domingo, 3 de abril de 2016

Rascunho Cauto














































Sempre defendi Nico Rosberg.

Achava que tinha força para chegar ao título mundial.

Ninguém fez o que ele fez com Michael Schumacher.

Mas aí veio a parceria com Lewis Hamilton.

E as decepções se sucederam.

Faltava brio.

Algo se perdeu no caminho.

Minha paciência se esgotou quando no final de setembro de 2015 ele aceitou
a passagem de Hamilton em Suzuka.

Clique aqui para lembrar.

As três vitórias ao final daquela temporada não convenceram.

Toda a desconfiança estava no ar.

Eis que surge um novo ano.

E Rosberg segue vencendo.

Posso afirmar.

Se sua capacidade inata encontrou com a vontade, sim, teremos um campeão
inédito.

Eu?

Ainda sigo desconfiado.

Com Verstappen indo para a Red Bull, a Mercedes avalia suas outras opções.

Ocon e Wehrlein.

A Ferrari se mostrou outra vez capaz (dessa vez com Kimi) e frágil (com Vettel).

Creio que a temporada será de muitas emoções.

Wolff revelou que a Mercedes trabalha de forma intensa para a resolver os espirros
que seus bólidos são acometidos assim que as luzes são apagadas.

Sergio Marchionne (FIAT) está fazendo de tudo para engolir a Sauber.

A casa suíça seria do tamanho exato para abrigar a chegada da Alfa Romeo.

























A nova Fórmula 1 pertence as fabricantes e não há lugar para aqueles que não
estejam afinados com seus interesses.

Notou que Stoffel Vandoorne foi o primeiro piloto da McLaren a pontuar em
2016?

Prejuízo teve Jenson Button que usará uma nova unidade de força na China.

Que bom ver a Manor participando das corridas de forma real!

A Williams não está se entendendo com os pneus.

E a história da asa nova usada por Felipe Massa me pareceu mais um teste.

Coisa de última hora com torcida pra dar certo.

Romain Grosjean vai pavimentando seu caminho para Maranello.

Por fim.

Hugo Boss - Mercedes.

25 de agosto é meu aniversário.












21 comentários:

Renato Santos disse...

Vocë merece os pisantes!

Leandro Angelo disse...

Tomara que dê certo esse negócio Fiat/Sauber.

Além de salvar a equipe de Hinwill, teríamos a volta da Alfa e politicamente a Ferrari se equilibra com a Mercedes por exercer poder e controle sobre duas equipes além da dela.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Devido aos problemas do Alonso, vamos deixá-lo de fora, mas a coisa toda está muito feia para o Button: zero pontos.Vandoorne: 1 ponto.

Parece um sonho, mas é realidade: Grosjean está em 5º lugar no campeonato: 18 pontos.

Daniel Chagas disse...

Sinceramente eu acho que Hamilton teve um pouco de azar nas duas primeiras corridas, portanto, ainda estou com um pé atrás em relação ao Nico. Se fosse para apostar hoje,eu ainda arriscaria no Lewis para ser campeão com a diferença que dessa vez vai haver disputa de verdade entre os dois. E na Williams o caso é mais sério do que eu pensava. Assisti a corrida na Globo e no SporTV e constatei que a equipe vez a mesma estratégia da Sauber! O problema da Williams não são os pneus, é a mentalidade de equipe pequena que tem.

Eduardo Sacramento disse...

Achei que o Wehrlein fez uma baita corrida. Não precisamos esperar a equipe de transmissão da Globo elogiar algm, até pq mts vezes esquecem disso.

Bico da Williams. Fiquei com a mesma impressão. Nem usaram o bico na sexta, pois chegou apenas de noite. Meio amador, afinal é necessário uma adaptação.

Para finalizar, Corrari e demais amigos cientes do assunto, poderiam explicar o interesse da Fiat em incluir a Alfa Romeo na F1? Sei que a Ferrari está num processo de separação do grupo FCA, no qual utilizarão de manobras para manterem o controle administrativo. Seria a Alfa Romeo apenas uma equipe irmã da Ferrari ou um plano B da Fiat?

Humberto Corradi disse...

Eduardo Sacramento disse...


Para finalizar, Corradi e demais amigos cientes do assunto, poderiam explicar o interesse da Fiat em incluir a Alfa Romeo na F1?

A Fórmula 1 ainda é a melhor vitrine para a indústria dentro do automobilismo. O objetivo de entrar com a Alfa Romeo é simples: alavancar as vendas colocando a marca italiana sob os holofotes.

