domingo, 6 de abril de 2014

Rascunho - GP do Bahrein



























Primeiro o lado bom.

Que horário maravilhoso!

Mais.

Essa corrida do Bahrein foi muito movimentada e cheia de alternativas.

Foi interessante ver a batalha entre companheiros de equipe.

E Lewis Hamilton exibiu todo o seu talento.

Após a relargada, Nico Rosberg tentou de todas as formas ultrapassar seu
companheiro.

O filho de Keke lutava contra o tempo.

Precisava alcançar sua meta antes que seus pneus (macios) perdessem o melhor
momento para os de Lewis (mais duros).

Nas primeiras voltas seria bem difícil, pois teria que esperar a autorização de usar
a asa móvel (DRS).

Com o auxílio do apetrecho, Rosberg tentou duas vezes derrotar seu companheiro.

Não deu certo.

A chance passou e Hamilton voltou a girar mais rápido e conduziu sua Mercedes
para a vitória.

Repito: Hamilton é mais talentoso.

E quando está focado, faz coisas que lembram Ayrton Senna.

Mas existem as distrações.

E o verão europeu está chegando.

Agora o lado ruim.

O safety-car prejudicou a estratégias de algumas equipes.

Torço pelo planejamento e não pelo acaso.

No lado mau também está a Ferrari.

Ver Fernando Alonso comemorando ao chegar à frente do "Salvador da Pátria"
foi hilário.

Coisa que Luca di Montezemolo não viu.

O Avvocato deixou o autódromo quando faltavam doze voltas para o final da prova.

"Muito lenta. Dói ver essa Ferrari!"

Falou.

Nos últimos noventa grandes prêmios da F1, a Scuderia Italiana venceu apenas
onze.

Chega de mazelas.

Você sabia?

A Force India já é segunda melhor no Mundial de Construtores.

E o Felipe Massa?

Fez uma largada espetacular que o colocou de volta à corrida.

Foi um belo troco sobre a classificação do dia anterior.

Depois a coisa, como sempre, se equilibrou com Valtteri Bottas.

O brasileiro venceu o duelo interno.

Mas ficou comprovado mais uma vez que qualquer infortúnio ou pequeno erro
pode pender a balança pro outro lado.

Massa enfrenta um grande desafio.

E enfrenta sem medo.

Porém não pode dar trégua.

Interessante essa Red Bull 2014.

Não o carro...

As câmeras onboard me fazem espremer minhas obturações com o barulho
daquele motor Renault engasgado.

Acho estranho ver Daniel Ricciardo atacar Sebastian Vettel de forma estarrecedora
e ainda sob o olhar permissivo da equipe.

Surge uma dúvida.

Então recorro a sabedoria do Tordo.

A resposta?

"Não se trata um diamante tetracampeão dessa forma.

A não ser que ele não pertença mais à você..."

Faz sentido.

Esse Tordo sabe das coisas.

E qual seria o lado certo da imagem?


















22 comentários:

Anônimo disse...

Quem arrematou o diamante? Italianos ou ingleses?

Pedro disse...

Pra mim aquela comemoraçao do Choronso foi uma acida e ironica critica direcionada a sua equipe.

RenatoS. disse...

Vou pegar emprestado as palavras de outro:

O pódio hoje cabia no mínimo uns 10 pilotos.



Rodrigo Keke disse...

Alonso, utilizando todas as linguagens que conhece para mandar recados a sua equipe. Hilário mesmo!

E concordo, corridona. Galvão e Reginaldo salivavam de prazer em seus microfones, pelas disputas e por ver Felipe combativo na pista (e levando a melhor sobre o companheiro). Faz parte!

Corradi, seu silêncio sobre a Mclaren nesse fim de semana é uma forma sutil de dizer que pra você a temporada da trupe de Woking já era? Ou apenas reflexo da insignificância dos carros prateados no Bahrein? RS.

E o Maldonado salvou a corrida bem ao seu estilo hehe.

Rodrigo Keke disse...

