domingo, 20 de março de 2016

Rascunho Iluminista
























Iluminismo!

Saímos das trevas dos testes e especulações e entramos finalmente nas
provas do conhecimento.

Lembrando que informação não é conhecimento.

Conhecimento se forma através da interpretação correta dos fatos.

Da investigação.

A Igualdade é Branca.

Parece que vimos uma esperança para fim do absolutismo monárquico
da Mercedes.

Não estamos tão longe.

No apagar das luzes a Ferrari saltou e abriu.

Rumava para a glória.

Então Fernando Alonso nos fez lembrar que a morte sempre está por
perto.

Os asturiano andou e todos respiramos aliviados.

Mas a interrupção foi nefasta para a Scuderia Italiana.

E para Vettel.

As flechas de prata puderam anular a vantagem adversária e colocar seus
planos em prática.

Planos melhores.

Seu entendimento fez Nico Rosberg alcançar a vitória.

Todos tinham as informações, entretanto o conhecimento estava com a
Mercedes.

A Liberdade é Azul.

Não deve haver intervenção.

E Max Verstappen precisa entender isso.

Seu clamor para que a Toro Rosso mandasse Carlos Sainz Jr. desobstruir
seu caminho não soou bem.

O jovem precisa entender que é livre, mas que existem limites.

Desequilíbrio não funciona dentro da categoria máxima do automobilismo.

A Fórmula 1 é calma.

Romain Grosjean possuía menos recursos que o jovem holandês.

Mas sua disciplina lhe trouxe uma recompensa maior.

Fica a lição do piloto francês.

Que entendeu como ninguém nos últimos anos que a ansiedade não traz
benefícios.

A Fraternidade é Vermelha.

A FIA cedeu.

As regras das comunicações proibidas foram esquecidas.

A qualificação deverá sofrer nova alteração.

A  irmandade das fabricante só faz aumentar sua força.


































E querem cada vez mais poder político e econômico.

Bernie Ecclestone usou a palavra cartel.

Forte.

A guerra está cada vez mais aberta!

Por fim.

Uma declaração.

Helmut Marko confessou que a Red Bull se estruturou em Milton Keynes para
desenvolver seu próprio motor.

Porém os custos e a complexidade de tamanha empreitada atrasaram os planos.

OK.

A gente já sabia!

Clique aqui para lembrar.

19 comentários:

Danilo Silva disse...

Será que nesse acidente o halo não poderia ter machucado o Alonso? O carro ficou todo destruído mas nada acertou a cabeça dele. Um troço daquele acima da cabeça não poderia tê-lo acertado durante a capotagem?

roger thornhill disse...

Além de fanático pela F1, também sou cinéfilo.Fiquei muito feliz por você ter citado os filmes da trilogia do Krzysztof Kieslowski nesse post.

O acidente com o Alonso: classifico como milagre o fato dele não ter morrido na pista.

Parece que alguém disse ao Max Verstappen que ele é o novo Senna e ... ele acreditou!Mas alguém precisa dizer pra ele que o Senna não ficava pedindo pelo rádio (foram 4 vezes!!) para o companheiro de equipe liberar a ultrapassagem.Foi o momento mais ridículo da corrida.

Haas pontuando na estréia: o principal acontecimento da corrida.Inesquecível!

Hamilton perdeu a corrida na largada.Mal, muito mal.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Haas= 8 pontos
Grosjean= 8 pontos

McLaren= zero
Button = zero.Ele chegou em 14º lugar!!

Semana passada eu avisei, nesse blog, que a Haas chegaria na frente da McLaren.Outra vez, mais um carro mal nascido.Quanta decadência!

Óbvio ululante, mas precisa ser repetido: foi a estréia da Haas.

Daniel Chagas disse...

Dependendo da competência da Ferrari em desenvolver o bom carro que já tem em mãos a temporada pode ser parecida com a de 2003 quando Raikkonen levou a decisão para a última prova. Mas ainda acho que a Mercedes leva o campeonato (Hamilton tetra) com Vettel sendo vice. vamos ver se acerto.

S.A.C disse...

Senhor, senhor, senhoooor, não vai falar sobre Vetel com pneus mais novos e mais rápido não passar Hamilton com pneus mais duros e desgastados?

Senhor, volta aqui senhor, bate esse ponto de novo senhor rs

Társio disse...

Corradi,

Desculpe por cornetar, mas o "0.2 de diferença Vettel" SÓ tira no braço se não sair da pista enquanto persegue o Lewis. Errando e saindo da pista não rola, tem que ver isso ai... hehehehe.

Abç
Tarsio

Humberto Corradi disse...

