segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Japonesas





























Retratos.

Onde está Wally?

A tradição de tomar café da manhã sempre juntos.

A simbólica roda.

E a dor.

12 comentários:

Silvestre Zanon disse...

Boa tarde. Seria legal se você postasse no blog umas informações do dia a dia das equipes, por assim dizer. Salário dos integrantes das equipes, como eles contratam, etc.
Grande abraço

Anônimo disse...

Vettel, a Ferrari e até o papa sabiam dos riscos de se aumentar a potência em detrimento da confiabilidade. E aí só deixando a roda da fortuna girar para decidir na sorte. Azar nosso, e da Ferrari, que a roda estava quadrada e fez o campeonato terminar antes do esperado.

Ricardo

zamborlini disse...

ficou claro q após os 30 segundos tomados em monza, algo teria que ser feito. decisão acertada de reduzir as margens de confiabilidade, já que iria perder de qq jeito mesmo.

Vinícius Pontin da Silva disse...

Sério Thiago R, se é pra ficar provocando o Corradi o melhor seria vazar do blog não? A não ser que o Corradi goste de polêmica pra gerar mais views e "laiques" pro blog.
Se for assim melhor eu ir pro Grande Prêmio, pois o blog caira na vala comum dos mendigos de likes.
Abraços.

Társio disse...

Os Trapalhoes de Maranello deixaram nosso Corradi sem palavras?

Só para constar em 2016 após Suzuka, Rosberg tinha 33 pontos na liderança. Hamilton tem 59...

Eu disse desde a pré temporada. Ferrari é cavalo paraguaio. 2010, 2012 e agora 2017 estão ai pra provar...

Abc
Tarsio

James Morais disse...

Corradi, pode nos falar sobre o acontecimentos que rodeiam a carreira de Alonso.

Anônimo disse...

Carreras son carreras
Vamos pensar em algo positivo, faziam quantos anos que o Vettel não tinha condições de brigar pelo título? Ele acabou sofrendo na pele o que Schumacher, Alonso e Massa (em condições um pouco diferentes) sofreram...
Faz parte, como eu disse, Hamilton está com estrela esse ano, era pra ser dele mesmo, mas ano que vem zera tudo, e tomara que seja outro campeonato espetacular, quem sabe com mais gente brigando pelo título.
Força Ferrari, parabéns Mercedes, e vamos pro pau de novo!

Abraço Corradi

Glaucio

Fabrizio Salina disse...

Que foto esta do Vettel...

"Carreras son carreras". Quebrar, bater, faz parte do circo.

Penso que a Ferrari correu seus riscos e pagou por eles. Não havia outra saída do que não dar tudo. Melhor competir de igual para igual, mesmo ao custo da confiabilidade, do que se resignar com o segundo pódio.

Particularmente, não sou ferrarista, mas apreciei a competitividade nesse ano, proporcionada pelos vermelhos.

Destaque para a postura de Vettel, "homem equipe"! Tal atitude faz diferença e ajuda a explicar, via reflexa, a sina de Alonso. Ser grande nas vitorias, qualquer um consegue, mas manter-se equilibrado nas derrotas, isso é para poucos, ainda mais num mundo de mentalidade em que só o vencedor importa.

O que resta? A Ferrari tentar vencer o que puder. No resumo da ópera, tivemos um belo concerto até aqui.

Fidel Miño disse...

Olha a felicidade das viúvas. Bom, pior é ser torcedor da Mclaren.

Vinicius Fluminense disse...

Pra mim nunca me restaram dúvidas de que a melhor equipe e o melhor carro dessa temporada é a Mercedes. Mesmo depois daquela afobação que todos diziam que a Ferrari e a RBR tinham sofrido atualizações em seus carros. Ferrari atualizou o motor, mas e aí? Deixa a confiabilidade de lado mesmo? Melhor terminar uma corrida em segundo, terceiro, do que nem largar ou abandonar.

obs: tbm senti falta da coluna pós prova!!!!!

Humberto Corradi disse...

Enquanto eu não buscar todas as informações que eu preciso eu não escrevo.

Aos que não hesitam em desmerecer o Blog:
Poderiam também não hesitar em procurar outro espaço que fale sobre F1.

Anônimo disse...

Boa Corradi!

Tem gente aqui mais bem informado que você. É justo que eles espalhem seus conhecimentos em algum lugar melhor.

Ashpool