quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Feliz 2014!























Todos esfregando as mãos para 2014.

Novas regras, motores turbo e uma dupla bem interessante na Ferrari.

OK.

Parece que foi o próprio Felipe Massa que pediu para a equipe antecipar sua
decisão.

Queria ter tempo para negociar um lugar para 2014.

Para não ficar numa expectativa como em anos anteriores.

Acho que foi bem orientado.

O brasileiro já havia perdido a vaga na temporada passada para Mark Webber,
que na última hora acabou dando para trás.

Maranello buscou outra solução.

O processo que levou Kimi Raikkonen para a Scuderia Italiana foi longo.

Os italianos queriam pesar os prós e contras.

Decisão difícil.

Começou ainda em julho do ano passado.

E o Blog, bem antes de tudo esquentar, foi o primeiro a comentar sobre a
fumaça.

Clique aqui.

E repare a data do post e os comentários.

Apesar disso, era difícil imaginar na época que a coisa terminaria assim.

16 comentários:

Paulo Heidenreich Jr disse...

Vamos ver o que será de 2014.

Sobre o Kimi, eu concordei contigo já em 2012, porque numa série de entrevistas ele já tentava deixar as coisas em aberto para oferecerem a vaga do Massa. Se vai dar certo eu não sei, mas acho que uma pressão monstruosa como terá a Ferrari de mostrar resultados melhores só favorecerá a Red Bull. Dois pilotos de ponta só dariam certo com um carro vencedor, pois alguém terá que trabalhar pesado para desenvolver o projeto e acredito que nenhum dos dois tenha paciência para isso.
Confesso que a minha expectativa é para conhecer os novos motores. A Mercedes está quieta, os alemães não brincam em serviço. A Renault-Nissan pode surpreender, motores turbo são a praia dos japoneses.

Rafael disse...

A única parte do jornalismo que eu não gosto, apesar de respeitar.. É essa necessidade de baterem no peito pra dizer: "Fui eu quem falei isso primeiro".
Por mim, não faz muita diferença, pode até dar a notícia depois de todo mundo, desde que esta seja com qualidade. E essa ânsia de ser o primeiro, as vezes dá errado. Como quando foi dada a informação "em primeira mão", de que Massa seguiria na Ferrari.

Anônimo disse...

Corradi,

tens algum "chute" para saber onde vai parar o Massa? É realmente possível 0 (zero) pilotos brasileiros na F1 em 2014?

Abraço.

Mario Alves Dias.
Tramandaí - RS

Eugenio disse...

Lembro desse post, e me lembro de achar bem estranho na época. E me lembrei também de um outro post, muito bom por sinal, sobre a credibilidade. Um abraço para aquele nosso leitor-amigo...

Humberto Corradi disse...

Rafael

Eu só comento...

Valeu

Vinicius Netto disse...

O mesmo aconteceu com Alboreto. Tomou inumeras surras do Berger em termos de resultado, saiu da Ferrari e correu em várias equipes pequenas e sua carreira terminou ali mesmo. Espero que com Massa não ocorra o mesmo.

Tuta Santos disse...

Maldito Corradi! Além do sobrenome ser anagrama para "Corrida", ainda tem o dedo no pulso do circo.

zamborlini disse...

humberto e amigos
o que pouco se fala é sobre a mudança de atitude da ferrari em contratar alguém que não será, definitivamente, escudeiro do alonso.
ou podemos imaginar, como na alemanha 2010, do kimi dando passagem ao alonso após um recadinho vindo do rádio?? e isso não tem nada a ver com o pobre do massa e sim com uma mudança de atitude da equipe em saber e aceitar que kimi só trabalhará para alonso quando ele, kimi, não tiver mais condições matemáticas de título.
acredito mais hoje do que nunca, que o massa jamais deveria ter deixado o alonso passar naquela corrida da alemanha.

Anônimo disse...

Corradi, seu blog é muito bom. Mas essa de você ficar dizendo que sabia disso e daquilo força a barra.
Primeiro você afirmou que Massa ficaria, agora vem com essa que sabia dessa dupla na Ferrari.
Ai não dá!

TW disse...

A decisão da dupla rubro-taurina e o atrito com alonso me parecem terem sido crucias para esta decisão, bem arriscada. Pode dar muito certo ou ser um tiro no pé. Vamos esperar.

Anônimo disse...

Atirando para todos os lados é fácil acertar. Não era o Felipe que estava testando em simulador e que a Ferrari não iria liberar as novidades e etc.?

Humberto Corradi disse...

Comentei que havia uma conversa entre Raikkonen e a Ferrari.

Isso ainda no ano passado.

O que se confirmou.

Legal, né?

Se eu acreditava que a coisa iria evoluir a ponto de uma contratação?

Não.

Até por todo o histórico do finlandês com a Scuderia Italiana.

E pode colocar o nome amiguinho, Não precisa ficar com medo, eu aceito críticas também...

Blog do Júlio disse...

Vou torcer pro Kimi, mas acho que o Alonso é mais piloto.

E ele deve ter aprendido a lição em 2007, então não acho que ele vá vacilar dessa vez.

