quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Salzburgring (atualizada)























A Fórmula 2 em 1972.

Salzburgring. Áustria.

Dois brasileiros comandando as feras.

A foto está castigada.

Mas achei que valia colocar no Blog.

Pela história.

E atualizando o post de 2012...

A pista é a nova aquisição de Dietrich Mateschitz, o dono da Red Bull.

12 comentários:

Ron Groo disse...

Uma bela foto... Sem duvida.

Juanh disse...

Gran foto de una categoría que estaba a la par de la F1.
Abrazos!

Daniel Médici disse...

E como vale! Pista maravilhosa, rápida como só os austríacos sabem fazer, com curvas que não acabam nunca.

André Candreva disse...

Corradi,

foto preciosa... e vemos Wilsinho e Pace como ponteiros...

abs...

Anônimo disse...

1972 - II Festspielpreis der Stadt Salzburg
(12a etapa do Campeonato Europeu para Pilotos de F2)

Apesar do 'castigo da foto', acho que deu para identificar todos.
Vamos lá, da frente pra trás...

#14, José Carlos PACE - Surtees TS10 Ford BDA/Hart (Matchbox Team Surtees) amarela e azul-claro à frente de todos;
#5, Wilson FITTIPALDI - Brabham BT38 Ford BDE/Novamotor (Team Bardahl) amarela;
#1, Graham HILL - Brabham BT38 Ford BDA/RS (Jägermeister Racing Team) vermelha próxima ao guard-rail à esquerda [*1];
#7, Peter GETHIN - Chevron B20 Ford BDA/Smith (Chevron Racing Team) vermelha atrás do Wilsinho;
#19, Hiroshi KAZATO - March 722 Ford BDA/RES (Peter Bloore Racing) vermelha;
#10, Jean-Pierre JAUSSAUD, Brabham BT38 Ford BDA/Hart (Ecurie A.S.C.A.) azul;
#3, Mike HAILWOOD - Surtees TS10 Ford BDA/Hart (Matchbox Team Surtees) amarela e azul-claro;
#9, Mike BEUTTLER - March 722 Ford BDA/RES (Clarke Mordaunt Guthrie Racing) amarela com faixa central preta;
#11, Patrick DEPAILLER - March 722 Ford BDA/Hart (Elf Coombs Racing) azul;
#37. José DOLHEM - March 722 Ford BDA/Amaroli (Shell - Meubles Arnold Team) vermelha na lanterna da turma [*2].

[*1]
O carro parece ser o #1, o de Hill. E com muito boa vontade, dá para perceber o logo da Jägermeister: a cabeça de cervo.
A pintura do patrocinador - Jägermeister - deveria ser laranjada, não?
Aqui, Brabham BT36 de Hill em Hockenheim 1972 para comparação.
==>> http://farm4.static.flickr.com/3232/2404874927_7c02d855c6_o.jpg

[*2]
Compare a 'lanterninha' da foto do post com o carro da foto abaixo.
Em Hockenheim 1972, Jean-Pierre Jarier pilotou esta March 722, da mesma equipe 'Shell - Meubles Arnold Team'.
==>> http://farm3.static.flickr.com/2225/2405705186_9d730a57a5_o.jpg


Domínio em dobradinha da Surtees, com Hailwood em 1o (marcou a melhor volta) e Pace em 2o (foi o pole position).
Wilsinho acabou abandonando a prova...


Curiosidades:
Os motores Ford Cosworth BDA eram, nominalmente, de 1.6 litros mas podiam ser trabalhados e expandidos até o máximo 2,0 litros.
Na F2, em 1972, foram usados com volumes variando entre 1,8 e 1,975 litros.
BDA = Belt Drive type A


um abraço,
Renato Breder

Humberto Corradi disse...

Com direito a Breder "atacado" nos comentários!

Andre Magalhaes disse...

muito bom...Sr Breder...muito bom

Al Unser Jr. disse...

Isso daí é pista "pra cabra macho"! Fora a paisagem que é matadora.

Austria sua linda!

Marcos José disse...

Seria o retorno da MotoGP ao circuito?? E por falar em retorno...provavelmente já temos uma posição oficial da Renault (e pelas "criticas duras" do Carlos Ghosn na apresentação da marca francesa no Salão de Frankfunt, talvez já saberemos o destino que reserva a Lotus nas próximas semanas...) se a FOM e a CVC não pagarem o tal valor "merecido" pela história da marca francesa na F1. E pelo "mistério" de Grosjean hoje na coletiva de imprensa em Cingapura, tudo indica que a Haas já fechou a dupla para 2016 (só faltando o anúncio oficial : Gutierrez e Grosjean...que seria anunciado "talvez" no GP americano!?).

Renato Santos disse...

Não brinca com os Renatos...

walter disse...

Coisas inimagináveis...
Impossível!
Imagine se alguém inventasse uma categoria de acesso à F1, com pilotos em ascensão, junto com pilotos de F1, equipes independentes e equipes de F1.
Essa categoria -- impossível de exisitir -- correria em pistas velozes, com curvas abertas e velozes. Impossível!
O público chegaria na sexta feira e acamparia até domingo no autódromo, centenas de milhares de apaixonados.
Pois é: essa categoria impossível era a F2 daqueles anos 70.
Agradecendo ao Corradi pela beleza da foto, tiro o chapéu para o Renato Breder, pela amplitude e precisão dos comentários.

Marco Memoria disse...


Atrasado mas para completar as informações do Breder, nesta prova ainda estavam inscritos os seguintes pilotos: Niki Lauda,Jean-Pierre Jabouille, Carlos Reutmann, Ronnie Peterson, James Hunt, Andrea de Adamich, John Watson, David Purley, Vern Schuppan, Roger Williamson e ainda outro brasileiro Lian Duarte, qualidade é q não faltava, feliz foi quem pode acompanhar essa prova lá de pertinho.