sábado, 24 de dezembro de 2016

Pequenas Passagens























Certas coisas são difíceis de esquecer.

Ainda mais se as mesmas alteram toda uma vida.

Interlagos.

2008.

A última etapa daquela temporada segue sendo uma ferida aberta.

Para a torcida brasileira.

Para a torcida italiana.

Para a Ferrari.

E, principalmente, para Felipe Massa.

Um título que poderia ter mudado a carreira do piloto brasileiro.

Porque pertencer a galeria dos nobres faz toda a diferença.

Massa ao relembrar aquele ano tem mais mágoa por Cingapura e o escândalo
do muro do que qualquer outra coisa.

Mas a corrida no Brasil teve requintes de crueldade.

E sempre traz dúvidas sobre a última volta.

Massa cruzou a linha de chegada como campeão.

Lewis Hamilton precisava de forma desesperada ganhar uma posição para mudar
a história.

Aparece então o personagem de Timo Glock.

O alemão abre sua derradeira volta se arrastando na pista.

Fez um giro horroroso.

Olhando a câmera on board nos passa a impressão de estar passeando.

Ele conseguiu ser cerca de vinte segundos pior do que em sua volta anterior.

Vinte!

Por consequência disso foi ultrapassado por Sebastian Vettel, Hamilton e mais
três retardatários.

Dessa maneira Lewis alcançou seu primeiro título.

Deixando Massa com um amargo segundo lugar.

As dúvidas.

Apesar da situação (asfalto molhado, pneu desgastado), o giro de Glock não
poderia ter sido melhor?

Houve desinteresse por parte do alemão da Toyota?

Perder tanto tempo em relação a volta anterior não levantaria uma suspeita
válida?

Perguntas.

Entretanto temos um dado crucial e extremamente relevante.

Quando comparamos o desempenho de Glock com seu companheiro Jarno
Trulli.

Já que ambos estavam em condições praticamente iguais.

E surge a surpresa.

Ao olharmos o tempo de Trulli na volta final todas as questões são respondidas.

As pessoas acham a verdade bonita, mas ninguém gosta muito dela.

Os tempos dos dois pilotos da Toyota não são parecidos.

São idênticos.

Até mesmo nos milésimos!

E, como sabemos, os números contam sempre a verdade.

24 comentários:

Renato Santos disse...

Feliz Natal e um ano novo com regulamento zerado!

Rogério disse...

Serio Corradi???
Seu post me deixou chocado.

Rafael Pacheco Velho disse...

Post muito interessante.

Informação que nunca tinha lido a respeito.

Obrigado.

Anderson Lopes disse...

Mas alguém ainda duvidava disso?

Manoel Sena disse...

Bom, pelo que eu entendi o artigo do Corradi diz claramente que NÃO houve nada proposital.
Pouca gente lembra das punições dadas ao Hamilton durante o ano. Em especial na Bélgica. E em Cingapura o Massa perdeu pelas falhas na parada, não pelo Crashgate.
Acho um absurdo o Massa querer de vez em quando ser campeão moral de 2008. Não é. E eu torço sim por ele. Mas não se pode negar os fatos.

Claudio Guerra disse...

É preciso analisar mais a fundo.
De modo geral em 2008, Lewis Hamilton mereceu o título.
Felipe Massa foi prejudicado pelos 2 fatores: quebra do motor na Hungria e pit stop desastroso feito pela Ferrari na Cingapura e causado pelo "acidente" estranho do Nelsinho Piquet.
Hamilton perdeu pontos conquistados na Bélgica, o que permitiu o Massa encostar nele já no GP Brasil.
No final, prevaleceu a consistência do Lewis, mesmo com o "azar" dos outros como Timo Glock.

Jeferson Araujo Pereira disse...

Entre 2008 e 2016, Massa revelou-se um obcecado pelo escândalo do muro em Cingapura. Na imprensa escrita, falada, televisada e "internetada",ele praticamente ignora tudo o que aconteceu em 2008, e concentra toda a sua raiva apenas no episódio da picaretagem com o Nelsinho Piquet. Eu defendo a tese de que ele pensa nesse assunto todo dia!!!

Essa informação que você trouxe, sobre o tempo de Glock e Trulli ser idênticos, até nos milésimos, é inédita pra mim, e eu considero um bom exemplo de jornalismo muito bem feito.Parabéns!

Ituano Voador disse...

