domingo, 23 de abril de 2017

Barbazza





O italiano Fabrizio Barbazza nasceu próximo a um local sagrado para
o automobilismo.

O Circuito de Monza.

Ainda novo se destacou na Fórmula 3 de seu país.

Foi para os Estados Unidos a fim de desbravar as pistas da América.

Chegou a CART.

Conseguiu um terceiro lugar nas 500 milhas de Indianápolis em 1987.

O que lhe rendeu o título de Rookie of the Year.

No início da década de 90 foi para a Fórmula 3000.

Na temporada seguinte ingressou na Fórmula 1 contratado pela equipe
AGS.

Já em 1993 foi para a Minardi para ser companheiro do brasileiro
Christian Fittipaldi.

Competiu contra equipes bem mais poderosas.

E a excelente turma da época.

Alain Prost, Michael Schumacher e Ayrton Senna.

Mesmo assim ele pontuou em duas das primeiras quatro provas do campeonato
daquele ano.

Alguns tempo depois direcionou sua carreira para o mundo dos Protótipos.

Daytona, Sebring...

Em Road Atlanta sofreu um acidente qa bordo de uma Ferrari 333 SP.

Muito feio!

O ano era 1995.

Tentou voltar.

Chegou a participar ainda das 24 horas de Le Mans.

Mas sabe aquela história que certos acidentes mudam a vida do piloto?

Isso.

Barbazza não abandonou as pistas.

Trabalhou fora do cockpit.

Passou a desenvolver projetos de segurança para autódromos.

Entendia do negócio.

Tanto que ficou rico.

E até abriu um Resort em Cuba.

La Villa Clara.

Vida nova.

Sol e vento na cara.

Sobreviveu.

E enquanto você estiver lendo esse post, provavelmente ele deverá
estar pescando.

16 comentários:

Can Am disse...

Apenas uma correção: Barbazza foi companheiro de equipe do Cristian Fittipaldi na Minardi em algumas provas da temporada de 1993 da F1 (tendo pontuado em Ímola e Donington Park). No ano de 95 ele já competia nos protótipos (série IMSA), quando inclusive sofreu o sério acidente em Road Atlanta, quando sua Ferrari 333SP foi brutalmente atingida pelo carro de Jeremy Daly (outra 333SP):

http://www.youtube.com/watch?v=6tT-bbkYbKY&feature=results_main&playnext=1&list=PL632D0CAF8F3978CB

Um abraço.

Ron Groo disse...

Prova que há vida fora da F1 e tem gente que não a enxerga.

Verde disse...

Ótimo piloto, fez ótimas corridas em Donington e em Imola no ano de 1993.

Na Indy, tinha grandes chances de ter feito ótima carreira se não tivesse ficado tanto tempo preso à Arciero.

Na Fórmula 3000, chamou a atenção por ter saído ileso de um incrível acidente em Birmingham, no qual seu carro decolou e caiu como um avião.

Humberto Corradi disse...

Can-Am

Vou corrigir!

Valeu

fabio disse...

ainda hoje acho ele o grande responsável por aquele looping do C.Fittipaldi...

Marcos Antônio Filho disse...

grande barbazza, me lembro dele. depois saiu pro lugar do piloto simbolo da Minardi Pierluigi Martini, esse sim o causador do looping do Cristian...

Anônimo disse...

Oi Fabio,

Acho que o looping do Christian em Monza foi em cima do Pierluigi Martini

Abç,
Emerson Fernando

Anônimo disse...

Foto "gêmea" essa primeira do Barbazza com aquela prmeira do post do Häkkinen, ambas em Mônaco 1991.
(comparem: http://f1corradi.blogspot.com/2012/01/mika-hakkinen.html)

As outras duas fotos do post foram tiradas em Imola: uma em treinos e a outra na corrida. Há detalhes em laranja nos aerofólios do carro de Barbazza.

Em 1995, na prova da IMSA, '3 horas de Road Atlanta', na 13a volta, Fabrizzio Barbazza (a bordo de uma Ferrari 333SP) rodou a fim de evitar dois Porsches rodando à sua frente, mas seu carro, ao rodar, voltou para a pista atravessando-a. Nesse instante, Jeremy Dale (num Spice BDG-02 Oldsmobile), saindo da curva onde Barbazza e os Porsches rodaram, acertou o carro de Barbazza numa colisão em 'T' a cerca de 100 milhas por hora.
A Ferrari de Barbazza foi dividida em duas. Barbazza sofreu ferimentos na cabeça e foi levado a um coma induzido. Sofreu também um colapso pulmonar além de uma perna e de um braço fraturados.

Acho que pescar, no Caribe, é bem melhor...

...

Fábio, na ocasião do looping do Christian Fittipaldi, em Monza, Pierluigi Martini era seu companheiro de equipe.
A última corrida de Barbazza pela Minardi (e sua última na F1) foi no GP da França, 2 meses antes!

um abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

Can Am (e demais),

aqui a segunda parte do vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=jkDpYM4LaR8&feature=related

A camera onboard do Jeremy Dale é assustadora!

outro abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

Fabio, seguinte: acho que o responsavel pelo looping foi o Pierluigi Martini, conterraneo dele.

Ze Maria

Marcelo Betioli disse...

Esse eu não conhecia. Muito legal saber de histórias como o de Barbazza.

Abraços.

fabio disse...

têm razão, era o P.Martini...vi a segunda foto(que não é em Monza), e logo me lembrei do acidente...

Renato Santos disse...

Boa pesca, Barbazza, vi todas as suas corridas.

Daylson Elder disse...

Lembro muito do Barbazza.Gostava de vê-lo correr na Minardi.Na verdade ele iniciou sua carreira no motocross.

Daylson Elder disse...

Barbazza no começo da carreira.
[IMG]http://i63.tinypic.com/wirasl.jpg[/IMG

Clube do Fusca de Áurea disse...

Incrível!!!
Saiu ileso...