P.S: o chicano Pérez no pódio, o contraste perfeito para a melancólica corrida dos prateados. Ah sim, e que delícia ver Vettel tomando calor de companheiro de equipe.

Silvestre Zanon disse...

Também concordo com o comentário do Pedro. Alonso estava comemorando ironicamente.

Jeferson Araújo Pereira disse...

Massa= 12 pontos. Raikkonen = 7. Até o momento, a Ferrari não fez uma boa troca...

O gesto do Alonso foi hilário e direto: eu consegui pontuar com essa bosta de carro.

Reginaldo Leme chamou Bottas de BOSTA, fez a correção, mas...

Não entendi o fato de você estranhar o Ricciardo atacar o Vettel. O que você queria?Talvez uma ordem de rádio mais ou menos assim: "Ricciardo, você é 2º piloto e não pode ultrapassar o Vettel.Lembre-se: ele é tetra.

Em 2013 eu defendia a tese: QUALQUER piloto no carro de Vettel seria campeão,ou seja:Vettel não é genial.Ele está em 6º no campeonato.Se fosse tão genial como todos afirmam, ele deveria estar em 3º.

Anônimo disse...

A narração foi uma comédia, o que deixou a corrida ainda melhor.

eu ri muito com os dizeres:
"o rádio tá um silêncio"
"tá todo mundo liberado"
"rrrrrrrrrrasgando a reta"

O safety car atrapalhou a Willians, uma pena. O Massa quando partiu pra cima do Vettel quase perde tudo, pena que foi só uma tentativa. Massa precisa arriscar como faz na largada pra dar aquela moral, se não vai levar um calor do Bottas.

Uma pena o Kimi e a ferrari. Acho que o excesso de treinos na pré temporada o atrapalhou hehehe. Devido ao interesse inicial do bom finlandês, eu achava que a Ferrari viria miito bem. Triste saber que é mais uma draga esse carro em relação ao investimento. Pelo menos os italianos tem dinheiro infinito pra torrar em carros ruins. Gostaria de uma fonte financeira dessas hehehe.

Acho que Vettel ficará na Red Bull um bom tempo, o fato de Riccardo ter passado daquele jeito faz parte do jogo da Red Bull. Mesmo segundo piloto, Webber fazia umas estripolias em cima do Vettel, lutando inclusive pelo título. É bom saber que Riccardo pode ser razoavelmente livre, assim a Red Bull saberá o que tem mãos.

Felipe Meneses

Anônimo disse...

Pois é quero saber também? Newey assinou com outra equipe também? Quer dizer que estão sabotando o carro do Vettel? Massa provou que tem velocidade. Merece mais respeito, Corradi. Em vários momentos esteve em posição de pedir passagem mas não o fez. Seria hipocrisia se fizesse. Ganhou mais respeito ainda, dentro da pista e espero nesse blog também.

Leonardo disse...

Só os globais não entenderam que a "comemoração" do Alonso foi uma ironia...se eu fosse ele , metia o pé dali.....os caras simplesmente não sabem mais fazer carro.

Anônimo disse...

Corradi,

quero ver quando Alonso se aposentar da F1. Vai estar tao acido e tao 'eletrizado' que ninguem chegara a menos de dois metros dele.

Cinco temporadas. Nesta altura, Schumi pode sentir o gosto do titulo pela Ferrari. Mas, o time tinha um rumo, um desenvolvimento a seguir. E hoje? O Alonso parece um capacitor carregado vestido de limao-bravo.

Obrigado, Marcelo Citadini.

Rafael Schelb disse...

Concordo com tudo e, principalmente, com você ter dito que o horário foi uma beleza... Que venham mais corridas ao meio-dia... hehe

Anônimo disse...

Não foi o que eu vi!

Olhem depois o repeteco no SPORTV.
No momento que o Rosberg tenta passar o Luis ele tenta retardar a freada e toma o X. Depois ele sempre entra colado no Luis na reta abre a asa e nada muda... O carro não fica mais rápido que o do Luis! Muito estranho.

