quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Rascunho Financeiro




















Le Mans.

Jogando uma luz sobre certos assuntos.

Como o Blog havia comentado num rascunho passado, a Williams decidiu
abandonar seu modelo anterior de ter um grande patrocinador que respondesse
por praticamente todo o orçamento do time.

A dependência trazia efeitos que incomodavam.

Em 2014 a equipe está pulverizando suas fontes de renda.

Hoje Grove anunciou sua parceria com a Genworth.

A seguradora se juntará à Martini (12 milhões de Euros anuais), Petrobras
(10 milhões de Euros anuais) e Banco do Brasil (não sei os valores, mas é
menos que as outras duas anteriores).

Além disso ainda há o acordo com a PDVSA (15 milhões de Euros).

Somando tudo teremos uma receita maior que a do ano passado.

Bom, não?

Orgulhoso, Frank Williams quer deixar o carro nas tradicionais cores azul e
branco.

O objetivo é preservar a identidade.

Apesar da saída da Vodafone, a McLaren está segura.

Estima-se que os acionistas da empresa tenha injetado uma bela soma de dinheiro
para cobrir o rombo deixado pela empresa de telecomunicação.

Isso sem falar em qualquer ajuda da Honda.

A Toro Rosso está procurando engenheiros para a parte aerodinâmica.

Tudo indica que a McLaren não desistiu de buscar material humano na família
Red Bull.

Qualquer novidade, eu volto!

12 comentários:

Renato Santos disse...

Ah, que grande beleza. Um rascunho depois do almoço, se isto não é o paraíso, pelo menos um pódio pega. Grato, Corradi, eu uso a F1 como modelo para várias ações de meus clientes. tenho uma agência de publicidade em Santa Cruz do Sul RS. Abraço, Saúde e Força!

Renato Santos disse...

A Errebeérre deve estar contratando segurança e vigilância privada para seus funcionários, se alguém se aproximar, cai uma equipe de guarda-costas em cima do sujeito...

RenatoS. disse...

B.do Brasil é quem patrocina o Nasr ou estou errado? Se for, as notícias veiculadas na Itália, a qual citou outro dia qui no blog, tem grande chances de acontecer.

Williams azul e branco!? Pelo visto, não teremos uma pintura totalmente à La Martini. Dó!



TW disse...

Corradi,

como fica a situação da PDVSA e Petrobrás na mesma equipe? A petrolífera venezuelana só continua entrando com dinheiro por lá, mas a parte técnica em por conta da brasileira?

Anônimo disse...

A "zica" da Williams tinha nome e sobrenome: Pastor Maldonado =) Sorte que ele carregou junto de si para a Lotus. Seria no mínimo curioso ver os carros da Williams andando na frente da Lotus desde o início da temporada. A julgar pela performance do motor Mercedes, começo a achar real essa possibilidade.

Anônimo disse...

Corradi, qual a sua opinião?
A Williams, com um motor confiável (imagina se ela ficasse com a bomba da Renault...), caixa mais cheio, piloto mais consistente e equipe técnica reforçada vai finalmente conseguir voltar ao pelotão da frente ou teremos mais um ano de expectativas frustadas?

Abraço,
Diogo.

Humberto Corradi disse...

TW

A PDVSA não aparecerá na carenagem dos carros de Massa e Bottas.

A grana dos venezuelanos faz parte do acordo devido a quebra de contrato (ida para a Lotus).

Valeu

Humberto Corradi disse...

Diogo

O motor Mercedes causou ótima impressão.

Mas penso que a equipe que leva o nome da montadora terá vantagem sobre a Williams e McLaren.

Valeu

Anônimo disse...

Corradi, então provavelmente a cor do carro da Williams não será com o patrocínio da Martini como nos anos 70 e 80?

Abraço!

Mauro Santana
Curitiba-PR

TW disse...

Perfeito Corradi.

lucasmedeco disse...

Alguém ai, sabe dizer pq cargas d´água a martini vai patrocinar a williams se tinham banido patrocínios de bebidas e cigarros? ou estou desatualizado?

Ron Groo disse...

E os conflitos?
Petrobrás, PDVESA, Petronas... Tudo gasolineira e ai?
Mas acho uma grande política esta, tem que trazer dinheiro de vários lugares mesmo.