segunda-feira, 24 de março de 2014

Rascunho Perene




































"Nada é permanente, exceto a mudança."

Zoran Stefannovic que abortou (pelo menos por enquanto) seu eterno plano de
criar uma nova equipe de Fórmula 1, tenta chegar a um acordo para adquirir a
Marussia.

Você leu uma notinha aqui outro dia.

Sua proposta foi boa.

Mas esbarrou na falta de interesse de Nikolai Fomenko, proprietário do time
russo.

Quem acompanha o Blog com atenção deve estar duvidando que a Marussia
troque de mãos assim de qualquer maneira.

Pois Fomenko possui alguns sonhos interessantes.

Clique aqui para lembrar.

Parece estar havendo algum ruído entre a Caterham e a Renault.

Falo sobre a parceria fora das pistas que traria de volta o Alpine.

Corrida na Malásia?

A turma só fala do avião desaparecido.

E pela previsão poderemos ter um classificação no sábado com pista molhada
novamente.

Dietrich Mateschitz não é de falar muito.

Então quando o poderoso proprietário da Red Bull abre a boca é bom prestar
atenção.

A desclassificação de Daniel Ricciardo está sendo considerada inaceitável pelo
rei dos energéticos.

E ele está dando um ultimato a FIA em relação ao imbróglio.

Masterschitz está levando a questão pro lado político e quer ser respeitado.

Lembrando que sua empresa nada tem a ver com a indústria automobilística.

E não precisa passar por esse tipo de dor de cabeça para exibir sua marca.

Há outras opções.

Uma, em especial, revelada por aqui em 2012.

Esqueceu?

Então clique aqui.

6 comentários:

Ron Groo disse...

O dono da Red Bull me representa.
Tô com ele nesta.

TheEltonToptec disse...



Exatamente. Por causa da desclassificação. Fosse a pena revertida numa multa de trocentos zilhões de euros, certamente não estaria causando tanto furor na mídia e na equipe, embora a RBR certamente contestaria a decisão da FIA, qualquer que fosse.

Foi a mancha na imagem causada pelo episódio que fez a Red Bull comprar essa briga. E provavelmente a equipe possui evidências técnicas empíricas, incontestáveis do ponto de vista científico, para desafiar qualquer tribunal que for competente, seja ele público ou como neste caso, corporativo.

O que significaria para a Fórmula 1 se esse camarada austríaco decidir por desgosto e cansaço tirar seus dois times de campo? Bernie Ecclestone que não mede as palavras, sequer comentou o assunto, para o bem ou para o mal. "Passarinho na muda não canta, dizia a vó de alguém", e quem planta a maior parte das mudinhas, é a Red Bull, gostemos ou não(eu gosto).

Com exceção à Mercedes, a desclassificação do RB10 #3 favoreceu muito algumas equipes.

Fosse eu o dono, faria a mesma coisa.

Anônimo disse...

Agora não adianta chorar o leite derramado, fizeram cagada. Caso a FIA ficasse calada e desclassificasse a redbull, tudo bem. Mercedes também foi avisada e recuou pra reduzir o fluxo. A f1 não precisa de RedBull, estão é com desculpas se preparando para abandonar a f1 mais rápido que chegaram. Com a nova arquitetura dos motores, as fábricas estão se coçando pra entrar na f1 novamente e seguirão a Honda, na tenho dúvidas que aparecem compradores em Milton Keynes. A Mercedes já colhe os frutos na Europa, sua imagem hoje é mais jovial, contemporânea e eficiente. Já fizeram muito pela RedBull ano passado p.ex, entregando os pneus que eles queriam, o que também favoreceu a Mercedes e acabou com as chances de Ferrari e Force India. Caso não voltem a vencer, sairão da f1 mais rápido que chegaram.

RenatoS. disse...

Talvez, seja a hora da equipe austríaca se reinventar, como muitas vezes fizeram McLaren e Williams ao longa história.








Anônimo disse...

Infelizmente eu li por aí que o Rubinho poderá voltar para a F1... Caso uma equipe seja comprada, e ele o Rubens será o massa da equipe, o piloto experiente....
Elias Neto

Anselmo Coyote disse...

Ano passado eles "compraram" os pneus adequados e ganharam com os pés nas costas. Assim, como o Fluminense permaneceu na série A.

Agora foram p/tapetão legalizar uma fraude.

F1 é competição. Quem não quer competir, mas somente ganhar, que corra sozinho. Seria legal a Red Bull fundar uma categoria e correr sozinha, com o primeiro e o segundo piloto. Ah... e a filiar Toro Rosso também p/dar um ar de competição à bagaça. Kkkkkkk.

Querem saber?... a porta da rua é a serventia da casa. Vá pela sombra, pois o sol está quente.

Abs.