Társio disse...
Corradi,

Desculpe por cornetar, mas o "0.2 de diferença Vettel" SÓ tira no braço se não sair da pista enquanto persegue o Lewis...

Sim, como se Hamilton não tivesse errado na largada e durante a perseguição (volta 52) quando permitiu a aproximação de Seb.

Valeu

Fidel Miño disse...

Dentro da pista, as ultrapassagems foram de Ferrari. Acho que neste ano os anti-Seb se vão dar muito mal...

Renato Santos disse...

No livro "Não sou um anjo". nota-se que Bernie tem poder à medida em que as escuderias se mantenham desunidas.

No momento em que começarem a se unir e cometer o até então pecado mortal de ajudar um adversário, talvez não haja penitência, e o paraíso os espere.

David Félix Krapp disse...

Fala Corradi !

cara tenho que dar o braço a torcer, Grosjean foi muito bem em sua estréia... nunca gostei do frances, acho Vergné bem mais talentoso e promissor, porém Romain fez uma bela corrida... e a Haas mostrou a receita pra uma nanica não ficar eternamente presa a este papel... muito esforço, trabalho, estrutura e pouco holofote... creio que esses são só os primeiros pontos de muitos nesta temporada...

Pessoal falou muito, mas honestamente, eu vi uma Ferrari superior a Mercedes nesta corrida... não infinitamente superior, mas com uma ligeira vantagem, tanto que após a largada sensacional Vettel e Raikkonen conseguiram abrir um pouco... o que acabou prejudicando a Ferrari foi o acidente do Alonso com o Gutierrez em que a Mercedes soube trabalhar muito bem a estratégia para colocar seus dois carros no pódio...

Por falar nisso, Hamilton fez quase 40 voltas com pneu médio !!!

Os carros de Toro Rosso e Red Bull mostram que só falta mesmo motor... a Williams tá na mesma... McLaren com início melhor do que o do ano passado, mas ainda assim não é um carro vencedor... Force India decepcionou um pouco, Renault tá ali no meio, não vejo a Sauber tão mal assim... Manor deve ser a rabeira, mas se bobear belisca uns pontinhos também...

Do acidente do Alonso aliás, concordo com o Danilo Silva, aquele halo enverga pra dentro do cockpit já era... game over pro cara... e esse acidente só serve pra lembrar o nível de segurança que os carros contam hoje, o cara saiu meio zonzo do que sobrou do carro (que não foi muito), mas andando e inteiro...

Verstappen reclamando do Sainz... tudo que vai, volta Verstappinho

Achei legal a proibição de comunicação, não sei por que vão voltar atrás nisso, os treinos realmente é meio dificil de acompanhar e o Q3 foi uma merda... eu ainda sou a favor da regra de uma volta só com direito a motor de treino... só assim pra vermos surpresas, do contrário vai ser um desfile de Hamilton e Vettel atrás do recorde do Senna de poles...

E as montadoras se unindo contra Bernie... triste... o tiozinho não larga o osso... já passou da hora do Bernie, eu não sou totalmente favorável ao domínio das montadores por que em um passado recente, quando elas dominavam a categoria, de repente resolveram que já não valia mais a pena e debandaram sem mais nem menos - Toyota / BMW / Honda / Renault - saíram do dia pra noite e não foi legal ver isso... antes a Jaguar também deu pra trás... porém o tio Bernie não pode deter os poderes que tem, sua visão de mercado está caduca... tá na hora de ele se aposentar e dar espaço a outra pessoa que consiga modernizar a F1...

Eu fiquei de certa forma satisfeito com a F1 nesse início de temporada... os carros estão relativamente bonitos, existe certo equilíbrio especialmente no pelotão intermediário pra trás... e ano que vem vão mudar tuuuudo de novo... igual 2007/08... que pra mim foi uma das melhores temporadas de F1 e em 2009 eles quase mataram a categoria...

A ver né Corradi... a ver...

Carlos Gil disse...

Depois das 12 Horas de Sebring fui deitar e não vi o GP em directo, vi em diferido e sem saber o que tinha acontecido.
O começo foi interessante, mas depois não foi muito diferente do habitual.
O Formula One Rolex Australian Grand Prix 2016 não deu para deixar esperanças de que a F1 esteja a caminhar para a sua ressurreição.

Em Alta:
- Nico Rosberg; quatro vitórias consecutivas, rápido, eficaz e discreto. Afinal, nem todos os indivíduos precisam de arrotar na entrada da sala para que avisar da sua chegada.
- Mercedes; deu para os seus pilotos darem um avanço na partida, jogar com a emoção dos espectadores durante a corrida, para no final fazer a dobradinha.
- Haas; chegou, viu e chegou nos pontos. Nem todos o conseguem.