2008 foi um campeonato de muitos erros de seus protagonistas; Hamilton, além de provocar um apenamento sem sentido em Spa, teve aquelas barbeiragens no Bahrein, com Alonso, e com o Raikkonen no Canadá, e Massa errou feio na Austrália e na Malásia, além daquela péssima corrida na Inglaterra. Já a Ferrari teve mais erros, como equipe, que a McLaren. Tudo somado, os dois mereciam o título; pena que só um podia levantar a taça, e esse não foi o Massa.
Abs

Unknown disse...

Quando o Massa sempre fala sobre o que aconteceu em Cingapura é completamente compreensível. Pelo simples fato de que isso é desonesto e não faz parte da corrida. Enquanto batidas, punições ppr erros de pilotagem, erros dos pilotos e batidas tudo isso está nas variáveis que podem interferir no título, faz parte do espetáculo. Já a batida combinada pela Renault foi desonesto, fora do jogo. Uma coisa é perder por seus deméritos outra é por causa de sacanagem.

Claudio Guerra disse...

É verdade.

Claudio Guerra disse...

É verdade que Massa ficou obcecado por esse assunto de Cingapura o tempo todo.
Passou, passou.
Tem de deixar isso para trás.

Claudio Guerra disse...

Bom, o principal responsável de toda a confusão em Cingapura é Flávio Briatore.

Rafael Vieira disse...

Se os números da Toyota foram esses nada a julgá-los, ainda mais quando após a corrida, Felipe Motta, até então da Jovem Pan, foi pessoalmente conferir o carro de Glock e confirmou a condição deplorável dos pneus da Toyota. Eles arriscaram que a pista fosse secar, mas deram azar.

Quanto a história de Cingapura, sinceramente acho que Massa até chorou pouco, pois se houve irregularidade na prova, os pontos deveriam ser anulados e ele seria campeão,mas acredito que Bernie deve ter garantido a ele mais uns 5 anos na categoria em troca do seu silêncio.

David Félix Krapp disse...

Eu acho curioso e até mesmo triste ás vezes as reações dos torcedores brasileiros a este assunto... a total falta de empatia pela situação... imagine que voce está a apenas um minúsculo momento de conseguir realizar seu maior sonho profissional... aquilo pelo qual voce trabalhou por anos e anos a fio... que perdeu o sono... perdeu convivencia com a família, com os amigos em busca desse objetivo maior... aí no último segundo voce não consegue... tudo bem, dói muito mas voce se resigna com o tempo... aí... depois de míseros 6 meses quando voce já havia aceitado o fato voce descobre que uma das etapas da quaç voce participou em busca desse objetivo foi fraudulenta e que essa fraude influenciou diretamente nos seus resultados tanto na etapa fraudulenta quanto no resultado final e que se essa etapa fraudulenta fosse anulada voce conseguiria alcançar seu maior sonho...

Voce deixaria para trás ? Esqueceria ? Really ? Eu tenho certeza que não... e o Massa também não esqueceu... assim como qualquer pessoa que ama F1 e sabe reconhecer o que é justo e o que não é... eu ja falei isso aqui no blog e repito independente das pedradas... Massa é o autentico campeão de 2008... tanto Lewis quanto Felipe tiveram um ano cheio de infortúnios, mas nenhum foi fraudulento, todos foram lances de corrida... apenas o GP de Cingapura teve fraude... pela lógica ele deveria ser anulado... até em esportes tão corruptos quanto a F1 como o futebol... na série A da Itália anularam 3 títulos italianos da Juventus pela manipulação de se lá 10 partidas em 3 anos... enfim... repito... é muito triste ver a total falta de empatia do torcedor brasileiro... mas enfim... é que a síndrome de vira lata tá cada vez mais forte por aqui...

Diogo Moura disse...

O Glock estava lá atrás, tentou o pulo do gato ao não trocar pneus esperando que a chuva não caísse tão forte nas duas voltas finais, só que caiu um mundo de água na hora errada.

Felipe perdeu aquele campeonato quando rodou sozinho na Malásia, quando fez péssimas corridas na Austrália e principalmente em Silverstone, foi tão ruim lá na chuva que ganhou o apelido de "Spinning Massa" na transmissão local de tantas vezes que rodou sozinho no asfalto molhado na mesma corrida.

juniorcaixote disse...

Clap, clap, clap!!!!
Análise perfeita da situação, nada a acrescentar. Infelizmente a "inclusão digital" me parece ter feito mal ao brasileiro.

Renato Rodrigues disse...