Marques disse...

Verão europeu? Sério?
Rosberguinho tomou mais uma na cabeça, mesmo sendo mais rápido no fim de semana...

Alfredo Aguiar disse...

O que penso é que e Red Bull está fazendo o que sempre fez, deixar seus pilotos serem pilotos de corrida. Eu seria um pouco mais "cauteloso" com relação ao desempenho de Vettel, quando a Renault tiver um motor minimamente competitivo ele vai partir pra cima do Ricciardo, que também está se mostrando um ótimo piloto. Belo espetáculo essa corrida do deserto!!!

Jobson disse...

Corradi,

Uma corrida bem interessante, principalmente pelos duelos internos.

As tentativas de ultrapassagem do Nico sobre o Hamilton foram previsíveis, sempre nos mesmos pontos...

Entre Ricciardo e Vettel, na minha opinião, uma situação normal, o australiano contava com o carro mais inteiro.

A comemoração do Fernando Alonso foi hilária, a Ferrari proibiu o espanhol de usar o twitter, mas ele foi bem criativo.

Abs.

Anônimo disse...

Quer dizer então que o alemãozinho só vence com um foguete na mão?? Quer dizer então que o alemãozinho toma surra do companheiro quando este não é uma completa mosca-morta?

Ah, tá.

Carlos Henrique

Daniel Chagas disse...

A comemoração do Alonso foi ironia pura, ele deve estar de saco cheio de ver os anos passando e não conseguir o tricampeonato. Como é questão de tempo ver Vettel na Ferrari, também é questão de tempo Alonso fora dela.

Anônimo disse...

Foi mesmo uma corrida muito boa!

Ainda bem que não perco meu tempo com a Rede Globo... por isso nem imagino o que o "Sr. No Tan Bueno" e comparsas disseram...

Mas foi bem interessante ver os comedidos ingleses da Sky Sports F1 empolgados com o GP.

O Safety Car atrapalhou a estratégia da Williams, por exemplo... Bottas e Massa trocaram pneus pouco antes da entrada dele. Não fosse o SC, teriam terminado mais à frente na classificação final.

Massa quase conseguiu consolidar a ultrapassagem em Vettel... mas com pneus duros e mais desgastados que os pneus médios e mais novos de Vettel ficou difícil... isso além de ter passeado pelos "marbles"...

Massa continua na mira. Em Melbourne foi Kobayashi. Em Sakhir quase foi o Pérez:
==>> http://www.f1fanatic.co.uk/wp-content/uploads/2014/04/start-bahr-2014-11.jpg


Tomara que os próximos GPs sejam, np mínimo, iguais a esse...


um abraço,
Renato Breder

Anselmo Coyote disse...

Não se iludam. As ordens de equipe estão liberadas porque estão no embate rotos x esfarrapados. Quando as coisas se acertarem, e refiro-me à Red Bull, Ferrari e Williams, volta tudo de novo.
O esporte não está acima do dinheiro. Ninguém está ali por esporte e sim por dinheiro. Ninguém rasga milhões de euros.
Abs.

miguel fernandez disse...

boa corrida (ate que en fim).

so uma coisa que apontar...eu nao vi alonso celebrando nada, pensei como voçe, mais o repetir apreciei que so tiraba o ar o protector da visera...

as veces vemos só o que queremos ver!

bem massa, o bottas que se dane...

saudos


Rodrigo disse...

Cara, dois segundos por volta em corrida é muito. Mais algumas corridas nessa levada e já vai ter neguinho pensando em 2015.

Corrida show. Muito disputada e em ótimo horário para mim. Pena que já vem outra corrida em horário infame.

Se Hamilton não perder a cabeça esse ano por motivos extra-pista novamente pode se considerar o principal candidato. O cara guia muito (sempre guiou, embora cometa erros infantis às vezes) e está no melhor carro com sobras. Para nossa sorte Rosberg não está vendendo barato.


Rodrigo Medeiros