quarta-feira, 18 de novembro de 2015

18 Metros












































Bom dia Petrolheads!

Espanha. 1992.

Imagens de Perry McCarthy descobrindo as mazelas de dirigir uma Andrea
Moda.

(pra quem não sabe, McCarthy foi o primeiro Stig do programa Top Gear)

Além da passagem pela equipe amadora de Andrea Sassetti, esse britânico
também testou pela Williams e Benetton.

Sem espaço na Fórmula 1, a partir de meados da década de 90 ele retornou
para o Endurance.

Lembrando que anos antes ele havia participado da série americana IMSA
onde conquistou a única vitória de sua carreira.























Nesse período, com participações nas 24 horas de Le Mans, McCarthy
teve suas melhores oportunidades e chegou a pilotar por times como
Oreca, DAMS e Audi.

No entanto não obteve qualquer resultado relevante.

Quando questionado se ele é o driver mais azarado do mundo, McCarthy
costuma responder de forma bem humorada.

"Dick Vigarista teve mais sorte do que eu!"






4 comentários:

Al Unser Jr. disse...

"série americana IMSA
onde conquistou a única vitória de sua carreira"

Vejo mais falta de competência do que azar.

A não ser que tenha alguma outra história ainda não relatada por V.S.

jan crispim disse...

raul boesel

Danilo Silva disse...

capacete do Gilles Villeneuve?

Jorge Maxwell disse...

Independente de qualquer coisa, como era bonito e elegante esse carro da Andrea Moda. Uma pena que era uma cadeira elétrica total e superlativa.

Outra coisa que sempre me chama a atenção quando vejo esses carros é como o santoantonio é "estreito", praticamente não existindo potencializando ainda mais essa bomba.

http://www.fastestlap.es/wp-content/uploads/2010/12/1992robertomorenoandrea1.jpg

Numa capotagem, esra torcer para o silver tape segurar...

Abs