Em Baixa:
- Qualificação; é tão óbvio que nem vou comentar.
- Max Verstappen; alguém que cale o garoto. Ontem ele esteve mais perto de ser o novo Calimero do que ser o novo Senna.
E já agora lembrem-no de que num qualquer GP de 2015, quando posto perante uma ordem de equipa para ceder a posição ele (e bem na minha opinião) não obedeceu.

Em Banho Maria:
- Tudo o mais; afinal foi o primeiro GP do campeonato.

CG

Anônimo disse...

Verstappinho deve ter confundido a dica dos engenheiros e ao invés de usar o "push to pass" achou que era para usar o "push to talk" no momento em que precisasse ultrapassar. . .
#falasééério!!
Zé Maria

Ron Groo disse...

Vamos dizer que a vitória da Mercedes foi pela metade.
Metade do ótimo carro que tem e metade da estratégia meio furada dos pneus do Vettel.
A corrida foi melhor do que eu esperava.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Revi o acidente umas 10 vezes.Alonso errou feio e ... não foi punido.Os comissários ficaram com pena porque o acidente foi horrível demais?

Humberto Corradi disse...

Anônimo Jeferson Araujo Pereira disse...
Revi o acidente umas 10 vezes.Alonso errou feio e ... não foi punido.Os comissários ficaram com pena porque o acidente foi horrível demais?

Houve também a perda de potência no carro de Gutierrez por conta de um defeito. A velocidade da Haas diminuiu demais.

Valeu

Anônimo disse...

Jefferson diz:

Corradi, que o Hamiltom erra com frequência você e nós já sabíamos, apenas questionamos a sua teroria do "Vettel Zero", lempra?
Sobre o "0,2 fácil, fácil" vou desconsiderar, pois a pista ao que parece, não favorecia ultrapassagens mesmo. Mas essa questão talvez será levantada posteriormente. Digo talvez porque certamente a Mercedes já percebeu que terá que usar o seu "zape" (carta da manga) bem antes do previsto.
Concordo que Alonso errou mas não sozinho, e que teve mesmo muita sorte.
Grosjean irretocavel!
Verstapinho, menino birrento.
Por isso a Formula 1 antiga era melhor, eram homens ao volante!

Abraço.

jffrodrigo@bol.com.br

LGD disse...

Bom, os destaques mais que positivos sem dúvida foram as Ferraris tomando a ponta em uma bela largada, Vettel tinha tudo para vencer na pista, mas realmente a estratégia deu a vitória também merecida à Mercedes de Rosberg. Foi muito boa a disputa final de Hamilton x Vettel, o erro do último é claro, se deve a estar forçando o máximo para ultrapassar e isso é ótimo.

Outros destaques no meu ponto de vista: Toro Rosso pelo desempenho, principalmente do Verstappen que estava com a faca nos dentes... uma pena as reclamações sobre o companheiro, demonstra que ainda é imatura para algumas coisas.

E a Haas? Que beleza de corrida, uma corrida justa, não fossem os abandonos à frente acredito que ficariam com o 9º ou 10º lugares, o que seria igualmente bom. Também gostei de ver as Manor andando na F-1, espero que continuem indo bem, assim como espero uma melhora da Sauber.

Sobre o acidente Alonso x Gutierrez, foi coisa de corrida, Alonso devia estar ensaiando mentalmente a ultrapassagem naquele ponto, só não contava que Gutierrez colocasse o carro um pouco à esquerda, não fosse isso teriam ficado lado a lado... foi coisa como quando duas pessoas falam a mesma coisa ao mesmo tempo, mais uma vez: acidente de corrida.

Felipe disse...

Para os grandes destaques da corrida foram Haas e Grosjean e a equipe Williams, que numa absoluta competência, fez a troca de Massa em incríveis 2,6s!! O que prova realmente o que Massa já havia dito: a equipe trabalha maravilhosamente bem na troca, o problema era a bendita porca da roda!
parece que resolveram o problema, depois de uma temporada toda usando a mesma porca!
E acho que a Ferrari tem chão ainda para chegar na Mercedes. Vettel pulou na frente com Kimi, sim. Mas a Mercedes iria descontar e ultrapassar até o fim da prova. A bandeira vermelha só antecipou isso!

Eduardo Bisotto disse...

Além da estratégia errada, a Ferrari errou e atrasou o pit de Sebastian. Não fosse isso e ao menos o segundo lugar estaria garantido.