domingo, 6 de abril de 2014

Rascunho - Umas Coisinhas...



























Emerson Fittipaldi.

1981. Las Vegas.

E se tivéssemos hoje uma equipe na Fórmula 1 dirigida pelo nosso grande
campeão brigando com Mercedes, Red Bull e Ferrari?

Os pilotos da categoria máxima do automobilismo fizeram um pacto.

As dívidas das equipes com relação aos salários já atinge quase metade dos
motoristas em atividade.

E daí?

Fechados, eles falam até em paralisação se nada mudar.

A coisa ocorreria em algum momento durante os treinos livres desta temporada.

Falando em insatisfação, Bernie Ecclestone, a Ferrari e a Red Bull já idealizaram
o projeto de sua própria Fórmula 1.

A coisa tem até nome: GP1.

GP1Corradi???

A dupla de pilotos da Mercedes tem acesso a todas as informações de acertos
de carro dentro da equipe.

Não há segredinhos entre Nico e Lewis.

Por trás disso está o acordo de não existir ordens de equipe (como aconteceu no
início do ano passado) e o comprometimento de Rosberg e Hamilton de darem
prioridade ao Mundial de Construtores.

Duas equipes novas no circo???

Quero ver!

6 comentários:

Marcelo Arruda disse...

A Coopersucar era melhor que muita equipe que cresceu depois. como uma tal de Williams (tá, tinha $ de Arabe envolvida, eu sei...)
Se bem que talvez não tivesemos o Mercado americano de Automobilismo, via Indy, aberto para a gente.

È, a vida não tem se,mas que é interessante pensar, é...

RenatoS. disse...

Emerson no comando?? Tudo a ver.









Marques disse...

Red Bull é a equipe mais nojenta que existe na F1. A Ferrari sempre foi assim, mas pela primeira vez em 5 anos a Red Bull não está na frente e então eles querem mudar tudo na força. Se são assim que sumam e se dediquem a fazer corrida de avião

Alfredo Aguiar disse...

De novo Corradi
Toda temporada que a ferrari não larga na frente ela vai criar um campeonato a parte, ano passado estava junto a Mercedes nessa empreitada, já que a Red Bull jantava todo mundo. Nesse ano está junto com os rubro taurinos porque estão comendo poeira dos estrelados. Como mo monte-zé-mula pretende organizar essa nova categoria? Uma corrida com carros da ferrari, sauber, red bull e toro rosso? Todos correndo com motor ferrari? Essa parte política da F1 é muito chata e como tudo que envolve política, nojenta e deprimente!!!

Carlos Gil disse...

Os capos da Scuderia e os Bulls não fizeram o trabalho de casa tão bem quanto a Mercedes, e agora querem mudar as regras (das quais também são subscritores) de modo que o jogo seja do seu jeito.
Não fizeram o trabalho de casa tão bem quanto a Mercedes, e agora tentam distrair a atenção queixando-se do ruído (ou da falta dele), da quantidade de combustível, dos pneus, da cor do céu...
Penso que em breve os Fiats vão ficar sem a companhia dos Bulls, mas dá gosto ver e ouvir "Seb, Daniel is faster, move away".
CG

Rodrigo disse...

Que saco esses maus-perdedores, essa politicalha. Nada mais injusto do que mudar as regras no meio do jogo.

Insatisfeito? Por que concordou no início, carálio?

Se (SE!) estivesse previsto no regulamento uma revisão em algum momento no campeonato com a obrigatoriedade de concordância de X% dos concorrente eu ficaria calado (discutível essa regra), mas reclamar com a bola rolando não!

Tem algo irregular nos Mercedes? Não? Então trabalhe melhor da próxima vez, cara-pálida.

Rodrigo Medeiros

P.S.: eu só acho que deveria haver alguma forma de igualar mais os maiores dos menores, por exemplo, com limite orçamentário.