terça-feira, 14 de julho de 2015

Rascunho com Parênteses























Baku.

Azerbaidjão.

Parece mesmo um daqueles circuitos da Fórmula E.

Pista de rua com a beira-mar como cenário.

A Ferrari está um pouco decepcionada.

Todos (pilotos, engenheiros...) esperavam mais dos bólidos vermelhos.

Ainda falta muito para alcançar a Mercedes (e seu conjunto perfeito).

Talvez por isso o projeto de 2016 esteja tão adiantado.

Vale notar a confiança da Scuderia Italiana em James Allison.

O projetista está tendo total liberdade para criar.

(não há qualquer tipo intromissão externa em seu trabalho).

Falando em Ferrari, está havendo muito ruído entre Toto Wolff e a Williams.

Dizem que a coisa está ruim mesmo.

O motivo é o futuro de Valtteri Bottas.

O calendário da Fórmula 1 (que vazou) aponta para 21 etapas na temporada
que vem.

Olho vivo em duas coisas.

No Qatar que quer tomar a data da Austrália na abertura do campeonato.

E em Austin.

A entrada do México (datas coladinhas) ameaça o sucesso do evento
norte-americano.

Peter Prodromou (aquele que deixou a Red Bull para se juntar a McLaren)
não esqueceu sua parceria com Adrian Newey.

Algumas soluções do carro de Woking deixam isso muito evidente.

Por fim.

Nada como umas luzes nos lugares certos para esconder os segredos e
atrapalhar as imagens dos fotógrafos curiosos.

5 comentários:

Marcos José disse...

Surgiu um rumor que investidores americanos (liderados por Tavo Helmund e James Carney) estariam interessados em adquirir a Manor! A Renault poderá anunciar a compra da Lotus já na semana do GP da Hungria (será? mas o Grupo Genii nega).

Renato Santos disse...

Não tenho cacife para isso, mas peço, se possível, que se entrasse mais a fundo nesses detalhes das "soluções", quais são, eu gostaria muito que fossem mais discutidas.

Ron Groo disse...

Baku é pra jacu, diria o Pica Pau.
Traçado ridículo pra corrida idem, pode escrever.

Marcos José disse...

Está "suposta" compra da Manor por "investidores americanos" não teria também uma "certa participação" da Qatar Investiment Authority por trás desse negócio (será que com essa manobra estaria facilitada também a "entrada" do Grupo VW na F1)? O Bottas está "reclamando" demais ultimamente na imprensa (será que surgiu mais alguém "inesperado" na disputa pela vaga na Scuderia?)! A Renault está preparando um novo motor para ser certificado pela FIA já para o ano que vem (com 40 HP a mais que o usado em 2015 e já com o dedo de Mario Illen na sua preparação, este seria o sinal de que o retorno da equipe própria já está a caminho!?). O interessante que atualmente os boatos envolvendo as entradas da VW e da Aston Martin na F1 "desapareceram" completamente dos noticiários...

Társio disse...

Sobre o desempenho da Ferrari acho que ainda é cedo para falar. Não estamos nem nada metade da temporada.

Mas ao que pareceu nas ultimas 2 corridas, Fernando Alonso estava certo em dizer que a Ferrari continua a mesma desde 2009. Bate na trave mas não acerta o gol.

Estou ansioso para ver a mudança nas largadas a partir de Spa. Tomara que surta algum efeito real.

Valeu!
Abç