Olá Corradi! Feliz Natal!
A volta do Trulli foi igual à do Glock, mas as parciais dessa volta não. O Trulli segurou nas duas primeiras parciais e fez a última parcial normal. Já o Glock foi lento na volta toda. Ou seja, na minha opinião, o Trulli segurou nas duas primeiras parciais para fazer um tempo de volta igual ao Glock. Quando já tinha segurado o suficiente, fez uma última parcial bem mais rápida que o Glock. E foi nessa última parcial que o Hamilton passou o Glock.
Abraço!

Jeferson Araújo Pereira disse...

Vou explicar melhor o que escrevi em 25/12.

1-Considero Felipe Massa o verdadeiro campeão de 2008.

2- A corrida tinha que ser anulada, mas o próprio Massa disse, no programa Bem, Amigos (Sportv)que consultou vários advogados e a resposta foi a mesma: pelas leis, não havia nada a ser feito no ano seguinte.Juridicamente só se poderia entrar com uma ação no ano em que a baixaria aconteceu.

3- O que eu escrevi em 25/12 é que devido a essa obsessão do Massa com o Cingapuragate, ele ignorou 200% todos os outros fatores que o levaram a perder o título.OK, esses outros fatores não são coisas desonestas, mas eles aconteceram.


4- Enfim: Massa dá a entender, em INÚMERAS declarações, que tudo se resume ao Cingapuragate.Nós todos sabemos que isso não é verdade.

5- Só existe uma solução para esse caso, mas ela é absurda, surrealista, e não encontra amparo na realidade do mundo em que vivemos.Hamilton abriria mão do campeonato e Massa seria oficialmente campeão.Isso, claro, nunca passou pela cabeça do Hamilton, e mesmo que ele manifestasse esse desejo, tenho certeza que a FIA não aceitaria!!!!!!

Jefferson disse...

Krapp, Krapp, Krapp!!!
Imitando/Parodiando o juniorcaixote.
Onde assino David Félix?
Tambem acho um absurdo a corrida nao ter sido anulada! Refeita se fosse o caso.
Mesmo que ele nao alcansace o titulo seria o justo.
Mas o jogo la é de cartas marcadas.
Tio Bernie e Briatore sao farinha do mesmo pote.

Jefferson disse...

Se nao me falha a memoria foram 6!!!
A época eu, como torcedor, joguei a toalha pelo campeonato.
Voltei a ter esperanças depois.
Ate Singapura.

Daylson Elder disse...

Cara,eu não tinha entendido direito.Viajei na maionese aqui.
O meu sentimento em relação a esse campeonato é igual ao da maioria:revolta.Pra mim também o Massa é o campeão.O mais ridículo foi ouvir o Galvão torcendo pra o Vettel segurar o Hamilton e não deixá-lo ultrapassar.
"O Vettel é brasileiro desde pequenininho..."Kkkk

Só uma curiosidade...se não me engano,o Galvão comentou na transmissão que o Glock tinha adorado uma estratégia tanto ousada demais.

Abraços

Daylson Elder disse...

Massa merecia o título,mas quem fez toda a burrada foi a equipe:

O motor do brasileiro quebrou duas vezes se não me falho a memória.
Em Cingapura entrou nos boxes por causa do acidente falso do Nelson Piquet, e quando foi sair a mangueira de abastecimento ficou presa no carro.Foi a pior coisa pra o brasileiro.

Hamilton?
Não teve nenhuma falha mecânica na temporada.

David Félix Krapp disse...

Jefferson e Daylson que concordam comigo que o campeão de 2008 é o Massa... o que vejo de pior no torcedor brasileiro com o complexo de vira lata é que se voce invertesse o caso e o Hamilton fosse vice graças a uma etapa fraudulenta, com certeza esses torcedores, os jornalistas ingleses (que são muito mais pachecos que o Galvão), enfim, todos iam fazer questão de dizer que o Massa não merecia o título... o que todos eles não percebem é que nós que vemos o Massa como campeão de 2008 em nenhum momento desmerecemos o Hamilton, pra mim ele mereceu o título, Lewis não teve culpa no que aconteceu em Cingapura, pra mim a Flavio Briatore, Nelsinho Piquet, o "Santo" Fernando Alonso (que disse que não sabia de nada... rsrsrs) e Bernie são os grandes culpados de hoje o Felipe Massa não ser o campeão de 2008... porém, pra caras como nós que vemos a F1 de uma forma diferente, o campeão legítimo de 2008 é Felipe Massa

Eduardo EA disse...

Ótima análise. A unica questão que ainda me deixa bolado com 2008 é o resultado do GP de Cingapura não ter sido anulado. Se o Gp foi manipulado, não deveria ter o resultado anulado?