Valeu

Óscar Alho disse...

Alfa Romeo-Sauber soa bem :)
Haas é uma chpada para todos
vale o que vale, mas nao so grosjean esta em quinto como tambem esta a equipa
é o primeiro ano da equipa, nao se esquecam que nem sabiam encaxar um motor no carro, vieram do zero

David Félix Krapp disse...

Cara nãi da pra entender esse pessoal de estrategia da Williams... estavam em segundo e que tatica foi essa de duas paradas mesmo com o ganho de posições ??? Ta faltando dinamismo e ousadia...

Nico ta me calando... mas ele tem que se manter assim se quiser ser campeão...

Grosjean aproveitando muito bem sua oportunidade...

A Ferrari e estranha... parece que vai, mas ainda falta algo...

FIAT comprando a Sauber ??? Não queria falar mas a Maseratti não e uma marca mais esportiva que a Alfa Romeo ?? E a Ferrari não poderia usar as duas marcas em suas equipes satelites (Haas e Sauber) ???

Leandro Angelo disse...

A Alfa vem passando por um periodo de vendas abaixo do normal, mas vem passando por uma reformulação de sua linha de produtos.

Para a FCA uma equipe Alfa não só promove esse revamp mercadológico, como trás mais dois benefícios:

1 - Aumenta seu poder de fogo com a FIA e a FOm, colocando-a com poder de fogo igual à Mercedes (duas equipes com forte influencia e uma satélite), como com a RedBull (controle total sobre duas equipes)

2 - Tendo a Sauber Alfa Romeo (soa bem, não?) mais a Haas no mesmo guarda-chuva técnico pode obter massa de dados críticos mais consistentes do que hoje.

Társio disse...

Corradi,

Acho que na transmissão do Sportv comentaram que os pilotos da Ferrari não estavam usando o turbo durante toda a reta, desligavam antes para evitar falha. Procede isso?

O Lito Cavalcanti comentou até que seria um erro de projeto...

Fora esse possivel problema de confiabilidade na Ferrari, com Kimi na Australia e com Vettel no Bahrein, a Ferrari parece muito promissora. No fim da corrida o Kimi chegou a uma distancia de uns 10s do Nico. Se fosse o Vettel provavelmente a distancia seria ainda menor.

E a Haas & Grosjean fizeram deste domingo um dia melhor!

Abç
Tarsio

Lucas Canarie disse...

Uma coisa que pouca gente comentou foi a péssima corrida das Force India. Mesmo se embolando no início lá trás na larga elas não conseguiram ir pro pelotão da frente e brigaram com a Sauber na rabeira, ficando até atrás da Manor do Pascal boa parte da corrida.

Sabe o que rolou lá Corradi?

Leandro Fontes disse...

Sobre o que o Rosberg fez com o Schumacher, acho que se deve levar em consideração que ele superou um Schumacher com mais de 40 anos, que estava há três anos parado e que voltou numa F1 que não se treinava mais toda semana. Por mais que o Schumacher não seja um piloto qualquer, estes fatores pesam em qualquer piloto. Por isso, nunca vi o Rosberg sendo "tudo isso", sempre o considerei um bom piloto, mas um piloto "normal", abaixo de Vettel, Alonso e Hamilton (não necessariamente nesta ordem).

LGD disse...

Concordo com o que o David Félix escreveu sobre a estratégia (falta de) da Williams: tudo bem que a estratégia das paradas estava definida antes da largada, mas, com uma largada daquelas os caras não terem repensado a estratégia foi um erro que só seria minimizado, caso fosse provocado pela Haas, que é uma equipe nova na F-1, imperdoável uma equipe clássica como a Williams comentar tamanho erro, ser tão inflexível.

Sobre Nico Rosberg, não vejo nele a gana para ser campeão, foi apenas a segunda corrida da temporada e vejo Hamilton muito mais combativo que ele, mas não me espantarei caso ele seja campeão, mas só vejo isso ocorrendo caso continue ocorrendo "problemas" com Hamilton.

Torci para o Pascal pontuar, estou feliz em ver a Manor brigando ali no meio e não apenas figurando no fundo do pelotão. Devem conseguir algo este ano.

Marcelo Mason disse...

Me parece muito mais desmérito (existe desmérito?) do Lewis do que propriamente mérito do Rosberg... veremos nas cenas dos proximos capitulos...

