quarta-feira, 5 de março de 2014

Rascunho de Óleo e Motor











































Depois de tantos feriados (acabou?) o Blog retorna com três imagens.

A imprensa está agitada com as citações de Bernie Ecclestone.

Primeiro sobre o Azerbaijão.

Bernie colocou o país no mapa da Fórmula 1.

Eles, os Azeris (quem nasce no Azerbaijão), querem um GP em Baku já para
2015.

Ecclestone dá certeza para 2016.

OK.

Voltemos para as figuras.

O projeto.

Reparou na imagem noturna?

Na mesma linha que Bernie quer discutir com o dono da Rússia, Vladimir Putin,
sobre Sochi.

Segunda.

Se você esqueceu, lembro que a FIA GT já correu por lá.

Terceira é o mapa.

Destaque para a proximidade de Sochi e Baku.

A Ucrânia também aparece.

Bernie e Putin estão unha e carne.

As linhas mostram os oleodutos.

O verdadeiro motivo de toda a confusão que estamos vendo nos jornais.

A Fórmula 1 parece ter entrado nesse quebra-cabeça do petróleo e gás
que se tornou a região.

E muito dinheiro, mas muito mesmo, deve estar trocando de mãos nesse
jogo geopolítico de interesses.

Enquanto isso o GP da Alemanha segue ameaçado.

Quando alertamos sobre isso no ano passado, alguns "especialistas" disseram
que era impossível a prova deixar o circo.

Veremos.

Só duas coisas.

A França saiu do calendário e ninguém morreu.

E surgem boatos (estamos atentos a tudo que envolve grana e F1) de Bali.

A Red Bull está  recorrendo aos engenheiros da Toro Rosso para a solução
de alguns problemas do RB10?

Ponto para James Key e sua turma.

E a unidade da Renault?

Impressionante.

Apenas o grosseiro projeto da Caterham para dar conta da coisa.

Qualquer tentativa aerodinâmica de melhorar a performance do carro até aqui
(Red Bull, Toro Rosso e Lotus) está sofrendo com problemas de temperatura.

Na Austrália veremos o show de horrores das quatro escuderias empurradas pela
incompetência da marca francesa.

Um desperdício.

9 comentários:

Anônimo disse...

Vejam a que ponto a F1 mergulhou.

Um país que tem um tetra campeão atual da categoria, com seu gp ameaçado.

Estas coisas que dão nojo de continuar acompanhando a F1.

Abraço!

Mauro Santana
Curitiba-PR

RenatoS. disse...

Para nós, resta saber se será mais uma corrida noturna assistida em pleno dia, ou, uma corrida no claro vista em plena escuridão.

#cansadodeassistircorridasdemadrugada

Rafael Vieira disse...

Quando ouvimos que a Ferrari e Mercedes haviam testado suas unidades em carros de turismo adaptado, ficou claro que um algo mais teria no projeto delas.

As vezes acho que os problemas da Renault é um só: "Soberba", pois depois de 4 títulos ninguém iria questionar a capacidade deles, mas deveriam ter feito.

Anônimo disse...

Oleodutos (leia-se petróleo).
"O verdadeiro motivo de toda a confusão que estamos vendo nos jornais."

Iraque, Venezuela, Ucrânia, etc.... o Brasil está na fila... principalmente pelo pré-sal... o velho e sempiterno plano pela hegemonia estadunidense em marcha... vem chumbo grosso por aí...

Que os Ianques encolham o rabinho e fiquem quietinhos e calados em casa!!


Baku, Londres...
Mais pistas de rua e mais corridas à noite?
Por favor, prendam o Tio Bernie... de preferência junto com o Tio Sam!!!



um abraço,
Renato Breder

Rubens disse...

O Piloto do Playstation, dá nome de mulheres aos seus carros, qual é o nome da gracinha esse ano?

Jezebel?


a Ingrata!

kkkkkkkk


Este ano veremos quem é piloto de verdade.

Go! Kimi!

Anônimo disse...

até q ponto a f1 vai resistir nessa troca de mais dinheiro por menos telespectadores fiéis e realmente interessados na categoria????


Se pelo menos os caras formentassem mais o automolismo local nessas regiões...

Felipe Meneses

Renato Santos disse...

Corradi, cada vez mais, obrigado! Seus rascunhos têm tornado minha entressafra bem agradável. Vou querer sempre, o ano todo!!!!!

Ron Groo disse...

É... São imagens bonitas.
Mas preferia que ele salvasse o GP da Alemanha que corre risco para 2015 e deixasse Baku pra lá.

Anônimo disse...

Minha empolgação cai 30% quando a F1 vai para esses países.