quarta-feira, 17 de maio de 2017

Espanha - 2017



























Primeiro.

O Blogueiro estava viajando com a família.

Daí a ausência.

Mas acompanhei a corrida de Barcelona.

Mais uma prova espetacular.

E esclarecedora.

Está evidente que Mercedes e Ferrari precisam ser perfeitas para poderem vencer.

Em tudo.

Pois há muito equilíbrio.

Lewis se recuperou do infortúnio da Rússia e somou outra vitória a sua carreira.

Vettel dirigiu o fino.

A ultrapassagem sobre Bottas entrou para a história da Fórmula 1.

Falando nisso.

Outra coisa clara foi que a Mercedes não hesitará em sacrificar Valtteri
em favor de Hamilton.

Para que não ocorra nenhum mal entendido, sei que a ação faz parte do jogo.

(e o campeonato de construtores?)

Por conta disso Sebastian perdeu algo em torno de 7 segundos.

Bottas?

Ele que se exploda!

(pensamento dos prateados)

E explodiu.

Foi patético ver o finlandês, que venceu a etapa anterior, fora da corrida e rindo
ao lado de Toto Wolff e do Dr. Dieter Zetsche (Daimler).

Fico imaginando quantas vezes Rosberg passou por situação semelhante.

De descarte.

O abandono do time no final do ano passado, sem avisar e logo após conquistar
o campeonato, deve ter sido uma catarse.

O tamanho do título de Nico só está aumentando com o tempo.

Resta a Scuderia italiana também trabalhar em favor de Seb.

Mais ainda, claro.

Vettel comanda Maranello.

E os demais?

A Red Bull não funcionou.

Daniel Ricciardo quase tomou uma volta.

A Force India é uma das estrelas da temporada.

Esteban Ocon e Sergio Perez conseguiram pontuar em todas as etapas até aqui.

Entretanto Pascal Wehrlein foi o herói.

Aproveitou as saídas de Raikkonen e Verstappen e as mazelas das Williams.

Colocar a Sauber nos pontos é digno de destaque.

Gosto muito dessa geração.

Wehrlein, Ocon, Magnussen...

Agora, somente a McLaren não conseguiu pontuar em 2017.

Como as benesses costumam passar primeiro pelo bólido de Alonso,
Vandoorne sofre um pouco mais.

O maior problema da unidade de força da Honda ainda é a confiabilidade
de certas partes.

Isso está sendo resolvido.

Abaixo, os números.

















14 comentários:

Anônimo disse...

Kimi também já foi descartado na Ferrari, mais evidentemente que Bottas na Mercedes. Por isso Vetel defende tanto a permanência dele na equipe. Bottas não tem braço para acompanhar o ritmo de Lewis, talvez chegue à frente em algumas poucas corridas. Rosberg era mais piloto que Bottas , mas sempre vai ser lembrado como o campeão no ano que Hamilton teve vários problemas de motor.

Gabriel Pereira disse...

Corradi.
Após o Hamilton dispensar o isotônico e correr sem hidratação para diminuir o peso do carro você já concorda que ele não é um cara desleixado apenas por ter um estilo de vida 'extravagante' e não 'certinho' como o do Vettel?

Abraços

Anônimo disse...

corradi, ja disse varias vezes que acompanho bastante seu blog e como é seu, temos que respeitar sua opinião.

mas essas coisa de tratar o hamilton quase como um vilão é mto chato. "Fico imaginando quantas vezes Rosberg passou por situação semelhante."

isso soa como se so na mercedes isso acontece pro hamilton se dar bem! o hamilton deve ser um cara "mto do mal e perigoso" pq fazer uma equipe alemã, pagar um salario altissimo a ele, fazer de tudo por ele, etc... nao deve ser facil ne?

ja o vettel é um bom moço, onde as coisas boas acontecem naturalmente.. ele merece tudo so pelo sorriso...

a f-1 é cobreiro, corradi.. ninguem é bonzinho!

abraços

felipe

Anônimo disse...

Kimi foi mais sacrificado junto ao Vettel que o Rosberg junto ao Hamilton? Quando? Se ano passado o Kimi estava até melhor que o Vettel na temporada durante boa parte do tempo.
Na China a Ferrari mandou um código pelo rádio perguntando ao Vettel se queria que tirasse o Kimi da frente, o Vettel pediu para deixar resolver na pista, fato que o atrapalhou bastante mas não ficou chorando.

Hamilton era o cara que batia no peito dizendo que não precisava de ajuda de ninguém, que era o bonzão, agora já mudou o discurso falando que a equipe "precisa se ajudar" e tudo mais, e o Bottas já confirmou que corre como segundo piloto mesmo, só provando novamente que o Hamilton tem muita língua.

Rodrigo Felix disse...

Que exagero... Foi uma ultrapassagem normal...

Humberto Corradi disse...

Gabriel Pereira

Depois do título de Rosberg ele deve ter entendido que sem esforço e dedicação extrema as coisas não vão acontecer.

Valeu

Humberto Corradi disse...

felipe

Hamilton não é vilão e Vettel não é herói.

Só lembrei da situação de Rosberg dentro da equipe. Quem define isso é a direção do time. Lewis não tem culpa.

Valeu

Társio disse...

Viajando... sei

Depois dessa corrida o Corradi precisou de uns dias para pensar em como cornetar o Hamilton :P

Abç
Tarsio

* Foi um corridão! Vettel & Hamilton, Ferrari & Mercedes foram impecaveis!

André Freitas disse...

Corradi.
Com relação ao Alonso vale lembrar que ele trocou e colocou pneus macios no final da prova. Com um carro leve e pneus macios é óbvio que ele será bem rápido.

Jefferson disse...

Corradi, Corradi, ate quando o cara ganha passado "il predetto" na pista onde eh dificil faze-lo vc soh tem olhos pro "narizinho rampante".
O Neguin ao parece que vai duelar pra valer, o que vai te deixar em situação complicada com os textos, muito bons por sinal a exceção no que tange o inilês.
Guarde essa foto, ela vai te assombrar nessa temporada!

Jefferson disse...

André, com essa Mclaren infelizmente é bem mais difícil!

André Freitas disse...

Jefferson
Concordo plenamente com você. Acho que me expressei mal. Pelo que entendi o Corradi estava valorizando o carro, dizendo que ele não é tão ruim e está evoluindo. O que quis dizer foi que ele andou com pneus novos e macios na parte final da prova, mascarando a performance do carro, entende. Acho Alonso um piloto fora de série!

Jefferson disse...

Ele realmente é muito bom André, assim como vettel, riccardo, hamilton e verstapen, o que sempre o atrapalha é o ego e o individualismo.

Jefferson disse...

*inglês