Sobre o que foi falado do turbo da Ferrari no Sportv, procede Corradi? Sabe de algo?

abs e boa semana à todos

Marcos José disse...

Desde que a Monisha entrou na gerência da Sauber, o rendimento da equipe suíça só vem caindo (ou seria apenas coincidência?). E agora a Sauber está na mãos de Sergio Marcchionne para ser salva (que ironia?) de seu "futuro nebuloso"! O tal plano traçado por Marcchionne (de controlar a F1) está pra ser concretizar...mas agora fica uma questão: o Grupo FCA tem dinheiro em caixa "sobrando" para comprar a Sauber neste momento?? Será um grave problema de refrigeração nos freios dos carros da Force India; a causa desta queda de rendimento neste momento na equipe indiana?? Parece que a Williams não se adaptou (e bem) a regra dos 3 tipos de pneus para este ano; talvez isto explica a escolha pela a tal "estratégia de equipe pequena" pela Williams (ou será que surgiu um novo problema que não estava previsto pela equipe neste momento no uso destes tipos de pneus depois dos testes da pre-temporada; talvez o uso de um bico mais curto no carro resolva o problema detectado agora pela equipe) feita no Bahrain.

juniorcaixote disse...

Também percebi essa fraqueza das Force India.

Anônimo disse...

Ao Tarsio, creio que a Ferrari estava desligando um dos motores elétricos, não o turbo.

Em relação à Alfa Romeo, além da questão de marketing, imagino que a lançando como construtor de motor em verdade a Ferrari também busca ter o dobro de fichas de desenvolvimento, se é que esse sistema vai ser mantido. Creio que era essa a ideia que tentaram colocar na RBR quando falaram que seria um "desafio de engenharia".

Alguns falaram em Sauber-Alfa Romeo, mas se comprassem a equipe não seria para colocar mesmo o nome de Alfa Romeo e sumir com o nome suíço de uma vez? Aliás, se usarem o poderio da Ferrari e usarem o mesmo expediente que foi usado com a Haas e ainda contando com o desempenho razoável da STR poderiam montar um pelotão inteiro...

Pela dúvida do Eduardo que lembrou da história que pretendem desvencilhar a Ferrari da FCA, na verdade parece que as ações colocadas em bolsa de valores foram compradas pelos próprios acionistas da Fiat...

Cristiano Buratto

Cristiano

Jeferson Araújo Pereira disse...

Wehrlein: 13º.Nasr: 14º. Hulkenberg: 15º. Pérez: 16º

Se uma Manor chegou à frente de uma Sauber e duas Force India, então não há o que discutir: a equipe nanica de 2016 é a Force India.

Mas e a Sauber? Eu tenho uma dúvida: a Sauber irá correr na China? O empresário de Felipe Nasr já deve estar entrando em contato com a Alfa Romeo...

Eduardo Sacramento disse...

Cristiano, não sabia que os próprios acionistas haviam comprado as ações. Então ficou tudo em casa.

Um novo período de patrocínio se iniciou na F1: o das fabricantes de carros. Era a Infiniti apenas. Agora tem os fortes rumores da Aston Martin e a Alfa Romeo. Se bem que esta última deve ser uma equipe.

Sobre o desligamento de um dos motores elétricos, quem faz isso também é o motor Honda.

Eduardo Casola Filho disse...

Ao ler o post de Suzuka 2015, veio o GP da Austrália na minha mente, com aquela largada em que o Nico jogou o carro em cima do Hamilton na primeira curva. Ele fez em Melbourne o que deixou de fazer no Japão.

O Rosberg está mais concentrado e parece com mais foco em relação aos dois últimos anos, mas não pode cometer nenhum mísero erro e tem que mostrar mais força mental que o Hamilton nos momentos-chave para ganhar. Não é tão fácil, mas não vejo como algo difícil. Por isso, ainda aposto que o germânico levará essa.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Hamilton X Rosberg: foram apenas duas corridas.Qualquer tipo de análise é prematura.Precisamos dar tempo ao tempo.Sejamos sinceros: todo nós sabemos que Hamilton é infinitamente superior.E que ninguém consegue ganhar TODAS as corridas.Nem o Senna conseguia isso. E eu não vou ficar em cima do muro:sou um grande fã do Hamilton e vejo o Rosberg como um piloto do 2º escalão.

Baixando o nível, indo ao fundo do poço: Rio Haryanto é muuuuuuiiiiito ruim! Disparado, o pior piloto do grid.