E, apesar de adorar seu blog, concordo com as duas críticas aí em cima. Não precisa desse negócio de "leu primeiro aqui". Até porque, nesse caso específico, você só jogou no ar: "Vou falar um nome: Kimi Raikkonen". Sem nenhuma informação, é como roleta: vou jogar um número, 17.

Mas é como disse: adoro seu blog e só lamento que você não faça uns 30 posts por dia. Seria um número mais próximo do ideal (120), hehehe!

Rubens disse...

Essa geração COD-Playstation "Odeio tudo! Odeio você! Pq? Não sei! Só sei que te odeio tb!"

me cansa,

Povo ingrato...o Corradi apesar de ser um fanfarrão (gosta do Vettel..rsrsrs) é um cara legal, escreve bem pra caralho e está sempre trazendo fatos curiosos, fotos raras, coisa boa.

Acho que o Cara tem direito de dizer "leu aqui primeiro", pq de alguma forma ele não mentiu, as pessoas estão frequentando o blog por algum motivo, creio q de alguma forma seja pq este traz sempre as "quentinhas" da F1.

Não sou jornalista mas trabalho com área relacionada, e o q mais vejo é jornalista correndo atrás de especulações, faz parte do trampo dos caras, não é "atirar para todos os lados" prefiro pensar nisso como "apontar o nariz para onde há fumaça".

Tão achando ruim, vão e façam seu próprio blog oras...

Desliguem o Playstation, parem de criticar por criticar Baralho!!!!

PS: Corradi, pare de cutucar o Kimi, seu nojento.

Blog do Júlio disse...

O que é isso, camarada Rubens? Nem o Corradi fica tão chateado assim. Ele mesmo disse que aceita críticas. Como por certo aceita os elogios. São os dois lados da mesma moeda.

E ninguém está dizendo que odeia o blog, ou que ele é ruim, ou que joga Playstation (eu fiz minha crítica e não jogo Playstation, só Angry Birds; vai ver que é por isso que critiquei, hehehe; "Angry", sacou?). Pelo contrário, pode conferir aí em cima que, mesmo quem faz a crítica, faz primeiro o elogio e é frequentador assíduo. Ou não, vai ver que estou falando só por mim.

Na minha visão, fazer a crítica numa boa, de forma educada e construtiva é como chegar para um amigo e dizer: chapa, você tá com caspa, dá uma olhada aí...

Sem ressentimentos, ok?

Anônimo disse...

O legal para as novas regras e melhorar ainda mais na F-1 em 2014 com cinco sugestões abaixo.

1. Criar um treino curto com pilotos reservas revezando os chassis dos titulares ao longo das corridas com tempo máximo de 30 minutos. Cada piloto de uma equipe testa dois ou três jogos de pneus com “ranhuras” entre duros e médios para serem aproveitados pelos titulares na largada e só poderão fazer a troca para pneus “slick” em composto macio ou super macio em uma ou duas paradas nos boxes entre seus pilotos. A troca será feita quando um dentre os quatro pneus sobrar apenas duas faixas de ranhura, aí é permitido fazer a troca. Em caso de corrida com chuva, eles largam com intermediário ou de pneus biscoitos, se a pista secar eles só utilizam pneus lisos.

2. O terceiro treino livre é importante na formação da classificação. O piloto que for mais lento no treino em relação ao seu companheiro irá formar o bloco do Q1 e o outro com os mais rápidos forma o bloco do Q2. A classificação terá o seguinte critério: em pista seca cada piloto tem 20 minutos em dar no máximo oito voltas de acordo com o bloco selecionado, ao final do Q1+Q2 classifica-se quem tem os dez melhores tempos. No Q3 em ordem decrescente com tempo de 10 minutos vão de dois em dois carros registrar uma volta lançada e tentar melhorar seu tempo entre o top 10. Vale ressaltar quando a classificação for com pista molhada, será adotado o mesmo formato de treino atual, mas na disputa da pole entre o top 10 será decidido pela mesma ordem decrescente e apenas um carro na pista em uma nova volta lançada, quem for o mais rápido será o pole.

3. Mudança na pontuação: 1º 20; 2º 17; 3º 14; 4º 12; 5º 10; 6º 8; 7º 6; 8º 4; 9º 2 e 10º 1. Quem fizer a melhor volta da prova terminando na pontuação fatura um ponto. O vencedor caso liderar metade da corrida ou mais ganha um ponto e se ele foi o pole também leva um ponto, totalizando três pontos extras assim como é adotado e parecido em pontos extras na GP2.

4. Fim do Kers e Asa móvel, no lugar passa a utilizar o recurso do “push-to-pass” o mesmo aplicado na Stock Car e F-Indy, com injeção de força extra que acrescenta cerca de 100 cavalos de potência no motores V6 turbo. Mas há um detalhe, o "push-to-pass" só poderá ser acionado por 10 vezes e em um determinado ponto da pista com mesmo critério aplicado antes pela asa móvel.

5. A volta das corridas extra-campeonato no mês de dezembro. Somente as seis piores equipes podem participar do evento correndo com um piloto em circuitos históricos na Europa que não estão no calendário, assim atrai publico e parte da renda ajuda reforçar as equipes menores para o orçamento da temporada seguinte.

Fica aí a minha sugestão Corradi!