disso, foi só o Gasly que fez a besteira. (O que prova que não adianta rebaixar o Verstappen, pois seria seis por meia-dúzia).

Bom, por que o autor não tem a mesma paciência com o Verstappen que teve com o Grosjean? Não que o holandês mereça uma puxada de orelha, mas tem sido unânime entre todos os especialistas a crucificação do moleque. E, como dizia o ditado: toda a unanimidade é burra.

Guerrando Jr. disse...

Parabéns, Nakajima foi demais!!!

Guerrando Jr. disse...

Caro Gabriel, com certeza o Hamilton em muito bom piloto, porém existem pelo menos uns três ou quatro pilotos que com o carro que ele pilota podem ganhar o campeonato.

Fabrizio Salina disse...

De todo o escaldado até aqui, o único piloto que me impressionou por conseguir fazer a diferença sobre o equipamento é Fernando Alonso.
Incrível como o cara consegue se destacar, deixar aquela impressão de que pode mais.

Imaginem se Alonso tivesse uma Red Bull???

vvstock disse...

Não acredito que Vettel tenha mudado, ele exagerou na largada, claramente. Ele perdeu a cabeça no ballet com Verstappen, enfiou o pé de raiva, torou os poucos pneus que restavam e caiu nas tabelas em vez de terminar quarto ou quinto. O calmo olímpico ... apenas a nova com ...