quinta-feira, 9 de março de 2017

Can-Am























Lembrando da querida Can-Am.

Ensaio.

8 comentários:

Anônimo disse...

Uau!

Um belo Chaparral, já com um "DRS" mecânico (o comando!) no final dos anos 60...

... e uma belíssima foto de uma, não menos, belíssima tropa numa pista encharcada!

Bela Can-Am!



um abraço,
Renato Breder

walter disse...

cada foto!
Cada carro!
motores de oito litros!

Anônimo disse...

Sem falar na trilha de borracha preta da foto 2. . .
Coidelôco!!
Zé Maria

Anônimo disse...


Acompanhava direto pela revista Auto esporte as matérias sobre a serie Can- Am, aonde o domínio das McLarens oficiais era total, mas não consigo esquecer também de um piloto que tinha um nome comprido Lothar Motschenbacher não sei pq torcia sempre por ele.

Renato Santos disse...

Lindos carros. Lembram, para mim, meu tempo de criança, havia, na frente de minha casa um piloto de moto (vespas depenadas e envenenadas) que ganhava tudo. Elmar "Mazinho" marques da Costa era um rapaz bacana, gente boa, que de vez em quando me convidava para dar uma volta de carona na sua 36, amarela e preta. Um domingo, ao voltar de uma pescaria com a minha família, encontramos a nossa rua tomada de gente. Eu entendi na hora. Mazinho ouviu um ruído na sua moto durante uma corrida, foi ver o que era e bateu com a cabeça em um poste. Por muitos anos, seu quarto ficou como estava, com fotos de Chaparrals e Lolas enchendo as paredes.

Álvaro Gruendling- disse...

Hein Renato Santos!!! Por acaso esta morte nâo foi numa prova de rua em Santa Cruz do Sul? Eu era piá e assisti a esta prova. Inicio dos anos 70!

Renato Santos disse...

Álvaro Gruendling, tenho a lembrança de que a prova foi em Camaquã. No entanto, havia, sim, provas em Santa Cruz, eu morava em Venâncio Aires, a 30km. A época está correta.

Álvaro Gruendling- disse...

Olá Renato Santos!!
O poste ainda está no mesmo local, inclusive a rua com paralelepípedos!! É hoje uma área bem central em Santa Cruz e o piloto acidentado na época era de Venâncio Aires e chamava-se Mazinho. Por isso fiz a analogia. Eram comuns estas provas em Santa Cruz, que tinha um piloto conhecido (Beto Fritsch). Mas valeu a RETROSPECTIVA DE UMA ÉPOCA LEGAL!!!
Abraçâo